Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

04.Abr.14

Pratos deliciosos

A TERCEIRA jornada do Moçambola-2014 reserva-nos pratos de encher a saliva na boca. São dois embates aliciantes e colocando frente-a-frente “colossos” senão os principais candidatos ao título.O primeiro grande embate tem como protagonistas o Maxaquene e Ferroviário de Maputo e realiza-se amanhã à noite (18:00 horas) no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

 

Sempre que as duas equipas se encontram é motivo para grandes emoções dada a histórica rivalidade destes dois grandes emblemas do futebol moçambicano. Aliado a isso, estão os resultados conseguidos por cada uma das equipas até ao momento e os objectivos perseguidos por ambos, razão suficiente para termos um grande jogo de futebol e com espectáculo à mistura.

 

 

Os “tricolores” fazem parte do quinteto que partilha o segundo posto nas costas do líder Ferroviário de Nampula – o único que somou vitórias nas duas rondas já disputadas -  isto graças à vitória bem conseguida no terreno do Chibuto, no último fim-de-semana, depois do empate na jornada inaugural perante o Ferroviário de Pemba. Os “locomotivas” estão, por seu turno, muito ansiosos pelo facto de ainda não terem sentido o sabor da vitória, com dois empates frente ao seu homónimo da Beira e a campeã Liga Muçulmana, respectivamente.

 

 

A Liga Muçulmana recebe domingo o Costa do Sol, neste que será o segundo duelo mais esperado da ronda. A dimensão deste embate recorda os grandes momentos que sempre caracterizaram o frente-a-frente entre ambos e poderão ser reeditados no domingo. As duas equipas partem nas mesmas circunstâncias entanto que integrantes do quinteto que luta pela liderança. Contabilizam ambos uma vitória e um empate.

 

 

Não menos interessante é o embate entre o Desportivo e Chibuto, dois conjuntos aparentemente do mesmo nível e que não colocam de lado a hipótese de lutar pelo título. Os “alvi-negros”, que regressaram em grande à prova, tiveram um bom começo ao registar uma vitória na estreia com o Têxtil e empate em Pemba, ocupando a terceira posição entre o quinteto atrás do líder Ferroviário de Nampula. Mas terão pela frente um “búfalo ferido”. O Chibuto sucumbiu nas duas jornadas que custaram o afastamento do técnico português João Eusébio do comando da equipa e não aceitará a terceira derrota consecutiva, pelo que se exige dos “alvi-negros” muitas cautelas. Mas o factor casa pode ajudá-los a superar todas as adversidades no terreno.

 

 

Entre o quinteto que espreita a liderança está a HCB, que recebe o estreante Ferroviário de Quelimane, esperançado em dar um salto para a frente. Porém, os tetenses devem precaver-se. Os “locomotivas” quelimanenses surpreenderam o Desportivo de Nacala, vencendo fora de portas depois de um início inglória na recepção ao Costa do Sol, resultado que lhes coloca na sexta posição á frente do Ferroviário da Beira. Os “locomotivas” beirenses recebem, amanhã, o Desportivo de Nacala esperançados na primeira vitória, após empates com os “locomotivas” da capital e com o Costa do Sol.

 

 

Enquanto isso, o líder Ferroviário de Nampula está em condições de vencer e manter-se impune, pois joga em casa com o seu homónimo de Pemba. Aliás, está muito motivado pelos resultados conseguidos, mas terá pela frente uma equipa que luta para garantir o mais cedo possível a manutenção, o que só se consegue com vitórias.

 

 

Por último, o Estrela Vermelha da Beira recebe o Têxtil do Púnguè para o duelo de conterrâneos. Os “alaranjados” têm um ponto resultante do empate com a HCB na última ronda, enquanto os “fabris” da Manga somaram por derrotas os dois jogos. Dai que teremos um duelo de aflitos. 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias