Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

05.Set.18

Aquila Mucubaquire e Bernadete Cuamba no Seward County Community College

AQUILAEBERNARDETE

 

As jogadoras do Costa do Sol seguiram, no passado dia 19 de Agosto, para os EUA onde irão evoluir no Seward County Community College e dar continuidade aos seus estudos, uma vez que ganharam bolsa de estudos. Para elas, a oportunidade de evoluir nas “Lady Saints” marca o início da realização de um sonho pelo qual lutarão diariamente para conseguir alcançar.

 

Aquila Mucubaquire, base, e Bernardete Cuamba, extremo-poste, desempenharam um papel importantíssimo nas duas últimas épocas na equipa sénior feminina do Costa do Sol que disputou o título no Campeonato Nacional e Engen Maputo Basket com o Ferroviário de Maputo, conjunto que levou sempre a melhor.

 

As basquetebolistas partiram, no passado dia 19 de Agosto, para os EUA em busca de um sonho: evoluir no maior palco internacional de basquetebol e atingir a WNBA. WNBA, sim, a versão feminina da espetacular NBA, onde apenas uma jogadora moçambicana já evoluiu: Clarisse Machanguana.

 

No Estado do Kansas, precisamente no Seward County Community College, Bernardete Cuamba e Aquila Mucubaquire irão se juntar as suas compatriotas Sílvia Veloso e Carla Covane, atletas que fizeram ano passado a sua primeira época nas “Lady Saints”.

 

"É uma oportunidade de vida, são sonhos, é só termos fé e foco e tudo acontece", descreveu Bernadete Cuamba, de 22 anos.

 

"Foi uma surpresa, mas eu penso que foi muito merecido porque foi fruto de muito trabalho. Foi muito difícil resolver todo o processo, mas no fim tudo correu bem", completou Bernadete, em entrevista ao "O País".

 

O Seward County Community College tem sido uma montra para jovens talentosas basquetebolistas moçambicanas, sendo de destacar a passagem pelas “Lady Saints” de Ana Flávia Azinheira, Deolinda Ngulela, Tamara Seda, Neide Ocuane, Manuela Fungate, Vilma Covane e  Ilda Chambe.


Mensagem de boas-vindas do Seward County Community College

 

"Estamos animados para anunciar as contratações de Bernadete Cuamba e Aquila Mucubaquire de Moçambique. Bem-vindas à família”, lê-se em uma publicação do recém-contratado treinador principal das "Lady Saints", Austin Mefford.

 

Bernadete Cuamba e Aquila Mucubaquire devem jogar junto à equipa principal do Seward Country Community College, instituição em que irão continuar com os estudos. "A época depende do nosso esforço. Numa primeira fase, vamos ficar dois anos e, dependendo do nosso desempenho, vamos ficar mais três que é o tempo de faculdade", contabilizando nesse caso cinco anos no “celeiro” do basquetebol mundial", comentou Bernardete Cuamba.

 

Aquila Mucubaquire, que iniciou a carreira desportiva aos 11 anos de idade, é tida como uma das promessas do basquetebol moçambicano. Prova disso foi a sua eleição, em 2017, como MVP do Campeonato Nacional.

 

No mesmo ano, foi convocada para a selecção nacional de basquetebol sénior feminina que, em Agosto, terminou em quarto lugar no Afrobasket, no Mali. Mucubaquire foi uma das quatro estreantes que Nasir Salé levou para a prova.

 

Cuamba e Mucubaquire têm outras duas conterrâneas que jogam na mesma equipa: Carla Covane e Sílvia Veloso. A amizade, na visão de Bernardete Cuamba, irá facilitar a sua adaptação aos novos costumes. "Sendo um outro país, a intenção é chegar lá, dar o melhor e atingir o objectivo, que é estudar e jogar”, referiu a extremo-poste.

 

Não vai ser a primeira experiência de viver longe das origens e ter de aprender novas coisas, particularmente estou preparada, vou fazer todo o possível para aprender ao máximo. Sei que não será fácil, mas não vou desistir desta oportunidade", reforçou a atleta.


Vilma Covane no Jones County Junior College

 

A  basquetebolista moçambicana Vilma Covane irá representar, na temporada 2018-2019,  o Jones County Junior College da National Junior College Athletic Association (NJCAA).

 

A poste, de 22 anos, deixa, desta forma, o Seward County Community College, instituição que representou na época 2017-2018 ao lado da irmã Carla e da compatriota Sílvia Amadeu Veloso.

 

Nas “Lady Saints”, Covane obteve na sua primeira época no basquetebol colegial norte-americano média de 8.3 pontos/jogo.

 

A ex-jogadora do Ferroviário de Maputo apresentou 49.6 % de aproveitamento nos lançamentos de campo, assim como 4.5 ressaltos/jogo. Ainda no que diz respeito aos seus targets, Covane 51.2 % de aproveitamento na linha de lances livres.

 

Covane contabilizou 35 jogos, sendo que registou 18.6 minutos/jogo. Em termos de registos, foi determinante a 5 de Março com 20 pontos e quatro ressaltos  na vitória do Seward County Community College (103-64) sobre o Coffeyville Community College durante os 32 minutos em que esteve na quadra.

 

A 17 de Fevereiro, arrancou 15 pontos e quatro ressaltos na dificílima vitória do Seward County Community College diante do Independence Community College, por 80-73.

 

Covane apresentou-se com 7 em 14 lançamentos de campo, três assistências e dois roubos de bola.

 

Quatorze dias antes, ou seja, a 3 de Fevereiro, dias dos heróis moçambicanos, contribuiu com 14 pontos e cinco no triunfo frente ao Cowley College, por 70-58.   Com 25 minutos na quadra, Covane terminou a partida com 5-8 lançamentos de campo.

 

A estreia de Vima Covane nas “Lady Bobcats” está prevista para o próximo dia 13 de Outubro diante do Holmes.

 

No Jones County Junior College, Covane terá como “coach” Missy Bilderback que, na temporada 2017-2018, liderou a equipa ao histórico de 26 vitórias e quatro derrotas.

 

 

Fonte:Opais