Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

17.Nov.17

LMF em contacto com clubes

 

A LIGA Moçambicana de Futebol (LMF) iniciou há dias contactos com os clubes participantes no Moçambola com vista a incentivá-los para a sua melhor organização para fazer face à próxima temporada, maior incidência para a área de infra-estruturas.

 

Trata-se, na prática, de visitas de acompanhamento e encorajamento durante as quais a LMF presta assistência em termos de informações necessárias para a reestruturação dos clubes para fazer face às exigências do Moçambola.  

 

Depois de ter estado recentemente na Zona Norte, onde visitou o Desportivo e Ferroviário, ambos de Nacala; Ferroviário e Sporting de Nampula, este último que acaba de ascender ao Moçambola-2018, a LMF vai este fim-de-semana escalar a Zona Centro, concretamente em Manica. Nesta província, manterá contactos com o Textáfrica de Chimoio e a UP Manica, este que também acaba de ascender ao Moçambola, com os mesmos objectivos. Depois disso, a LMF vai trabalhar na zona Sul, numa agenda ainda por definir.

 

Salientar que em Nacala, o presidente da agremiação, Ananias Couana e sua comitiva visitaram o campo da Bela Vista, do Desportivo, cuja utilização é partilhada com o Ferroviário local, que ainda continua sem campo próprio. Segundo Couana, o recinto necessita de manutenção permanente.

 

Temos dois clubes rivais que usam o mesmo campo e devem reunir esforços para a sua melhor utilização. O Ferroviário de Nacala treina em campo pelado, mas precisa de avançar para um relvado e melhorado em termos de bancadas e outras infra-estruturas para fazer jogos no seu próprio recinto, porque o campo de Bela Vista está sobrecarregado”, esclareceu.

 

Já em Nampula recomendou para melhorias no campo do Ferroviário, porque há aspectos não observados.

 

Por exemplo, os balneários dos árbitros estão em contacto (encostados) aos da equipa da casa, para além da necessidade de iluminação do campo. O Sporting de Nampula carece, para além do recinto próprio, de muita informação sobre o que significa, de modo geral, participar no Moçambola”, elucidou.

 

Uma das preocupações da LMF é a iluminação dos campos para que se jogue à noite, permitindo assim que o calendário do Moçambola flua sem sobressaltos.

 

 

Fonte:Desafio