Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Gala Nacional do Desporto realiza-se esta quinta-feira

 

O Ministério da Juventude e Desportos realiza, na noite desta quinta-feira, a Gala Nacional do Desporto, evento que terá lugar numa das estâncias hoteleiras da cidade de Maputo. O evento tem como principal objectivo a promoção e divulgação da prática de desporto e actividade física, com a finalidade de distinguir todos aqueles que, ao longo da época desportiva anterior, contribuíram de forma preponderante para o desenvolvimento do desporto nacional e para a elevação do nome do país além-fronteiras.

 

O evento, que este ano, contará com a presença de várias individualidades ligadas ao desporto nacional, com destaque para o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, Ministra da Juventude e Desportos, Nyeleti Mondlane, o novo director do Fundo de Promoção Desportiva e outros órgãos desportivos, para além de dirigentes e atletas.

 

E há novidades para a edição deste ano: houve uma revisão nas categorias de premiações como é o caso da nomeação melhor treinador que passa a englobar a categoria feminina, como forma de dar maior abrangência a premiação.

 

Ainda sobre as revisões feitas, os prémios colectivos que não estavam previstos no modelo passado, referentes a equipa do ano, mereceram uma nota, com o novo modelo, o número de membros de júri passa a ser integrado por um mínimo de sete e um máximo de quinze, sendo que já não inclui membros do ministério, devendo ser independente e composto apenas por agentes desportivos, desde jornalistas a consultores desportivos renomados.

 

 

Existe também a categoria de melhor jornalista desportiva que está subdividida em rádio, imprensa escrita e televisiva, que se pressupõe que tenha um júri específico, segundo Sílvia Langa, Técnica do Ministério da Juventude e Desportos, que assegurou que já foi constituído mas ainda não foi apurado. Outro aspecto que havia sido retirado do modelo anterior mas foi repescado é a nomeação para o atleta do ano que está a ser procedido através de votação por sms. Nesta eleição, concorrem os atletas Stélio “Telinho” Ernesto, do futebol, Leia “Tanucha” Dongue, do basquetebol, Rady Gramane, do Boxe, Crave Machava, do atletismo e Denise Parruque, da vela e canoagem.

 

A Gala desportiva 2017, que por questões de uniformização com os modelos internacionais passa-se a realizar no primeiro trimestre do ano seguinte ao ano das actividades desportivas, contará na presente edição com uma exposição desportiva contendo itens históricos.

 

 

O Ministério da Juventude e Desportos está a realizar uma campanha de sensibilização e passagem de testemunhos sobre valores históricos do desporto moçambicano, que pretende não só envolver personalidades que fizeram história no desporto moçambicano no passado, como também da actualidade, no evento.

 

A exposição será feita também em forma de artigos documentais, daí a necessidade de se convidar os clubes e Federações a participar, uma vez que o Ministério pretende que esta exposição não morra, mas cresça cada vez mais.

 

Importa salientar que este evento contará com a presença de 600 convidados e com maior enfoque para a comunidade desportiva que ocupa mais da metade do universo no seu todo.

 

 

A Gala Nacional de Desporto é um evento anual e na última edição teve como vencedores, na categoria de menções honrosas: Shaffee Sidat, presidente da Federação Moçambicana de Atletismo, Kalid Cassam, presidente da Federação Moçambicana de Voleibol, Valdemar Oliveira, ex-presidente do Ferroviário da Beira, Carlos Tomo, presidente da Escola de Basquete de Nampula, Domingos Langa, director desportivo da pessoa portadora de deficiência de Sofala, Banco Nacional de Investimento (BNI) e Embaixada da Holanda.

 

Ao edil do Município da Matola, Calisto Cossa, foi entregue o prémio Alto Prestígio, em reconhecimento do seu contributo pelo desenvolvimento de desporto naquela urbe.

 

Porque o trabalho feito pelos atletas é difundido pelos jornalistas, não podia ficar de traz a premiação dos mesmos, e desta vez o prémio foi para Nelson Ernesto da TVM, eleito o jornalista do ano. A reportagem sobre a carreira da tenista Cláudia Sumaia esteve na origem da sua escolha como jornalista do ano.

 

Fonte:Opais

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.