Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

“Guerreiros” de Gaza deixam HCB às escuras

Chibuto Clube(2).jpg

 

Era impensável que a União Desportiva de Songo pudesse perder a estas alturas do campeonato, depois de um período de grande euforia, com a passagem à fase de grupos da Taça CAF e a vitória diante do Costa do Sol, na última jornada. Ainda mais por números expressivos e diante de um adversário que, historicamente tem sido um osso duro de roer. Mas os 5-0 dentro das quatro linhas mostrou duas vertentes em campo: a boa forma da equipa de Artur Semedo, que tinha a lição bem estudada e, daí, melhor preparada para vencer; e o cansaço demostrado pela equipa de Chiquinho Conde, que depois de viagens e jogos de grande nível, teve mais uma deslocação a “trincheira” de Chibuto.

 

E os golos começaram a chover aos 23 minutos, quando Mafaite, na cobrança de um livre directo, abriu as hostilidades em Chibuto.

 

Mário Sinamunda ainda teve a igualdade de chegar ao empate, quando cara-a-cara com o guarda-redes Tchando, rematou para a figura do guardião contrário, isso aos 39 minutos.

 

Na reposição, a bola chega à frente do ataque dos “guerreiros” de Gaza, que perante a apatia dos defensores “hidroeclétricos”, Ahmed apareceu sozinho a captar a bola, passar por Swini e a fazer o segundo golo dos treinados por Artur Semedo.

 

No reatamento, Chiquinho Conde fez de uma sentada três substituições a que tinha direito, numa clara intenção de inverter os acontecimentos e procurar chegar ao empate.

 

Mas debalde, porque aos 55 minutos do jogo Ahmed volta a aproveitar brincadeiras da defensiva dos campeões nacionais, que num mau atraso do defensor para o guarda-redes, antecipa-se a Swini para facturar e fazer o seu terceiro golo na presente edição do Moçambola 2018 e o 10º golo da sua equipa na prova.
Eram indícios de uma possível goleada na “trincheira”, perante o representante moçambicano nas competições africanas.

 

Mas o balde de água fria estava transbordada por Chiquinho Conde, qua ainda viu Gregório fazer o quarto golo dos “guerreiros”, deixando Cahora Bassa assaltada e apagada.

 

E a mão cheia de golos chegou ao minuto 30 da segunda parte, com Gregório a bisar e a fazer o mesmo que Ahmed fez, deixando a “trincheira” em delírio e fazendo do campo um inferno para os “hidroeclétricos”, que desejavam que o jogo já tivesse terminado.

 

O Chibuto alcança, assim, a Liga Desportiva de Maputo, agora com 11 pontos, menos dois que o seu adversário de hoje, que continua líder, com os mesmos 13 pontos.

 

Fonte:Opais

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.