Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Gaza quer superar-se

 

A Província de Gaza parte para o “Nacional” de boxe, que arranca em Maputo, de olhos postos no pódio, depois de ter conquistado duas medalhas, uma de bronze e outra de prata, na última edição que teve lugar na cidade de Xai-Xai, em província de Gaza, em 2015.

 

A delegação de Gaza far-se-á representar neste evento por cinco atletas nas categorias de 56, 60, 64 e 75kgs, para além de um treinador, um oficial e um árbitro.

 

Não obstante as dificuldades por que tem passado, o presidente da Associação Boxe da Província de Gaza, Lucas Bombe, garante que os pugilistas farão boa figura nesta prova e, por via disso, melhorar a classificação da última edição, o que passa necessariamente por conquistar medalhas de ouro.

 

Gostaríamos que tivéssemos tido uma boa preparação, mas as condições não permitiram. Desde que começámos com o boxe em Gaza nunca tivemos os instrumentos necessários para a prática da modalidade para objectivamente alcançarmos as nossas metas. Estamos há oito anos a batalhar para que tenhamos um ringue, mas até agora ainda não consegui”, disse Lucas Bombe.

 

Ainda assim, o timoneiro do boxe naquela parcela do país garante uma boa prestação no “Nacional”, até porque para ele o mais importante é os atletas estarem bem fisicamente.

 

Embora trabalhemos no meio de muitas dificuldades, garanto que voltaremos de Maputo com pelo menos uma medalha de ouro, superando, por isso, a última prestação, na qual conquistamos uma medalha de bronze e uma de prata. Os meus atletas estão bem preparados fisicamente, elemento essencial para fazer boa figura”, garante a fonte.

 

Lucas Bombe aproveitou a ocasião para elogiar o trabalho desenvolvido pelo presidente da Federação Moçambicana de Boxe, Gabriel Júnior, pois na sua óptica ele conseguiu até aqui fazer o que muitos não fizeram em décadas.

 

Este presidente que temos agora não é um homem de boxe, mas causou uma grande surpresa para mim, visto que ele já fez muito em tão pouco tempo, mais do que os que se intitulavam de conhecedores de boxe pós-independência. Eles nem conseguiram fazer o mínimo do que o actual já fez até agora”, enaltece, para depois ajuntar que “em tão pouco tempo ele cumpriu com o seu manifesto. Trouxe “Sexta no Ringue”, mas ele conseguiu trazer isso para a família do boxe. Estou nesta modalidade há mais de 50 anos, mas nunca tinha visto isso. Por tanto, espero que ele continue engajado nessa luta, porquanto a modalidade está a precisar de um individuo com muita astúcia como ele “, conclui Lucas Bombe.

 

IBRAIMO ASSAMO

 

 

Fonte:Desafio

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.