Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

20.Mai.16

COSTA DO SOL, 1- ESTRELA VERMELHA, 0: PAI, O JUSTICEIRO!

 

GANHOU a equipa que procurou o golo; o colectivo que dominou todas as fases da partida e protagonizou as jogadas mais vistosas do encontro. Um outro desfecho que não fosse uma vitória do Costa do Sol (1-0) diante do Estrela seria totalmente injusto, pois o jogo só teve um sentido único: os “canarinhos”  a atacaram e os “alaranjados” limitando-se a assistir as trocas de bola rápidas entre Parkim e Ruben.

 

Foi um regalo ver a forma como aquela dupla se entende. Parkim, muito activo em todo o jogo, foi protagonista de uma jogada repleta de técnica. Flectiu para a zona central, partindo da ala esquerda, e, já no canto da grande área, “encheu” o pé. A  bola, à medida que se aproximava da baliza de Frenk, parecia ganhar vida própria, tal a forma como foi ganhando força até rasar a trave. Domínio total dos treinados de Sérgio Faife.

 

 

O futebol apoiado assente num 4x4x2 funcionava quase que na perfeição, embora pecasse por ser pouco objectivo, mas estava visto que o golo do Costa do Sol era uma questão de tempo, até porque os comandados de Chaquir não tinham argumentos para contrariar quer que fosse.

 

O início da segunda parte foi “pintado” por uma obra-prima, cuja autoria foi de Parkim, Ruben e Lalá. Que grande troca de bola à entrada da grande área. Tudo ao primeiro toque até ao remate por cima. Há quem na bancada comparou a jogada deste trio à da tripla do Barcelona: Messi, Suarez e Neymar (MSN). E a verdade seja dita, o trio “canarinho” não ficou muito a perder a habilidade dos craques “catalães” neste lance. Mas estava escrito que a tarde seria de Pai. Pai, o defesa esquerdo “canarinho”, marcou um golo que tão cedo não se esquecerá. Com um remate mais em jeito do que em força tirou as medidas ao guarda-redes que estava mal colocado entre os postes. Estava feita a justiça, aos 65 minutos, uma vantagem que poderia ser mais expressiva, caso a turma “canarinha” tivesse tido frieza para materializar as oportunidades criadas.

 

Arlindo Silvano, árbitro do encontro, fez bom trabalho.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Arlindo Silvano, auxiliado por Carlos Guambe e Pedro Justino. Quarto árbitro: Zefanias Chijamela.

 

COSTA DO SOL: Gervásio; João Mazive, Gerson, Aguiar e Pai; Chimango, Onélio (Josemar), Manucho (Nelson) e Parkim; Ruben e Lalá (Manuelito).

 

ESTRELA: Frenk; Kley, Gabito, Anselmo e Allan; Dino, Loló (Délcio), Gregório e Madinho (Debray); David (Rachide) e Mauro.

 

IVO TAVARES

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias