Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Fórmula 1 é a minha meta

laher1.jpg

 

Convicção de Laher Maciel, que a partir dos meados deste mês atravessa o Atlântico para o contacto com o profissionalismo no automobilismo. O Circuito Internacional de Zuera, na província castelhana e aragonês Saragoça, na Espanha, é o primeiro palco em que o piloto do ATCM vai correr, antes da formação, ainda este ano, na Academia da FIA. 

 

Desde tenra idade que Laher Payot Maciel mostrou paixão pelos motores e que estes seriam a sua profissão. No seu primeiro contacto com o kart, Laher mostrou garra e ambição em progredir e, como o próprio piloto diz, mesmo ciente das odisseias do desporto motorizado, a meta traçada é a Fórmula 1 (F1).

 

Hoje, aos 15 anos, o piloto que pertence ao Automóvel & Touring Clube de Moçambique (ATCM) já ganhou tudo o que internamente devia ganhar. E é um dado adquirido que vai atravessar o Atlântico para correr em grandes pistas do automobilismo internacional.

 

De malas aviadas para Espanha, onde vai participar no Campeonato Europeu da Fórmula 4 (F4), no Circuito Internacional de Zuera, com os mais destacados pilotos mundiais da sua categoria, Laher não sabe dirigir o seu kart de outra maneira que não seja arriscada, e sabe que cada piloto tem limite e o seu está um pouco acima dos seus concorrentes.

 

O piloto que o jornal desafio lhe fez as honras para esta sua nova aventura, tal como o seu ídolo Ayrton Senna, faz da disciplina o seu lema, da dedicação uma bandeira e da paixão pelo kart um exemplo.

 

Fonte:Desafio

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.