Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

09.Jan.18

“Comboio” apita com treze novos “maquinistas”

 

O FERROVIÁRIO de Maputo iniciou na manhã de ontem a sua preparação da época futebolística-2018, com a apresentação do plantel, que este ano conta com 13 novas caras, todas recrutadas nos clubes da praça.

 

A apresentação aconteceu numa cerimónia bastante concorrida por sócios e adeptos que não quiseram perder o momento.

 

Os treze novos jogadores dos “locomotivas” vão juntar-se aos doze que transitam da temporada passada, o que perfaz um plantel de 25 atletas, sob o comando do português Nelson Santos, que trocou o Costas do Sol pelo Ferroviário.

 

Os reforços são Jeitoso (regressado da África do Sul), um defesa-central internacional moçambicano. O guarda-redes Frank (ex-ENH), Maninho e Obel (defesas, ex-Chibuto), Nelson (defesa, ex-Maxaquene), Arnaldo (médio, ex-1.º Maio de Quelimane), Loló, Manucho e Kito (médios, ex-Costa do Sol), Ussama e Liberty (ex-Liga Desportiva), Elias (atacante, ex-Liga Desportiva) e Kelo (avançado, ex-Textáfrica). Os “locomotivas” vão contar ainda com o jovem Chaquil, que ascendeu da equipa júnior.

 

Transitam da época passada Germano e Simplex (guarda-redes), Mitterland e Sidique (defesas), Timbe, Diogo, Pauluana, Gito e Chiza (médios) e Mário e Tico (atacantes).

 

A partir de hoje o Ferroviário começa com os treinos no seu campo localizado na baixa da cidade, que vai alternar com o relvado sintético do Estádio da Machava, a sala de visitas do clube. Está previsto um estágio fora do país, mas ainda não se definiu o local, sendo que África do Sul e Suazilândia são as principais hipóteses.

 

O objectivo dos “locomotivas” é conquistar títulos nas duas principais provas nacionais, nomeadamente o Moçambola e a Taça de Moçambique. Os “locomotivas” têm 10 títulos de campeão nacional, sendo que o último foi conquistado em 2015, e cinco taças de Moçambique ganhas, sendo que 2011 foi ano do último canecão.

 

O presidente do clube, Sancho Júnior, prometeu mais dois reforços para o ataque provenientes de clubes estrangeiros, cujas negociações estão numa fase conclusiva. Nelson Santos será coadjuvado por Hélder Martins e Florêncio Tembe (preparador físico). O treinador de guarda-redes está por definir. O antigo avançado e capitão Domingos Luís Muchele, mais conhecido por Luís, passa para o cargo de coordenador da equipa principal de futebol.

 

 

Fonte:Jornal Noticias