Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

04.Ago.14

SUPERAR MAFRA EM NÚMEROS E QUALIDADE

Apesar de não ter conseguido manter-se no pódio, Moçambique superou em termos quantitativos e qualitativos os Jogos de Mafra (Portugal), pois destacou-se em mais modalidades comparativamente a VIII edição. Obteve cinco ouros e cinco pratas no atletismo para a pessoa portadora de deficiência (adaptado ou paralímpico), ouro e cinco bronzes no atletismo convencional, dois bronzes no judo, bronze no vólei de praia e ténis.

 

Aqui ressalta, como se pode depreender, a prestação da selecção do atletismo adaptado, que foi a mais dourada e deu um salto significativo. De duas medalhas de ouro, das 16 trazidas de Mafra, portanto as únicas que Moçambique amealhou, subiu para cinco, sendo ainda a selecção que mais contribuiu em medalhas e por sinal as que têm maior peso (10).

 

Entretanto, perante o favoritismo já confirmado de Portugal e Brasil, que voltaram a ficar nos primeiros dois lugares no medalheiro, Moçambique disputou a terceiro posição com Angola, que, como anfitrião, preparou-se com afinco para chegar ao pódio. Moçambique ficou em quarto lugar em futebol, basquetebol e ténis masculino, andebol feminino, vólei masculino e em natação de águas abertas. Portanto, terá sido por aqui onde tudo falhou, tendo em conta que os angolanos estiveram em segundo em futebol e andebol, terceiro em basquetebol, vólei masculino e no torneio de águas abertas, desempenho que pesou muito na contagem final.

 

Moçambique perdeu a medalha de bronze no torneio de futebol na disputa com Cabo Verde. Os “Mambinhas” desistiram do jogo aos 10 minutos quando perdiam por 2-0 para concentrar-se na partida da segunda “mão” de eliminatória de acesso ao CAN-2015 com Angola no mesmo dia do encerramento dos Jogos, portanto oferecendo de bandeja o bronze aos cabo-verdianos. Em basquetebol a selecção nacional perdeu a disputa do bronze com Angola por 47-36, enquanto em andebol quedou-se diante do Brasil por 34-17. Já em vólei a dupla Osvaldo/João perdeu com o par angolano por 2-1, enquanto em ténis masculino caiu aos pés dos angolanos por 3-0.

 

 

SALVADOR NHANTUMBO, em Luanda

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias