Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Cinco atletas moçambicanos nos Jogos Africanos de Praia em Sal

DELCIO SOAREZ .jpg

 

Serão ao todo cinco os atletas que vão representar a comitiva moçambicana que vai participar nos Jogos Africanos de Praia, que terão lugar na Ilha do Sal, Cabo Verde, a partir de amanhã. Trata-se dos voleibolistas Aldivino Nuvunga e Délcio Soares, em masculinos, Jéssica Moiane e Vanessa Muianga, em femininos, para além de fundista Donaldo Machava, que deixam, precisamente, o país amanhã, quinta-feira, para participar da competição.

Completam a delegação moçambicana o presidente da Federação Moçambicana de Badminton, Luís Santos, que também é o chefe da delegação, o treinador de voleibol, Pinho Matos e Edmundo Matesse, treinador do atletismo.

Esta é a primeira vez que Moçambique vai participar nesta competição de jogos disputados nas praias, tendo como objectivos alcançar os lugares cimeiros e as respectivas medalhas, principalmente no voleibol, onde tem conquistado frequentemente títulos a nível africano. Aliás, a ideia de levar duas duplas é mesmo para garantir que no meio de todas modalidades e países, o país possa sair nos lugares de pódio.

Já Donaldo Machava pretende usar esta competição como preparação para os Jogos Africanos de Marrocos, para além de procurar a perseguir os mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Angola vai competir nos Jogos de Praia com seis atletas

Neste evento, os angolanos estarão representados com o atletismo, natação e voleibol de praia, uma dupla de atletas em cada modalidade.
A dupla de atletismo vai correr em provas de 200 e 400 metros, enquanto a de natação vai nadar em águas abertas. Já os atletas de voleibol vão disputar as provas de praia.

O secretário-geral do Comité Olímpico Angolano (COA), António Bambino, reforçou os motivos que levam Angola a participar com apenas seis atletas de três modalidades no evento. “Por se tratar de uma primeira edição, não havia experiências, base de dados e orçamento. Tivemos de montar uma delegação que representasse o país minimamente.”

O dirigente angolano fez saber que não foi possível aumentar mais uma dupla feminina de voleibol de praia, devido às dificuldades no tratamento de documentos por parte da Federação Angolana da Modalidade.

Quanto aos Jogos Mundiais de Praia, que acontecem em Outubro do corrente ano, em São Diego, no Estado da Califórnia dos Estados Unidos, o dirigente revelou que também não há orçamento para este evento.

 

Fonte:Opais