Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Há dérbi entre “locomotivas” e “alvi-negros” no sábado

Ferroviario Maputo vs Desportivo .jpg

 

É o reencontro do Artur Semedo e Sidique com o Ferroviário de Maputo, equipa que representaram no passado, com o técnico a ser um passado distante que quase se efectivava no início da temporada, e com o defesa num passado muito recente. Depois do contra-golpe sofrido na primeira volta, em pleno Estádio Nacional do Zimpeto, em que os “alvi-negros” perderam (em casa - emprestada), por uma bola sem resposta, esta é a oportunidade que os adeptos esperam para fazer a vingança e dar o “troco”.
Em contra-partida está uma “locomotiva”, que mesmo sem poder se dar ao luxo de dizer que não perde há cinco jogos consecutivos, não está nos carris, uma vez que vai oscilando entre vitórias e empates, tendo somado 12 pontos, em 15 possíveis.


Desses últimos cinco jogos, o Ferroviário de Maputo venceu os três jogos disputados em casa e empatou os dois feitos fora de portas, sendo que quer aproveitar o bom momento caseiro para somar mais uma vitória e alegrar seus adeptos.


Mas também aproveitar um momento de fragilidade “alvi-negra”, que no mesmo período de análise somou apenas uma vitória, dividindo os empates e derrotas em dois jogos cada. Em casa perdeu dois jogos, empatou outros dois fora de portas e a única vitória da segunda volta foi alcançada em casa emprestada (campo da Liga Desportiva de Maputo), diante do próprio dono da casa. Por isso, vai querer inverter o actual cenário que se vive no ninho da águia.

Dois campeões no mítico Estádio da Machava


São duas equipas que já se defrontaram várias vezes no principal campeonato nacional e na Taça de Moçambique, mas nos últimos dez anos, nas 13 ocasiões em que se cruzaram, os “locomotivas” levam vantagem por terem vencido sete vezes, contra três vitórias do Desportivo Maputo, para além de três empates.


Os dois são campeões nacionais, sendo que os “locomotivas” também levam vantagem por terem nas suas vitrinas 10 troféus, sendo o mais titulado, contra seis do seu adversário. A turma de Daúde Razaque também leva vantagem nas taças de Moçambique levantadas, com um total de cinco, estando na terceira posição na lista dos mais vencedores, atrás do Costa do Sol e do Maxaquene. Já a turma de Artur Semedo conquistou apenas duas Taças de Moçambique.


Mais ainda, este dérbi tem a particularidade de opor frente-a-frente Artur Semedo e Daúde Razaque. O “alvi-negro” tem vários títulos nacionais como treinador, nomeadamente com o Ferroviário de Maputo, Liga Desportiva de Maputo, enquanto o “locomotiva” ainda não sabe festejar um título como treinador principal.


Sábado, quando forem 15H00, no velhinho e mítico Estádio da Machava, e com transmissão em directo na Stv Notícias, Ferroviário e Desportivo, ambos de Maputo, descem ao sintético para a abertura da 20ª jornada do Moçambola 2019.

Mais dois jogos no sábado


Sábado, na abertura da jornada 20, haverá mais dois jogos, nomeadamente em Vilankulo e na Beira.


No municipal de Vilankulo a turma da casa, vindo de uma derrota no canavial, recebe o Ferroviário da Beira, crónico candidato ao título e actual terceiro classificado. Será, do resto, uma partida de grande interesse, tendo em conta que os “locomotivas”, perdendo, podem ser ultrapassados pelo seu homónimo de Maputo e até pelo Textáfrica de Chimoio, em caso de vitórias. Já os “hidrocarbonetos” não estão tão tranquilos que querem vencer para subir ainda mais. Perdendo, podem espreitar a zona do perigo, estando próximo da linha d’água.

Aflitos em confronto na Manga


Já na Manga, o lanterna vermelha, Têxtil de Púnguè, recebe outro aflito, o Baía de Pemba, penúltimo classificado. Independemente do resultado, nenhuma das equipas sai da zona da despromoção, sendo que somente em caso de vitória dos “baianos” e derrota dos “locomotivas’ de Nampula, na recepção ao Textáfrica de Chimoio, é que a turma de João Chissano sobe apenas um degrau. Na primeira volta houve empate a um golo. E desta vez, como será?

UDS vs LDM será às 12H00


No domingo, no fecho da jornada, teremos cinco jogos. O primeiro deles será em Songo, em que os “hidroeléctricos” recebem a Liga Desportiva de Maputo. Em outros tempos este seria um jogo de grande interesse e de destaque, mas olhando para o posicionamento dos dois na tabela classificativa, o vencedor é quase que certo. Vindo de derrotas nas últimas seis jornadas, a Liga Desportiva de Maputo poderá ter poucos argumentos para contrariar uma União Desportiva de Songo mais unida e animada pelos recentes resultados satisfatórios. Na quarta-feira foi a Nampula vencer o Ferroviário local por 3-4 e os golos marcados são indicador do potencial ofensivo do campeão nacional. Está na segunda posição e quer chegar ao topo, espreitando apenas um deslize do Costa do Sol para alcançar os “canarinhos” na primeira posição. Por isso, um jogo entre grandes e campeões nacionais, mas que tem um resultado quase que pré-definido.


Só que, os “hidroeléctricos” não pensem que será fácil chegar ao topo, uma vez que os “canarinhos” tem oportunidade de manter distância, uma vez que, frente a um desfalcado e desestruturado Incomáti de Xinavane, são claros favoritos. As duas equipas vem de vitórias, sendo que o Costa do Sol num terreno difícil e os “açucareiros”, em casa.

 

Fonte:Opais