Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

12.Set.18

Bandeira na quarta janela das eliminatórias ao Mundial da China 2019

ARTUR

 

Artur é, neste momento, a bandeira da arbitragem de basquetebol em Moçambique. Único árbitro internacional, Artur Bandeira foi indicado há dias pela FIBA Mundo - sob proposta da FIBA-África -para dirigir jogos do grupo “F” da quarta janela de qualificação da zona africana para o Campeonato do Mundo da China-2019, prova a decorrer de 14 a 16 de Setembro, em Lagos, Nigéria.

 

Bandeira volta a merecer a confiança da FIBA Mundo depois de, entre os dias 28 de Junho e 1 de Julho, ter apitado jogos do grupos “C” da terceira janela das eliminatórias para o Mundial, no Cairo, Egipto.

 

Para além do moçambicano, a FIBA-Mundo indigitou António Bernardo (Angola), Arnauld Njilo Kom (Camarões), Tonton Kalume (RD Congo), Amr Abolo e Wael Mostafa   (Egipto), Samir Abaakil (Marrocos), Saber Rezgui e Tarek Bem Ltaifa (Tunísia) e Andres Bartel (Uruguai).

 

Mamadou Belem, do Burkina Faso, e Vitails Gode, do Quénia, são os supervisores nomeados pela FIBA-Mundo.


Disputam a primeira volta do grupo “F” da terceira janela das eliminatórias para o Mundial seis nações, nomeadamente Nigéria, Senegal, República Centro Africana, Ruanda, Costa do Marfim e Mali.

 

Os nigerianos partem para estas eliminatórias na qualidade de líderes do grupo “F” com 12 pontos, seguidos do Senegal (11), República Centro Africana (9), Ruanda (9), Costa do Marfim (8) e Mali (8).

 

No grupo “F”, A Tunísia comanda com 12 pontos, seguido dos Camarões e Angola, ambos com dez pontos cada. Já o Egipto e Marrocos aparecem na quarta e quinta posições com nove pontos cada, enquanto o Chade é último classificado com oito pontos.

 

Os dois primeiros classificados de cada grupo e o terceiro melhor qualificam-se para a fase final do Mundial de basquetebol.

 

O Campeonato do Mundo da China - 2019 contará com a participação de 32 selecções, contra 24 das edições anteriores.

 

PRESENÇA NOS “AFROBASKETS”


Bandeira foi  um dos juízes acompanhantes designados pela FIBA-África para apitar o Campeonato de Africano de Basquetebol Feminino (Afrobasket-2017).


Bandeira esteve presente, em 2015, no "Afrobasket" de Yaoundé, nos Camarões, prova na qual a selecção nacional de basquetebol sénior feminino ocupou a sexta posição.

 

O árbitro internacional apitou ainda jogos do "Afrobasket" de Antananarivo, no Madagáscar, em 2009; Mali, em 2011; e Maputo, em 2013.

 

Conta, igualmente, com aparições nas fases finais da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol em seniores femininos.

 

Este ano, foi um dos árbitros que dirigiu a final da Liga Moçambicana de Basquetebol Mozal, prova que teve como vencedor o Ferroviário de Maputo.

 

Fonte:Opais