Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

LMF garante condições para marcar início do Moçambola

ud-fm

 

O presidente da Liga Moçambicana de Futebol, Ananias Couana, garante já estarem criadas condições para a marcação da data do início do Moçambola 2019, depois do adiamento que aconteceu derivado da destruição que o ciclone Idai provocou nos campos de jogos, principalmente nas províncias de Sofala e Manica, onde existem equipas que vão disputar o campeonato nacional. Em Sofala, por exemplo, o “caldeirão” do Chiveve sofreu com as inundações e já está na fase de reabilitação, tendo a Liga Moçambicana de Futebol recebido garantias de que estará normalizada dentro de alguns dias para acolher jogos da Moçambola.

Ananias Couana esteve na Beira esta quinta-feira para se reunir com as direcções do Ferroviário da Beira e do Têxtil de Púnguè, duas equipas que vão corporizar o Moçambola, tendo recebido garantias de recuperação das instalações desportivas dentro dos próximos dias.

Hoje, a direcção da Liga Moçambicana de Futebol estará em Chimoio, onde vai se reunir com a direcção do Textáfrica do Chimoio, também para verificar as obras de reabilitação do campo da Soalpo, que viu parte do muro de vedação destruído, bem como parte das suas instalações da sede do clube.
 
Couana ainda com esperança do Moçambola tradicional


Entretanto, em entrevista a Rádio Moçambique, canal desportivo, Ananias Couana mostrou-se confiante ainda em realizar o campeonato nacional nos moldes habituais de todos contra todos, com todas as 16 equipas a se defrontarem em duas voltas.

Na referida entrevista, o presidente da LMF disse que a sua direcção continua a realizar contactos junto do empresariado para poder viabilizar a cobertura do défice de pouco mais de 62 milhões de Meticais no orçamento de 115 milhões de Meticais para realizar a prova nos moldes habituais.

Para já, o Moçambola 2019 está projectado para se disputar no modelo de duas séries de oito clubes divididos em duas regiões, sendo que a LMF ainda não tem garantido todo valor orçamentado para as despesas de transporte aéreo, apresentando um défice na ordem de aproximadamente de 25 milhões de Meticais.

Na próxima terça-feira a direcção da Liga Moçambicana de Futebol vai se reunir para decidir pela data do arranque do Moçambola 2019, que se espera inicie ainda em Abril próximo.

 

Fonte:Opais