Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Álcool e imoralidades enfermam Bebec

 

DOIS elementos nocivos enfermam o Torneio de Futebol Infanto-Juvenil, vulgo Bebec, ao nível da cidade de Maputo. São eles o álcool e as imoralidades (insultos de toda dimensão) que os adeptos transportam para a festa da rapaziada.

 

Os distúrbios havidos no último sábado, no campo do Aeroporto “B”, e que acabaram abortando a final masculina entre George Dimitrov e Polana-Caniço, constituem prova de que a organização do evento deve ser revisto para salvaguardar os seus propósitos, que é a ocupação da pequenada durante as férias escolares, proporcionando-lhe um ambiente são e saudável, de modo que não se envolvam em vários males que enfermam a sociedade, entre eles o próprio álcool, as drogas e o HIV & SIDA.

 

O comportamento dos adultos acaba influenciando negativamente nas crianças, contrastando os objectivos para os quais este evento foi criado.

 

Aliás, nem os “slogans” colocados à vista de todos nos recintos de jogos onde o torneio desenrola conseguem travar o ambiente promíscuo que é transportado pelos adultos à festa da rapaziada. Por exemplo, a presente edição das Férias Desportivas, e em particular o Bebec, decorre sobre os lemas tais como: “Diga Não ao Consumo do Álcool e Outras Drogas: Faça Escolhas Saudáveis”; “Drogas Não, Destroem a Você e à Sua Família. Caminhemos Juntos Sem Drogas Rumo à Paz”; e “Caro Jovem, Caro Estudante, Afaste-se das Bebidas Alcoólicas, São Drogas que Matam”.

 

Em suma, as férias desportivas têm sido guiadas pelo lema: “Por Um Desporto Livre do HIV & SIDA e Drogas. Saber é Vencer”. Trata-se de um lema que é especialmente virado para os adolescentes e jovens, que são os maiores alvos dos vários males sociais, por serem mais vulneráveis. 

     

HOUVE ALERTA SOBRE A SITUAÇÃO DO CAMPO

 

Terá havido negligência sobre o alerta dos riscos que implicaria a marcação da final para o campo do Aeroporto “B”. De acordo com comentários de membros da Comissão Técnica do Bebec, a organização terá sido advertida que o campo do Aeroporto não oferecia segurança. Primeiro por não ter rede que separa o rectângulo de jogos e o espaço reservado para os adeptos. Segundo, face ao facto de as duas equipas arrastarem consigo grande multidão, para além da forte rivalidade entre si. Isso acabou sendo provado no terreno.

 

Apesar de estar bem vedado, acomodar mais gente e constituir um bom exemplo do que deve ser feito em prol da promoção do desporto nas comunidades, o campo do Aeroporto “B” não correspondeu às expectativas da organização do Bebec, que ao projectar a fase final para aquele recinto queria aproximar o evento às comunidades e permitir que mais gente assista os jogos, tornando a festa da pequenada mais animada.

 

A fraca presença da Polícia ou segurança também não ajudou muito.

 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.