Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Delegação moçambicana deixou ontem o país

A DELEGAÇÃO moçambicana à terceira edição dos Jogos da Lusofonia deixou ontem a capital do país rumo a Goa, Índia, onde de 18 a 29 do mês em curso irá tomar daquele evento desportivo.

 

 

Ao todo Moçambique leva a Goa, com uma comitiva de cerca de 120 elementos, dentre eles 71 atletas, dirigentes, treinadores e jornalistas, com o destaque para o basquetebol que leva as seleções em ambos os sexos. Outras modalidades são o atletismo (três atletas e um treinador), judo (dois atletas e técnico) e voleibol de praia feminino.

 

 

Moçambique procurará neste evento apagar a má imagem deixada nas duas edições anteriores, onde ficou nos últimos lugares. O basquetebol feminino é, sem dúvidas, a maior esperança do nosso país em modalidades colectividades.

 

 

A Selecção Nacional procurará vencer esta competição que serve do primeiro teste na longa caminhada rumo ao mundial da Turquia que terá lugar em Setembro. Entretanto, na semana passada, o seleccionador nacional, Nazir Salé, mostrou-se cauteloso em relação ao desempenho da sua equipa, dado que dispôs de pouco tempo para preparar esta competição.

 

 

Já a Selecção masculina, o objectivo é melhor o desempenho da última edição dado que as hipóteses do título são remotas se se tiver em conta que Angola, Cabo Verde ou Portugal são os principais candidatos ao ceptro.No atletismo, Alberto Mamba é a grande esperança do nosso país, mas Sílvia Panguana e Creve Machava terão palavra a dizer.

 

 

No judo o veterano Edson Madeira é a principal referência, embora nas últimas competições internacionais em que participou não tenha conseguido bons resultados, a sua experiência pode falar mais alto em Goa.A comitiva moçambicana regressa a Maputo no dia 31 de Janeiro em curso.

 

Participam 12 países e uma região administrativa, nomeadamente Moçambique, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Índia, Portugal, São Tomé e Príncipe, Sri Lanka, Timor-Leste e Região Administrativa Especial de Macau,

 

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias