Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Veneno dos Mambas apontado aos Tubarões Azuis

foto dos mambas em familia.jpg

 

Selecção nacional de futebol, os Mambas, defronta amanhã a sua congénere do Cabo Verde, em partida da segunda jornada do grupo F de qualificação ao CAN-2021. Os Mambas só pensam na vitória, no jogo de hoje.

Partiram na passada sexta-feira, tiveram uma escala em Luanda e foram a Lisboa, onde realizara um treino, num sintéctico daquela cidade portuguesa e pernoitaram num dos hotéis que é utilizado pela Federação Portuguesa de Futebol para albergar suas selecções. Na manhã de hoje, domingo, seguiram para cidade de Praia, onde ainda hoje realizaram o treino de adaptação ao jogo desta noite, diante do Cabo Verde, em partida a contar para a segunda jornada do grupo F de qualificação ao CAN-2021.

Levam consigo o estatuto de líderes do grupo, depois da vitória frente ao Ruanda, na passada quinta-feira, numa partida em que tiveram uma brilhante exibição, que não condizia com as inúmeras oportunidades de golos desperdiçadas.

Amanhã, bem mais difícil, terão pela frente os Tubarões Azuis, que vem de um empate encorajador, em Yaoundé, diante dos Camarões, sem abertura de contagem. Difícil porque defronta uma selecção composta por jogadores, maioritariamente nascida e que joga na Europa, mas que representa os Tubarões Azuis. E mais: uma selecção com ambições claras de regressar a fina flor do futebol moçambicano, depois de ter falhado duas edições.

E por isso os Mambas vão a Santiago com muitas cautelas, mas querendo manter a senda vitoriosa que vem tendo com Luís Gonçalves no comando, nomeadamente conquistando a sexta vitória consecutiva, cinco delas com a nova equipa técnica.

É por isso que o selecionador nacional, Luís Gonçalves, pede alguma calma na abordagem do próximo jogo. "É verdade que a exibição da quinta-feira (dia 14 de Novembro) foi muito boa, faltou-nos mais um ou dois golos, mas Cabo Verde é uma equipa diferente do Ruanda, e tem características próprias" alertou, na hora de partida, na passada sexta-feira.

Aliás, "ainda temos que saber com quem podemos contar para este jogo, pois neste momento ainda não consigo dizer se tenho todos jogadores operacionais " explicou Gonçalves, mesmo antes da viagem desgastante que os levou a cidade de Praia, dois dias depois de terem deixado Maputo.

 

Jogadores querem vitória

Telinho, que fez um grande jogo diante do Ruanda, tendo até marcado um dos golos da vitória, garante que apesar do pouco tempo de repouso, os Mambas vão a Cabo Verde para conquistar os três pontos. "Sabemos que não será um jogo muito fácil, mas todos nós estamos cientes, tranquilos e com mentes limpas para fazer o nosso melhor, que é chegar lá impor o nosso futebol, e conquistar os três pontos" disse o artilheiro da União Desportiva de Songo.

O avançado que pode jogar também a médio, Luís Miquissone, e o experiente defesa esquerdo, Edmilson, suplentes não utilizados contra o Ruanda, dizem estar prontos para responder quando chegar a sua vez.

 

Todos jogadores estão aptos para mais logo

Os Mambas realizaram apenas dois treinos antes do jogo desta noite, nomeadamente em Lisboa, no sábado, e hoje, na adaptação ao relvado sintéctico que vai acolher o jogo. Ambos os treinos foram ligeiros, até porque as longas viagens não permitiram que fossem sessões mais duras para o seleccionador poder montar o melhor esquema para defrontar o Cabo Verde.

Mas em termos clínicos, ainda assim, o combinado nacional está estável, com todos jogadores disponíveis para defrontar os Tubarões Azuis, segundo garantia do massagista dos Mambas, Solomone Cossa. Tirando Reginaldo que esteve acossado por uma gripe, prontamente estancada, todos estiveram bem em todos os momentos, tendo respondido positivamente aos esforços pedidos por Luís Gonçalves.

Facto mesmo é que o seleccionador nacional terá que montar uma equipa forte em todos os sectores, para colmatar os pontos fortes do seu adversário e aproveitar as fragilidades que possa apresentar.

O jogo entre Cabo Verde e Moçambique inicia quando forem 18H00 desta segunda-feira, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia, e terá a arbitragem nigeriana, comandada por Joseph Odey Ogabor, tendo Efosa Celestino Igudia e Isan Usman como assistentes. Patience Madu Ndidi (Nigéria) será o quarto árbitro e Abdellah Aboulkacem, de Marrocos, é o comissário desta partida.

 

Tolerância de ponto em Santiago para ver Cabo Verde vs Moçambique

O Governo de Cabo Verde concedeu tolerância de ponto para a tarde desta segunda-feira, isto para que os cabo-verdianos possam ir ao Estádio Nacional ver o jogo da selecção local de futebol, que defronta Moçambique.

Segundo uma resolução do Conselho de Ministros, citada pelo Inforpress de Cabo Verde, a tolerância de ponto é concedida a todos os agentes do Estado, dos institutos públicos e das autarquias, da Ilha de Santiago, durante o período da tarde.

De acordo com a publicação cabo-verdiana, esta medida é um forte apoio que o Governo dá aos Tubarões Azuis, tendo em vista a alcançar o seu objectivo de obter um bom resultado, no jogo desta tarde, mas a mesma não abrange trabalhadores cuja natureza não deve ser interrompida, casos de policias, bombeiros, pessoal de saúde, entre outras.

 

Rui Águas desconhece Mambas

Depois do empate na passada quarta-feira, o combinado cabo-verdiano, está moralizado para defrontar os Mambas, tendo realizado três sessões de treinos para o jogo. Rui Águas, seleccionador nacional de futebol dos Tubarões Azuis, diz que não sabe se conhece o combinado moçambicano, tendo em conta os últimos resultados.

Rui Águas, que já conta com todos os convocados e alguns que não estiveram presentes no jogo diante dos Camarões, diz que o empate de quarta-feira fora de casa deu outra embalagem aos Tubarões Azuis para encarar o jogo com Moçambique. Rui Águas diz confiar nos seus jogadores, mas alerta para o momento de confiança que os Mambas atravessam, depois de cinco jogos sem perder, quantro deles sem sofrer golos.

Heldon, um dos jogadores mais experientes nos Tubarões Azuis, olha para o grupo e conclui que a camaradagem no balneário neste momento está muito forte e apto para o jogo desta noite.
A equipa técnica conta com o avançado Zé Luís, o guarda-redes Mário Évora e o defesa Elvis Mendes, os três jogadores que não conseguiram chegar aos Camarões.

No confronto directo entra ambos, os Mambas levam vantagem, em virtude de terem vencido dois jogos, enquanto os Tubarões Azuis venceram apenas um jogo.

 

Fonte:Opais