Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

25.Ago.17

Costa do Sol recebe ENH sob grandes precauções

 

O COSTA do Sol recebe domingo a ENH de Vilankulo sob risco de perder completamente de vista a União Desportiva do Songo na corrida ao título do Moçambola-2017, que roda este fim-de-semana a 25ª jornada. Os jogos desta ronda realizam-se todos no domingo.

 

A sete pontos da equipa do Songo (52), líder destacado da prova, os “canarinhos” (45) estão proibidos de perder se quiserem continuar a sonhar com o título, sobretudo porque a UD Songo continua implacável.

 

O Songo parte também para uma missão complicada na recepção ao Maxaquene, este que já espreita a zona de despromoção, portanto muito preocupado com a má fase que atravessa nesta recta final da prova e que já lhe coloca numa situação de grande aflição.

 

Muito motivados e determinados, há bom tempo que os “hidrocarbonetos” não perdem tanto dentro como fora de casa, facto que coloca os “tricolores” numa situação tremenda, depois da recente derrota com Costa do Sol.  

 

Outro jogo que chama atenção aos amantes do Moçambola, mas que não decide praticamente nada já que fica cada vez mais evidente que a luta pelo título é reservada à UD Songo e Costa do Sol, coloca frente-a-frente a Liga Desportiva de Maputo e o Ferroviário da Beira, no reduto da primeira formação. As duas equipas partilham a sexta posição, ambas com 34 pontos.

 

Em terceiro lugar, o Chibuto (39) recebe a aflita UP Niassa, sob risco de descer de divisão, actualmente na penúltima posição. Com os olhos postos no segundo lugar, os “guerreiros” estão em condições de redimir-se da recente derrota frente ao Desportivo de Nacala, este que defronta o conterrâneo Ferroviário. É caso para dizer que terremos o duelo nacalense e que, pela história, promete muita rixa no terreno e grandes emoções nas bancadas. Esperamos que não seja um jogo para mais casos de violência em virtude da rivalidade extrema entre as duas equipas.

 

O Ferroviário de Maputo tem igualmente uma missão espinhosa na sua deslocação ao reduto do Textáfrica, este que procura os lugares mais confortáveis e que lhe garantam a manutenção. Os “locomotivas” também não gozam de boa saúde e lutam para preservar o seu estatuto, que passa por melhorar a sua classificação, estando neste momento a meio da tabela.

 

À busca do conforto está igualmente o Ferroviário de Nampula, que recebe o Chingale, já sobre a linha de água. Por último, o jogo de aflitos entre o 1º de Maio de Quelimane e a Associação Desportiva de Macuácua.

 

 

Fonte:Jornal Noticias