Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Duelo de gigantes a abrir a ronda

 

O ESTÁDIO Nacional do Zimpeto recebe amanhã mais um daqueles duelos que despertam a atenção de milhares de apaixonados pelo desporto. No relvado estarão frente-a-frente o Maxaquene, a jogar em casa emprestada, e o Ferroviário de Maputo.

 

O encontro insere-se na segunda jornada do Moçambolae é o mais aguardado da ronda, ou não estivessem no rectângulo duas colectividades que guardam uma rivalidade antiga e dois crónicos favoritos ao título.

 

A primeira jornada correu melhor ao Ferroviário. Recebeu e venceu o 1º de Maio de Quelimane, por 3-1. O Maxaquene, por sua vez, empatou no terreno do Costa do Sol a zero golo. Mas apesar de não ter ganho deixou uma boa imagem. Em face da produção de “tricolores” e “locomotivas” na primeira jornada, espera-se por uma partida renhida.

 

Saliente-se que António Muchanga (Antoninho) terá que fazer “arranjos” no sector defensivo, já que não poderá contar com Campira, expulso no desafio com o Costa do Sol.

 

O “clássico” é o único jogo a realizar-se amanhã, estando marcado para domingo os restantes desafios.  A tarde de domingo advinha-se de muita festa na vila de Xinavane com o regressado Incomáti a receber o campeão, União Desportiva do Songo. Os “açucareiros” vêem de um empate fora com a UP Manica, enquanto os “hidroeléctricos” fazem a sua estreia, depois de terem visto o seu jogo cancelado na primeira jornada.

 

Em Nampula também se espera um dia de celebração para os adeptos do Sporting de Nampula, que 12 anos depois regressa à competição mais prestigiante do futebol nacional, recebendo logo o vice-campeão, o Costa do Sol.

 

Na Beira há um embate entre o Ferroviário local e o de Nacala que se antevê muito bem disputado. Embora os beirenses, a jogarem em casa, sejam sempre favoritos, a verdade é que os nacalenses vêm demonstrado que não se intimidam na condição de forasteiros.

 

A Liga Desportiva de Maputo, que lidera o campeonato a par do Ferroviário, joga fora com o 1º de Maio de Quelimane. Um teste duro para os comandados de Akil Marcelino na procura do segundo triunfo.

 

O Textáfrica bate-se em casa com o Clube do Chibuto. A ENH veste também a “pele” de anfitrião diante do Ferroviário de Nampula, enquanto em Nacala, o Desportivo recebe a UP Manica, duas equipas que empataram na primeira jornada.

 

De referir que UD Songo, Ferroviário da Beira, Ferroviário de Nampula, Textáfrica, Ferroviário de Nacala e Sporting de Nampula, não jogaram na primeira jornada, devido a problemas organizativos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias