Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Jogos Africanos e hóquei principais destaques

 

O MINISTRO da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula, destacou o desempenho de Moçambique nos Jogos Africanos que tiveram lugar em Brazzaville que culminou com a conquista de seis medalhas e o sétimo lugar no “Mundial” de hóquei em patins como marcos de 2015.

 

Para o Ministro, que falava na Gala do Desporto, na última quinta-feira, apesar de terem decorrido longe do nosso país, osJogos Africanos de Brazzaville foram um marco em 2015, pois revelaram a extraordinária força galvanizadora que o desporto assume na nossa sociedade e o condão de entrelaçar todo o país e os moçambicanos de todos os estratos sociais.

 

O dirigente destacou as seis medalhas conquistadas em Brazzaville, sendo uma de ouro, três de prata e duas de bronze como triunfos assinaláveis, quatro anos depois de o país ter sedeado o evento continental.

 

Porque as vitórias, independentemente da magnitude da competição a que se referem, são sempre vitórias e são sempre motivo de satisfação, queremos nesta singular ocasião, destacar o esforço dos nossos jovens atletas e, sobretudo, o facto de estes sucessos terem sido protagonizados por modalidades consideradas de menor expressão, mas que, como o demonstraram, têm também potencial tal como as mais renomadas”, sublinhou Alberto Nkutumula, na Gala do Desporto que teve lugar semana passada.

 

Nkutumula frisou que no quadriénio que transcorreu entre os Jogos Africanos de Maputo-2011 e os de Brazzaville-2015, o país teve crescimento assinalável em várias modalidades e, especificamente este ano, ginástica e atletismo adaptado, com merecido destaque, vólei de praia, judo, boxe feminino, tang so doo, vela e canoagem, entre outras que conquistaram medalhas em diferentes campeonatos e eventos mundiais, africanos e regionais, catapultando Moçambique, para patamares de maior destaque no concerto das nações.

 

Estivemos em Brazzaville para ganhar medalhas e os nossos atletas, em cada segundo e em cada palmo de terreno, bateram-se com galhardia e alto sentido patriótico, deixando bem vincada a sua auto-estima e o orgulho de serem moçambicanos”, continuou.

 

O ministro falou ainda do hóquei em patins, salientando que é a modalidade que mais vezes representou o país nos Campeonatos do Mundo, sendo que em 2015 esteve também em plano de grande relevância, com o sétimo lugar na competição realizada na França, o que consolida o estatuto de melhor selecção do Continente Africano.

 

Estes acontecimentos, aos quais se junta a excepcional competitividade que caracterizou o Moçambola e, agora, neste mês de Dezembro, a medalha de bronze ganha pelo Clube Ferroviário de Maputo na Taça dos Campeões de África em Basquetebol Feminino, vieram demonstrar que com trabalho, determinação e sentido de entreajuda é possível alcançarmos os objectivos que todos nós almejamos”, vaticina.

 

Para o dirigente, estas vitórias são fruto do trabalho conjunto e da comunhão de ideias que se deve saber cultivar, em prol do desenvolvimento harmonioso do desporto nacional.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.