Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Ferroviário destrona Estrela

 

O FERROVIÁRIO sagrou-se, domingo, campeão de boxe da cidade de Maputo, destronando o Estrela Vermelha, que ganhou as duas últimas edições, tendo desta vez ficado com o terceiro lugar.

 

Para recuperar o título que fugia há três anos, os “locomotivas” conquistaram 10 medalhas, sendo quatro de ouro, duas de prata e quatro de bronze, ocupando o primeiro lugar à frente do Matchedje, que somou três ouros, duas pratas e dois bronzes.

 

Em terceiro surge então o Estrela Vermelha, vencedor das anteriores duas edições, mas que desta feita viu os seus melhores pugilistas em queda livre. Os “alaranjados” de Lucas Sinóia somaram duas medalhas de ouro, três de prata e igual número de bronze.

 

A Academia Nhiuana ocupou o quarto lugar, com duas medalhas de prata e uma de bronze. Já a Academia Lucas Sinóia somou três bronzes, ocupando a quinta posição, à frente da Academia Paulo Jorge, em sexto, com duas de bronze. Em sétimo e último lugar esteve  Rectificadora LM, sem nenhuma medalha. 

 

A prova, que decorreu de sexta-feira a domingo, no pavilhão do Estrela Vermelha, teve um pouco de tudo, desde combates desnivelados e sem interesse, passando pelos sempre emocionantes “KO” e actos de indisciplina, como o protagonizado por Mussanito Almeida, do Ferroviário.

 

O pugilista “locomotiva” simplesmente aproveitou-se da queda de Augusto Mathule, na final dos 75kg, para agredi-lo num acto anti-desportivo punido com desqualificação e, consequentemente, impedimento de ficar sequer com a medalha de prata.

 

O bronze desta categoria ficou com Artur Martins. Nos 49kg, Juliano Máquina, do Matchedje, não teve tantas facilidades, mas acabou levando de vencida, por decisão dividida, o seu colega de equipa Yassin Nordino. Em terceiro nesta categoria ficou  Filipe António. 

 

Nos 52kg Hélio Castelo despachou Carlos António por claros 3-0, numa categoria em que o terceiro foi Zacarias Simão. O jovem Vusane Máquina,  do Ferroviário, também despachou na final dos 56kg Paulo Martins,  da Academia Nhiuana, por 3-0. Leonel Rodrigues foi o terceiro classificado.
Francisco Máquina venceu o jovem Guilherme Eugénio, da Academia Nhiuana, na final dos 60kg.

 

 

Fonte:Jornal Noticias