Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Ferroviário fecha em grande e A Politécnica na última vaga

 

O FERROVIÁRIO de Maputo fechou de forma digna a primeira fase, vencendo três dos quatro jogos correspondentes, tornando-se na segunda melhor equipa do Grupo A, atrás do Interclube de Angola, por sinal vice-campeão africano e seu carrasco no jogo inaugural.

 

As “locomotivas” derrotaram na noite de ontem o Etoile Filante do Togo, por 75-37, e partem com A Politécnica para os quartos-de-final, que se disputam amanhã, no Pavilhão do Maxaquene, sendo que hoje é o dia reservado para o descanso, concluída esta que foi a fase preliminar.

 

Apesar de derrotadas ontem pela GSP da Argélia, por 55-45, as “universitárias” preencheram a última vaga da série B, liderada pelo campeão em título do 1º de Agosto. Aliás, com a derrota da United States Internacional Univesity do Quénia pelo First Bank da Nigéria, por 77-33, abriu-se espaço para que A Politécnica conquistasse a vaga, mesmo antes de entrar em cena diante das argelinas. Isto porque as quenianas somaram por derrotas todos os seus jogos, enquanto as “universitárias” ganharam uma vez.

 

As argelinas, terceiras classificadas desta série, são curiosamente as adversárias do Ferroviário nos quartos-de-final. Enquanto isto, A Politécnica cruza-se com o Interclube e a sua história pode ter terminado por aqui. Isto porque o Interclube é, tal como o 1º de Agosto, um dos fortes candidatos ao título. O 1º de Agosto, que tal como o Interclube terminou a primeira fase invicta à frente do Grupo B, cruza-se com o Kenya Ports Authority, último classificado da série do Ferroviário. Já o segundo classificado First Bank bate-se com FAP dos Camarões, terceiro do Grupo A.

 

FECHO TRIUNFANTE DAS “LOCOMOTIVAS”

 

A vitória do Ferroviário diante do Etoile Filante do Togo encaixa perfeitamente as “locomotivas” da capital no grupo dos candidatos ao título. Isso será provado a partir da noite de amanhã, quando medir forças com a GSP da Argélia.

 

Depois de um arranque algo frouxo, que levou as “locomotivas” para o fim do primeiro período com a vantagem de apenas um ponto (16-15), o Ferroviário reapareceu no seu estilo característico no segundo e acertou, tanto nos lançamentos de dois pontos, bem como nos triplos, desta feita com a base Ornélia Pérola a revelar-se astuta na condução do jogo e na finalização. Por outro lado, Ingvild Mucauro destacou-se nas perfurações pelo extremo direito, acertando nos lançamentos de dois pontos. Aliás, com dois triplos partilhados, primeiro por Ornélia Pérola e a norte-americana Brea Morgan, o Ferroviário reanimou-se e, com excelentes subidas das postes Odélia Eusébia e Vilma Palmira, chegou com muito sucesso à zona da finalização. A equipa acertava também nos ressaltos, abrindo espaço para que as “locomotivas” fechassem a primeira metade com a vantagem de 17 pontos (34-27).

 

Num dia em que a esteio “locomotiva” Anabela Cossa revelou-se mais no papel de distribuição, alternando a posição de extremo com a de base, o Ferroviário tirou vantagens no aspecto ofensivo, enquanto as extremos Elizabeth Adelino e Rute Muianga também foram fortes nas penetrações pelos francos para a zona do garrafão.

 

Nesta fase, na qual as “locomotivas” já haviam assumido o domínio quase total, as coisas  tornaram-se mais fáceis e a contagem foi engordando, porque, para além da melhor defesa, a campeã nacional destacou-se no contra-ataque, com desarmes e subidas em velocidade para a zona da finalização. Ingvild Mucauro e Brea Morgan mantiveram o brilho e nisto as postes Odélia Eusébia e Vilma Palmira foram excelentes no auxílio ao ataque. Mas a mais ousada neste aspecto foi Odélia, que se fez com alguma frequência para a zona dos dois pontos dar o gosto ao cesto, contribuindo para que o Ferroviário chegasse ao fim da contenda com a vantagem de 38 pontos. Vitória bem conseguida das “locomotivas”, que, deste modo, partem para a fase final orgulhosas. 

  

FICHA TÉCNICA

 

FERROVIÁRIO – Odélia Eusébio, Vilma Palmira, Ornélia Pérola, Ingvild Mucauro e Anabela Cossa.

 

ETOILE FILANTE – Abra Elom, Akpene Kodjo, Samiya Pindra, Aku Afetstse e Christelle Fifané. 

 

 

Fonte:Jornal Noticias