Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

MOÇAMBIQUE, 1 - LESOTHO, 0: Dayo resolve ao apagar das luzes

 

 

 

A SELECÇÃO Nacional de futebol, os “Mambas”, venceu na noite de ontem, no Campo do Ferroviário da Beira, a sua similar do Lesotho, por 1-0, em jogo de carácter particular inserida na data-FIFA e que serviu de preparação para os próximos compromissos das duas equipas, nomeadamente o CAN-2019, nos Camarões, e o CAN-Interno do próximo ano, no Quénia.

 

O golo da equipa moçambicana foi marcado pelo atacante do Ferroviário da Beira, Dayo, quando já se jogavam 89 minutos de uma partida que serviu igualmente para a inauguração da luz artificial daquele recinto desportivo que, apesar de acontecer no início de semana, registou uma enchente bastante assinalável.

 

A partida foi também marcada por um penalte inexistente que o árbitro angolano assinalou, mas que Dominguez falhou ao permitir a defesa com os pés do guarda-redes contrário.

 

A Selecção Nacional teve, na primeira parte, domínio completo do jogo, enquanto na segunda se registou um relativo equilíbrio.

 

Os “Mambas” entraram melhor no jogo, enquanto os basuthos limitavam-se a defender-se das investidas do adversário, mas gradualmente libertavam-se e organizavam alguns contra-ataques rápidos que criavam alguns calafrios.

 

Já no segundo tempo, o técnico Abel Xavier, visando imprimir outra dinâmica no jogo, deixou no balneário Clésio, Salomão e Loló e, para os seus lugares, lançou Ratifo, Bheu e Luís.

 

Aos 62 minutos, numa jogada confusa, aconteceu a tal grande penalidade mal assinalada pelo árbitro e que Dominguez desperdiçou.

 

Os basuthos, mais soltos no terreno, foram fazendo o seu jogo e contra-ataques rápidos e chegavam com algum perigo à baliza defendida por Victor, mas a defesa moçambicana sempre chegou para as encomendas até que se chegou ao fim da contenda.

 

O resultado não pode sofrer contestações, até porque os moçambicanos, além de terem jogado o suficiente para ganharem, marcaram um golo. Os basuthos deixaram, ainda assim, boas indicações.

 

O árbitro esteve bem, excepto no tal lance do penalte que ajuizou mal a favor dos moçambicanos.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Hélder de Carvalho, auxiliado por Ivanildo Lopes e Evanildo Martins, todos de Angola. O quatro árbitro foi o moçambicano Simões Guambe

 

MOÇAMBIQUE: Victor; Salomão (Bheu), Jeitoso, Zainadine Jr., Reinildo, Kambala, Dominguez, Loló (Ratifo), Clésio (Luís), Maninho (Dayo) e Gito (Raúl)

 

LESOTHO: Mphuti; Bokang, Mafa, Jerry, (Mahula), Mokhehle, Mothoel, Mabuti (Yabiso), Koetle, Tale (Motebang), Kalane e Marabe (Thebiso)

 

DISCIPLINA: cartões amarelos para Bokang e Mabuti.

 

ELISEU BENTO

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.