Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Futebol infantil ficou órfão em Gaza

CENTENAS de crianças que durante os últimos sete anos vinham se deliciando de uma recreação salutar durante as férias escolares na cidade de Chókwè, em Gaza, ficaram "órfãs" do seu patrono Danilo Ragu, que perdeu a vida num trágico acidente ocorrido na tarde de domingo, quando regressava da chamada capital económica da província, depois de presenciar o encerramento oficial de mais um torneio infanto-juvenil que ostentava seu nome.

 

 

Esta é uma das inúmeras actividades que, em vida, vinham sendo levadas a cabo por Danilo Ragu, um jovem que teve uma carreira brilhante na política, depois de há sensivelmente duas décadas ter passado como líder da Organização da Juventude Moçambicana na capital provincial de Gaza, tendo ascendido ao Comité Central da Frelimo e ao Parlamento nacional, como deputado.

 

 

O seu amor pela terra que a viu nascer contribuiu sobremaneira para que levasse a Chókwè momentos de diversão entre a pequenada dos 9 a 13 anos e, pelo impacto que ganhou, o referido torneio acabou abrangendo crianças do vizinho distrito do Guijá e da região de Chigubo.

 

 

Ragu testemunhou no último sábado, mesmo debaixo de uma chuva intermitente, o cair do pano do sétimo Torneio Infanto-Juvenil “Danilo Ragu”, cujo vencedor foi a formação Lhuvucane City, que derrotou, na final, a turma da Zona Verde de Chókwè, por 4-3, na transformação de grandes penalidades, depois de um empate a duas bolas no fim do tempo regulamentar.

 

 

Foi um momento solene e que contou com a presença das autoridades governamentais locais, com destaque para a futura edil de Chókwè, Lídia Cossa, do presidente da Associação Provincial de Futebol de Gaza, Asmal Khan, entre outras personalidades.

 

 

O campo da Escola Secundária do Chókwè é que acolheu o ponto mais alto do certame que vinha decorrendo desde Dezembro último, contando com a participação de um total de oito equipas, tendo no local sido igualmente exibidas actividades culturais e uma demonstração de karate.

 

 

O evento culminou com a distribuição de troféus aos que mais se evidenciaram na equipa Lhuvucane. O pequeno Guilherme recebeu o prémio de melhor marcador ao registar sete golos em igual número de jogos.

 

 

Enquanto isso, Neves Raimundo, da “Zona Verde”, foi distinguido como o guarda-redes menos batido, com três golos sofridos durante o torneio.Entretanto, uma marcha envolvendo todos os intervenientes marcou o encerramento do torneio.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias