Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Artur Bandeira apita jogos do grupo “D” da Afro Liga

BANDEIRA

 

Mais uma nomeação, mais um reconhecimento das suas qualidades. A FIBA-Africa indigitou, há dias, o árbitro internacional de basquetebol Artur César de Castro Bandeira para apitar jogos do grupo “D” da Afro Liga de Basquetebol, prova realizar-se de 15 a 17 de Fevereiro, no Madagáscar.

O grupo é composto pelo Petro de Luanda (Angola), Smouha S.C (Egipto), ASDB Mazembe (República Democrática do Congo) e Club Omnisports Police Nationale (Madagáscar).

Experimentado, Artur César de Castro Bandeira apitou ano passado, por indicação da FIBA-MUNDO, jogos do grupo “F” da quarta janela de qualificação da zona africana para o Campeonato do Mundo da China-2019, em Lagos, Nigéria.

Ainda no ano passado, precisamente entre os dias 28 de Junho e 1 de Julho, o único árbitro internacional moçambicano na actualidade dirigira partidas do grupo  “C” da terceira janela das eliminatórias para o Mundial, no Cairo, Egipto.

Bandeira tem sido presença constante nas provas da FIBA-Africa. Em 2018, foi juiz-acompanhante do Ferroviário de Maputo na Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol, prova na qual a equipa moçambicana conquistou ao derrotar na final o Inter Clube.


Em 2017, marcou presença em Angola quando o Ferroviário de Maputo perdeu na final diante do 1º de Agosto de Angola.

Em 2016, em Maputo, e 2015, em Angola, foi igualmente nomeado para dirigir jogos desta competição africana de clubes.


O Bandeira foi  um dos juízes acompanhantes designados pela FIBA-África para apitar o Campeonato de Africano de Basquetebol Feminino (Afrobasket-2017).

Bandeira esteve presente, em 2015, no "Afrobasket" de Yaoundé, nos Camarões, prova na qual a selecção nacional de basquetebol sénior feminino ocupou a sexta posição.O árbitro internacional apitou ainda jogos do "Afrobasket" de Antananarivo, no Madagáscar, em 2009; Mali, em 2011; e Maputo, em 2013.

Conta, igualmente, com aparições nas fases finais da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol em seniores femininos.


Este ano, foi um dos árbitros que dirigiu a final da Liga Moçambicana de Basquetebol Mozal, prova que teve como vencedor o Ferroviário de Maputo.

 

Fonte:Opais

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.