Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

07.Mar.14

O fiel público merecia uma vitória

O CENÁRIO criado em torno do jogo entre Moçambique e Angola fazia antever uma noite de quarta-feira triunfante para os fiéis adeptos dos “Mambas”.

Estiveram aos milhares no Estádio Nacional do Zimpeto. Não pouparam esforços para ver os ídolos. Desafiaram as intempéries climáticas que assolam a capital do país e não só nos últimos dias.

 

Enfrentaram o proibitivo tráfego da EN1, a meio de semana, e no final deixaram o campo a lamentar.

Por estes e outros motivos, que têm a ver com a série de más exibições e resultados da equipa nacional, não se esperava que o Estádio Nacional do Zimpeto se regista um número de acima dos 20 mil, a rondar a meia casa.

 

Os “Mambas” podem queixar-se de tudo menos de falta de apoio. O público esteve lá, trajado de cores nacionais, exaltou o seu patriotismo. Deu provas, uma vez mais, de que está com a Selecção Nacional. Deixou claro que é companheiro em todos os momentos: felizes e tristes, pena é que os jogadores não tenham respondido à mesma medida, isto é com uma vitória.

 

Na segunda parte, os pupilos de João Chissano procuraram responder às preces dos fiéis adeptos. Foram, de um modo geral, pouco incisivos na luta pela vitória. Oscilaram muito, entre o medíocre e o suficiente, não tendo chegado a ser realmente bons para vencerem a congénere angolana. O champanhe estava lá preparado e pronto a “estoirar”, mas não houve brinde entre jogadores e adeptos. A acontecer teria sido formidável, se se levar em conta que o jogo visava, além de preparar as duas selecções para as eliminatórias de acesso ao CAN-2015, homenagear Mário Coluna, um senhor do futebol, falecido a 25 de Fevereiro.

 

 

 

 

O público, esse, deixou o campo inconformado, com o empate, e a lamentar o facto de ter que esperar até ao próximo jogo em casa para ver os “Mambas” ganhar. A última vez que tal aconteceu foi em Agosto, frente à Namíbia, por 3-0, em jogo de acesso ao CAN-Interno. Depois se seguiu empate sem golos com Angola e um amigável com a Suazilândia, tendo também acabado sem abertura de contagem. Se já não é novidade para ninguém que a Selecção Nacional tem dificuldades em fazer golos, causa preocupação o facto de tardar a impor-se até diante de selecções teoricamente mais fracas.

 

IVO TAVARES

 

 

Fonte:Jornal Noticias