Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

01.Abr.14

Betinho o carrasco dos “guerreiros”

 

 

O MAXAQUENE arrancou a ferro e fogo, no último domingo, uma preciosa vitória por duas bolas a uma, no difícil campo do Clube do Chibuto, um resultado que teve como principal protagonista o atacante Betinho que "saltou" do banco, na segunda metade do jogo para sentenciar a partida a favor da sua formação.

 

Num ambiente escaldante e com um público excitado que enchia por completo o campo do Clube de Chibuto, a equipa da casa não foi capaz de suster a força anímica e a vontade de vencer por parte da equipa do Maxaquene.

 

Com efeito, foi a formação anfitriã que logo de início deste embate assediou a baliza contrária defendida por Simplex, uma pressão atacante dos "guerreiros" de Gaza, que prosseguiu, mas a determinação e a categoria da linha defensiva que teve como seu principal maestro o "rotinado", Macamito, a impedir que a baliza contrária fosse violada.

 

Contudo, nesta toada, a equipa treinada por Chiquinho Conde foi ensaiando algumas jogadas de contra ataque, sem, entretanto, criar nenhum tipo de problemas ao guarda-redes Victor, uma toada de jogo que levaria os dois "contendores" ao intervalo sem abertura de contagem.

 

A parte complementar da partida iniciou com o Chibuto a pressionar a todo o terreno, e numa jogada de insistência junto à área da equipa “tricolor”, há uma pretensa mão à bola que levou o juíz da partida a sentenciar a marcação de uma grande penalidade, aliás fortemente contestada pela formação visitante.

 

Christopher, a nova aquisição oriunda do Burundi, contratada para a nova temporada, não conseguiu converter o penalte, defendido pelo guarda-redes Simplex.

 

A turma do Maxaquene, ciente das suas responsabilidades, foi encontrando antídotos para refrear a pujança ofensiva dos donos da casa, tendo ensaiado jogadas de contra-ataque, que resultaram no primeiro golo à passagem do minuto 60 minutos do jogo por intermédio de Betinho, que acabara de saltar do banco para este golpe mágico que deixou os milhares de adeptos do Chibuto perplexos.

 

Aos 83 minutos, o inspirado Betinho dilataria o "score", aproveitando-se da desatenção dos defesas da formação da casa, sentenciando praticamente a partida, apesar da redução da desvantagem no marcador, para 2-1, na sequência de um tento obtido por intermédio de Adebayor, mesmo na ponta final do jogo, resultado com que viria a terminar o embate entre estas duas formações.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Aníbal António, coadjuvado por Paulo João e Teófilo Mungói. 

CHIBUTO: Victor, Nito, Nhabanga, Maninho e Félio; Jim, Jossias, Palatão, Mamo, Chistopher (Bude) e Abedayor. 

MAXAQUENE: Simplex, Moniz, Calima, Narciso e Zabula; Vling, Rachid (Isac), Abílio e Micas (Betinho), Maurício e Macamito.

 

 

VIRGÍLIO BAMBO

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias