Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

11.Ago.17

Atenções centradas no “derby”

 

A VIGÉSSIMA terceira jornada do Moçambola-2017 abre amanhã à tarde (15:00 horas), com um apetecível desafio entre a Liga Desportiva e Ferroviário, ambos de Maputo.

 

Mesmo com remotas hipóteses de conquistarem o título, o encontro, a decorrer no campo da Liga, é aguardado com enorme expectativa, na medida em que ambas as colectividades procuram atingir a melhor posição possível. Por isso, vencer é de capital importância para qualquer um dos conjuntos, até porque, tratando-se de dois crónicos candidatos ao título, têm imagem a zelar.

 

Liga (31 pontos) e Ferroviário (32) ocupam a sétima e quinta posições, respectivamente. Sublinhe-se que na primeira volta, a Liga venceu o Ferroviário, por 1-0.

 

O comandante, UD Songo, com 46 pontos, é teoricamente favorito na recepção à aguerrida formação do Desportivo de Nacala. Os pupilos de Chiquinho Conde têm uma vantagem de cinco pontos em relação ao Costa do Sol, segundo classificado, no entanto, importa referir que os “canarinhos” têm um jogo a menos e portanto ainda bem posicionados para atacarem o título.

 

O Costa do Sol tem, a julgar pelo adversário, UP Niassa, a tarefa mais facilitada. Os “pedagogos” tiveram um início de campeonato promissor, mas a partir da segunda metade da primeira volta foram caindo e agora ocupam o 15° lugar.

 

Em Nacala, o Ferroviário local põe à prova o homónimo da Beira. Aguarda-se uma partida bem jogada, com os nacalenses a quererem manter o surpreendente quarto lugar e os actuais campeões a procurarem deixar o modesto 12° posto.

 

Em Vilankulo, o Maxaquene bate-se com a ENH, uma semana depois de ter sido eliminado por esta mesma equipa da Taça de Moçambique/mcel. De referir que os “tricolores” e “hidrocarbonetos”, embora estejam alguns degraus acima da linha de água, ainda correm o risco de caírem à zona de despromoção.   

 

Em Quelimane, realiza-se um desafio entre formações que lutam pela manutenção. Trata-se do duelo entre 1° de Maio e Chingale.

 

Por último, o Textáfrica bate-se em casa com o Ferroviário de Nampula. De referir que, a princípio da semana, os nampulenses viveram um momento de agitação com o treinador Arnaldo Salvado a ameaçar abandonar o leme, situação controlada pela direcção. No entanto, um desaire dos nampulenses pode mesmo significar uma nova chicotada psicológica.

 

 

Fonte:Jornal Noticias