Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Governo dá três meses às federações de basquetebol, ténis e natação para realizarem eleições

tabela

 

O mandato de Francisco Mabjaia, presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, terminou em Junho de 2018, mas até hoje não foram realizadas eleições na agremiação.

Os associados, violando a lei do desporto que refere que os mandatos das associações e federações desportivas nacionais são de quatro anos, decidiram na Assembleia-Geral da Federação Moçambicana de Basquetebol, realizada em Janeiro, no Chimoio, que Francisco Mabjaia devia continuar no cargo até Dezembro de 2019, cerca de um ano e meio depois de expirar o seu mandato.

Atento à situação, o Governo, através do Ministério da Juventude e Desportos, diz que esta agremiação deve realizar eleições dentro de três meses.

Segundo Rui Albasine, Director Nacional do Desporto, este período irá permitir que as agremiações tenham tempo para realizar as respectivas assembleias-gerais e reunirem candidatos que possam concorrer aos cargos.

A mesma recomendação foi feita às direções das federações moçambicanas de Natação e Ténis, cujos presidentes estão fora dos mandatos desde Dezembro de 2018.

As  eleições na Federação Moçambicana de Natação, inicialmente previstas para  Janeiro último, em Maputo, foram adiadas para o dia 13 de Maio, na cidade da Beira.

Na reunião magna, serão apresentados os relatórios de actividades e contas da Federação Moçambicana de Natação, assim como a alteração dos regulamentos gerais, de disciplina e de arbitragem.

Serve de referência recordar que Jeremias Costa, pai do nadador Denilson da Costa, actualmente a nadar fora do país, e Deolinda Mabote, são os candidatos à sucessão de Fernando Miguel.

O Director Nacional do Desporto diz ainda que o Ministério da Juventude e Desportos tem estado a trabalhar com outras federações desportivas nacionais que manifestaram interesse em legalizarem-se.

Deu, Rui Albasine, exemplo de dirigentes do râguebi e basebol que se aproximaram do Ministério da Juventude e Desporto para se inteirarem dos procedimentos para a sua constituição em federações.

 

Fonte:Opais