Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Mavó em franca recuperação

O ANTIGO internacional moçambicano, Jorge Vulande, mais conhecido por Mavó nos meandros desportivos, afirma estar em franca recuperação depois de um aparatoso acidente de viação que sofreu a 26 de Abril de 2013, que o deixou à beira da morte.

 

 

 

 

Mavó sofreu acidente durante a viagem para a cidade da Beira onde ia tratar de assuntos familiares. Tudo aconteceu depois do rio Save, quando este perdeu o controlo da viatura em que se fazia transportar, tendo fracturado as duas pernas.

 

 

Hoje, Mavó já não precisa de muletas para se movimentar. Diz estar a recuperar bem, embora ainda coxeie e as sequelas do desastre sejam notórias. Num encontro de cortesia com o “Notícias”, no Estádio Nacional do Zimpeto, o antigo jogador do Ferroviário de Maputo, Costa do Sol, Chingale, HCB, entre outros, e da Selecção Nacional vincou que mesmo lenta a recuperação está acontecendo.

 

 

Agora me sinto bem. A recuperação está sendo lenta, mas ela vai acontecendo sem sobressaltos. Tiveram que introduzir dois ferros nas pernas, fiquei muito tempo de cama sem fazer nada, mas agora já consigo me movimentar”, disse.

 

 

Com uma lágrima no canto do olho, Mavó afirma que não chegou a ter e nem está a ter nenhum apoio. Pura e simplesmente teve que aguentar sozinho e com algum apoio familiar durante estes dois anos que nada faz para lhe render dinheiro.

 

 

Custeei pessoalmente todas as despesas, nenhum dos clubes onde joguei se aproximou para prestar algum auxílio. Mas dou graças a Deus porque a qualquer momento irei voltar ao convívio normal. Os médicos garantem que irei estar apto daqui a pouco”, explica.Mavó disse ainda que depois de “pendurar as chuteiras” tirou curso de treinador, tendo neste momento o nível II, mas ainda não teve oportunidade de mostrar os seus dotes de treinamento.

 

 

Tenho tentando emprego nalguns clubes, mas ainda não tive respostas das cartas que lá as meti. O Ferroviário, um dos clubes onde mais joguei, não se mostrou aberto para me receber”, avançou.

 

 

Durante a sua carreira, Mavó foi conhecido por seus arranques repentinos, mesmo com poucos espaços. Veloz, era um jogador de técnica apurada e municiador do jogo ofensivo, com uma forma peculiar de fazer remates à meia distância, que lhe conferiram muitos golaços.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.