Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

08.Mar.18

Canarinho abatido no ninho do Zimpeto

 

O Costa do Sol perdeu por um a zero, esta quarta-feira, diante do Cape Town City da África do Sul, em jogo da 1ª mão da segunda eliminatória de acesso a fase de grupos da Taça CAF. Assim, os canarinhos partem em desvantagem para o jogo da segunda mão a ser realizado no próximo fim-de-semana.

 

72 minutos. O silêncio tomou conta do Estádio Nacional do Zimpeto…era a manifestação do desespero e via-se a dor, foi profundo! É que a bola estava encaixada na gavetinha dos cá de casa. Cruzamento em forma de remate, Guirrugo alivia, na recarga diga-se em forma de brinde.

 

Filme do jogo

 

Com Isac, Nelson e Terrence no banco de suplentes, assim entrou o representante moçambicano na Taça Nelson Mandela para o jogo, facto que provocou algum alvoroço no seio da massa adepta que afluiu em número considerável ao Estádio Nacional do Zimpeto.

 

O Costa do Sol iniciou o jogo retraído e com dificuldades de organizar as jogadas, facto aproveitado pela equipa adversária para provocar a baliza moçambicana. Entretanto, aos seis minutos, os visitantes sofreram a primeira contrariedade com a lesão de Seedat, facto que abriu espaço para a entrada em cena do internacional moçambicano Edmilson. Do lado moçambicano, as dificuldades continuavam e eram tantas que, os canarinhos atingiram o minuto 24 sem disferir um único remate à baliza dos forasteiros. E os adeptos queriam porque queriam ver mais…e à medida do possível, o Costa do Sol foi dando resposta aos anseios dos que lá foram para o apoiar, mas o que é certo é que com o nulo foi-se aos balneários. À saída do campo, os adeptos fizeram assobios ao técnico Leonardo Costas que havia-se achegado junto à bancada sombra para acalmar os ânimos que já estavam exaltados.

 

Segunda parte

 

Na segunda parte, o técnico Leonardo Costas lançou Isac e Terence e reacendeu a chama nas hostes canarinhas e os resultados não tardaram a surgir. O Costa do Sol entrou melhor, mas foi se deixando levar pelo nervosismo e os sul-africanos – que já estão acostumados a essas andanças – usaram isso como um trunfo e só não chegaram ao golo aos sete minutos, porque Guirrugo, guardião do Costa do Sol, conseguiu se antecipar a um cruzamento de Edmilson. Os sul-africanos voltaram à carga sete minutos depois… Mau posicionamento dos defesas moçambicanos, permite a que um avançado do Cape Town City apareça frente-a-frete a Guirrugo, mas só não marca por obra do azar, pois a bola passou a escassos centímetros do poste direito do guardião canarinho.

 

Aos 68 minutos, Isac procurou responder com um remate, mas a bola passou por cima.Foi de resto, um jogo para esquecer para os adeptos dos canarinhos.

 

 

Fonte:Opais

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.