Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Selecção masculina de basquetebol garante apuramento para AfroCan-2019

Seleccao basquetebol 2019.jpg

 

A selecção nacional de basquetebol sénior masculina garantiu a presença no AfroCan do Mali após uma valorosa vitória diante da Zâmbia por 71-60, na noite da última sexta-feira. Ademais contou a vitória diante do Zimbabwe, na passada quinta-feira, por 80-65, redimindo-se da derrota na jornada inaugural diante do mesmo adversário.

Mesmo a meio de dificuldades, entre falta de treinos, péssimas condições de viagens e acomodação, para além de ausência de alguns jogadores que se recusaram em representar a selecção devido a falta de compromisso e seriedade da própria Federação Moçambicana de Basquetebol, a selecção nacional conseguiu a qualificação à fase final do AfroCan da modalidade, que terá lugar no Mali, em Julho próximo.

Uma participação que que até iniciou de forma desastrosa, com uma derrota, diante do anfitrião Zimbabwe, por seis pontos de diferença, ou seja 67-61, naquele que foi o primeiro grande resultado da falta das condições exigidas para uma boa prestação. Aliás, o conjunto de Milagre Macome, que basicamente contou somente com jogadores do Ferroviário de Maputo e mais dois do Ferroviário da Beira, chegou praticamente na noite que antecedia o primeiro jogo, depois de cansativa viagem via terrestre, que teve escala em Manica. O cansaço não ajudou os jogadores, que assim perderam o primeiro jogo.

Na segunda partida, frente a Zâmbia, o combinado moçambicano não se fez de rogado e com uma boa prestação de Pio Matos, quase chegada a chapa 100, tendo terminando mesmo na casa dos 90 pontos. Uma Zâmbia que voltou a ser o bombom da festa, depois de mais uma vitória, na sexta-feira, desta feita por 71-60, resultado que garantiu o primeiro lugar no regional de qualificação, ainda que com os mesmos números de pontos do Zimbabwe, que também estava a disputar o apuramento.

Zimbabwe, o grande “abusado”

A selecção do Zimbabwe, anfitrião desta fase de qualificação, foi uma pedra no sapato dos treinados de Milagre Macome, uma vez que com a vitória na primeira jornada, por 67-61, ganhava asas para ombrear com o combinado nacional a disputa por um lugar no AfroCan. Mas mau grado para os zimbabweanos, que já na segunda volta não tiveram a mesma postura e nem pernas para ombrear com Pio Matos e companhia, que já mais descansados levaram à quadra a sua experiência, para anular a vantagem de seis pontos dos donos da casa, vencendo assim por 80-65.

Foram 15 pontos de diferença que traduziram a grandeza e confirmaram a superioridade do conjunto moçambicano, perante um Zimbabwe e uma Zâmbia, que foram apenas sombras de uma preparação bem feita por parte de Milagre Macome, rumo à fase final do AfroCan, que terá lugar em Bamako, no Mali, de 18 a 28 de Julho.

O Torneio regional de qualificação que contou apenas com as três selecções, uma vez que Angola e África do Sul desistiram a última hora, vai ainda conhecer o derradeiro jogo este sábado, quando Zimbabwe e Zâmbia jogarem entre si, para o cumprimento da prova.

Assim, os rapazes de Milagre Macome regressam este domingo a Maputo, para prepararem a final da Engen Maputo Basket, onde o Ferroviário de Maputo terá pela frente a A Politécnica, num play-off a melhor de cinco jogos. O jogo 1 poderá ser já na sexta-feira.

 

Fonte:Opais

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.