Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Que comece a Copa Coca-Cola 2019…

COCA COLA lance.jpg

 

Está lançada a 16ª edição do torneio inter-escolar de sub-16, a Copa Coca-Cola, na sua edição deste ano 2019. A cerimónia, que teve lugar esta quinta-feira na cidade de Xai-Xai, foi dirigida pela vice-ministra da Juventude e Desportos, Ana Flávia Azinheira, e contou a presença de figuras ligadas ao desporto, em particular o futebol, e da educação, para além dos dirigentes da província de Gaza, ao mais alto nível.

De acordo com o Lancemz, serão ao todo 2500 petizes oriundos de 132 escolas das 11 províncias do país que estarão envolvidas nesta prova que retoma a sua disputa após um ano de interregno. A competição, que vai iniciar já no final de semana com a fase provincial, ou seja, entre escolas da mesma província, vai decorrer até Novembro próximo, altura que a província de Cabo Delgado vai acolher a fase final do evento que vai dar a conhecer o novo campeão da competição.

No lançamento da Copa Coca-Cola, a vice-ministra da Juventude e Desportos, Ana Flávia Azinheira, destacou o papel do Governo na promoção do desporto aliado à educação, principalmente nos jovens. “Queremos aqui destacar o papel relevante que o Governo atribui ao desporto na promoção do desenvolvimento social e humano”, disse Ana Flávia Azinheira, citado pelo Lancemz, para depois acrescentar que o papel do mesmo Governo na implantação de infraestruturas escolares e desportivas: “no plano das infraestruturas para a prática do desporto e ao nível da formação de novos talentos”.

Já Francisco Langa, o representante da Coca-Cola, empresa patrocinadora do torneio inter-escolar, citado pelo Lancemz, assumiu que a competição voltou para ficar, depois de não ter-se realizado no ano passado. “Demonstramos o nosso compromisso ao longo prazo com Moçambique no desenvolvimento de jovens talentos do futebol, temos vindo a organizar a Copa Coca-Cola nós últimos 15 anos, envolvendo crianças em idade escolar. É nossa ambição continuar a usar da Copa Coca-Cola para aprimorar ainda mais o talento futebolístico da juventude africana dando exposição internacional e o torneio organizado pelo INAD marcou a vida de milhares de estudantes do ensino secundário, suas famílias e comunidades de todo Moçambique ao longo dos anos”, disse Francisco Langa, da Coca-Cola, citado pelo Lancemz.

Dos vários jogadores renomados no futebol moçambicano, alguns saíram desta competição inter-escolar, dentre eles o internacional avançado que actua no Kukesi da Albânia, Reginaldo Faite, para além de Clésio Baúque, antigo jogador do Benfica de Portugal, agora a jogar na Turquia, e o guarda-redes Pinto, que já representou o Ferroviário de Maputo, agora ao serviço da Liga Desportiva de Maputo.

Em África, a COPA Coca-Cola é disputada em outros 22 países que incluem Quênia, Uganda, Tanzânia, Etiópia, Angola, Zâmbia, Moçambique, Malawi, Botswana, Namíbia, Ruanda, Congo, Suazilândia, Nigéria e África do Sul, Zimbábue, Madagáscar, Maurícias e Burundi. Fora do continente, a COPA Coca-Cola também é disputada nas Américas, Europa e Ásia e está em um total de 64 países com mais de 1,3 milhão de jogadores.

Na grande Final da 15ª edição da Copa Coca-Cola, a Escola Secundária Eduardo Mondlane da província de Manica venceu a Escola Secundária do Triunfo por 2-0, em 2017.

 

Fonte:Opais