Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

“Temos a responsabilidade de competir ao mais alto nível na Guiné-Bissau”

Abel (1)

 

O Centro de Alto Rendimento de Pretória é, desde o passado dia 4, o ponto de concentração dos Mambas que preparam o decisivo jogo diante da Guiné-Bissau, que pode ditar a qualificação de Moçambique para o Campeonato Africano das Nações.

É pela importância do jogo com os guineenses que o seleccionador nacional, Abel Xavier, decidiu que a equipa devia basear-se num local com excelentes condições de treinamento, climatéricas- próximas as que os Mambas irão encontrar em Bissau – e níveis de concentração bastante elevados.

Após uma semana de intensa preparação apenas com jogadores que actuam em Moçambique, há a convicção de que o estágio tem sido proveitoso.

Pelo que, criadas todas as condições, não há motivos para qualquer justificação. O foco é o trabalho e a palavra de ordem é única e exclusivamente a vitória no embate com a Guiné-Bissau.

Eu quero agradecer ao Governo por ter participado com o intuito de nos dar as melhores condições para podermos trabalhar. Eu penso que as explicações que nós demos é inquestionável para este objectivo que nós queremos. Irá, de alguma forma, elevar o país e talvez alavancar o nosso futebol. Nós temos esse conhecimento profundo e responsabilidade do momento”, argumentou. 

Contrariamente a alguns sectores que têm defendido que não havia necessidade de os Mambas se deslocarem a Pretória apenas com jogadores que jogam dentro do país, que não constituem a base da selecção nacional, mas sim os que evoluem fora, o técnico diz: “Este estágio, concebido desta forma, era uma necessidade. É inquestionável. E, por isso, nós temos este dever e responsabilidade de trabalharmos da melhor forma possível para irmos competir ao mais alto nível na Guiné-Bissau”.

 

Fonte:Opais