Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Imortalizados os “heróis” da modalidade

 

A ASSOCIAÇÃO Moçambicana de Tang Soo Do homenageou na quarta-feira os atletas que desde o ano 2000 fazem desta modalidade a mais gloriosa do país nos campeonatos mundiais.

 

Num clima de “glamour”, os homenageados foram galardoados com troféus, numa cerimónia que contou com atletas dirigentes da modalidades e representantes do Governo, nomeadamente o director nacional do Desporto, Francisco da Conceição, e o director do Desporto da Alta Competição no Instituto Nacional do Desporto (INADE), Rui Albasine.

 

Desde a sua estreia em 2000 nos mundiais, os atletas nacionais já conquistaram mais de 300 medalhas, com a edição deste ano que teve lugar de 15 a 16 de Julho na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, a ser a recordista com total de 32 medalhas.

 

Entretanto, das edições mais sonantes, os destaques vão para 2008, ano em que Etivaldo Boca conquistou o primeiro título para o nosso país em cinturões negros (a mais alta categoria) e Yara Chidiamassamba que ganhou título mundial pela primeira vez em cinturões a cores.

 

As edições de 2012, 2014 e 2016 também ficaram para a história pela quantidade de medalhas conquistadas.

 

Em 2014, o nosso país ficou na segunda posição na classificação geral e este ano em terceiro, mas com mais títulos individuais.

 

Na quarta-feira, para além de se homenagear os atletas, foram agraciadas igualmente algumas instituições que têm apoiado a modalidade, nomeadamente o INADE, o Fundo de Promoção Desportiva, algumas empresas e a Escola Comunitária São Vicente da Malhangalene, que passa a ser “Embaixadora do Tang Soo Do”.

 

A Gráfica Académica, responsável pela impressão e estampagem dos cartazes e timbres da modalidade desde a sua introdução em Moçambique, passa a ser considerado “Membro Honorário Vitalício do Tang Soo Do”.

 

Dentre vários atletas homenageados, o destaque vai para Alcino Muchenga, Cláudio Temporário, Edson Neves, Etivaldo Boca, Yara e Siquerane Chidiamassamba.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.