Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

NÃO PODEMOS CONCORRER EM ÁFRICA COM EQUIPA DO NÍVEL DO MOÇAMBOLA

songo

 

A União Desportiva do Songo terminou a sua participação na fase de grupos da Taça CAF com mais derrota. Os hidroeléctricos perderam em Marrocos por 2-1 frente ao Renaissance Sportive de Berkane, terminando em terceiro no Grupo “B”, com três pontos, resultantes de três empates. Em último lugar ficou o Al- -Hilal (Sudão), que perdeu (2-0) na última jornada com o Al-Masry. A equipa moçambicana leva vantagem na classificação sobre os sudaneses por ter marcado mais golos na casa do adversário no confronto directo. Recorde-se que a UD Songo empatou na terceira jornada a dois golos no Sudão a dois golos, voltando a empatar com o mesmo adversário, na quarta jornada, no Chiveve, mas por 1-1.

 

Passaram à fase seguinte, os quartos-de-final da Taça CAF, o Renaissance Sportive de Berkane (Marrocos), que terminou com 13 pontos, e o Al-Masry (Egipto), com 12 pontos.

 

Lembrar que a União Desportiva do Songo, após a eliminação na Liga dos Campeões, diante do TP Mazembe, com um agregado de 4-3, foi submetido a um “play-off” frente ao Al- -Hilal Elobied, que se saldou positivo para a equipa moçambicana, entrando para a fase de grupos com duas derrotas consecutivas, a primeira frente ao Al-Masry, no Egipto, e em seguida no Chiveve, frente ao Renaissance Sportive de Berkane, no Chiveve, ambas por 2-0. Nessa altura a equipa era orientada por Chiquinho Conde. Após a sua demissão, com Nacir no comando a equipa conquistou o primeiro ponto empatando a dois golos contra o Al-Hilal, no Sudão, com quem voltou a empatar no Chiveve, como referimos anteriormente. Nas últimas jornadas a União Desportiva do Songo empatou com os egípcios do Al-Masry a um golo, fechando a campanha com uma derrota (2-1), em Berkane, Marrocos, onde a equipa moçambicana viveu grandes momentos de “fair-play”. Os marroquinos aplaudiram os jogadores moçambicanos no aquecimento, transmitindo o sentimento de que o desporto, no particular o futebol, não há espaço para guerras e que só há adversários de ocasião. Os adeptos da casa voltaram a aplaudir ao golo de Jimmy, de grande execução (diga-se), um grande pontapé do “meio da rua”, que o guardião do RSB Berkane só viu a bola esticar as suas redes, sem hipóteses para se mexer, sequer.

 

 

Fonte:Desafio

FMF detêm direitos exclusivos de venda de material desportivo dos Mambas

FMFMAMBAS

 

A Federação Moçambicana de Futebol e a Lacactoni assinaram uma adenda do memorando de entendimento, tendo em vista a produção de camisolas oficiais dos Mambas para a venda ao público.

 

A Lacactoni faz adenda ao contrato com a Federação Moçambicana de Futebol, no sentido de que as camisolas originais dos Mambas passam a ser produzidas por esta empresa para a venda ao público através da FMF. Vale isto dizer que a qualidade das camisolas dos Mambas estará disponível a ser vendida, na original, pela FMF, produzido pela Lacactoni.

 

A adenda do acordo assinado pelo Secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol e o representante da Lacactoni em Moçambique permite que o organismo que gere a selecção nacional tenha todos os direitos exclusivos de venda do material desportivo dos Mambas para os seus adeptos, nomeadamente a camisola, os cachecóis, galhardete e outros. A Federação Moçambicana de Futebol diz que o acordo demorou, mas vai beneficiar não só a instituição, mas também a selecção nacional.

 

Queremos mostrar que a FMF esta a mudar de imagem e está a potenciar a selecção nacional e todos devem aderir a esta causa. Será violação para aqueles que as camisolas sejam vendidas sem conhecimento da FMF e apenas a FMF esta autorizada a identificar os revendedores. A camisola estará ao preço único de 1500 mt”, disse Filipe Johane, Secretário-geral da FMF.

 

Por seu turno, a Lacatoni diz sentir-se orgulhoso por estar a contribuir, não só por vestir a selecção nacional, mas também por garantir que os adeptos possam vestir a camisola oficial dos Mambas.

 

Temos notado que os adeptos precisam se sentir próximo dos jogadores e é através destas camisolas que poderão se sentir. Esperamos que possamos ajudar a Federação Moçambicana de Futebol e os Mambas, bem como os adeptos a se vestirem bem quando vão aos campos para apoiar a selecção nacional”, frisou Filipe Azevedo, representante da Lacactoni em Moçambique.

 

A parceria entre a Lacactoni e a Federação Moçambicana de Futebol para a disponibilização do equipamento da selecção nacional de futebol, os Mambas, data de 2012.

 

Entretanto, para dar mais visibilidade ao apoio aos Mambas, as claques dos clubes moçambicanos decidiram unir esforços como forma de mostrar o seu patriotismo com a equipa de todos nós.

 

Os Mambas iniciam os trabalhos de preparação esta segunda-feira, com vista ao jogo do próximo sábado, diante da Guiné-Bissau, de qualificação ao CAN-2019.

 

 

Fonte:Opais

Costa do Sol, 1 – Liga, 0: A solução veio do banco!

COSTA-liga

 

O COSTA do Sol recebeu e venceu sábado a Liga Desportiva de Maputo, por 1-0, com golo de Kino, que veio do banco, à passagem do minuto 82. Determinada a resolver as coisas desde cedo, a equipa caseira foi a que tomou as rédeas do jogo, obrigando o seu adversário a recuar para a zona defensiva onde encontrava dificuldades em penetrar na zona de rigor.

 

 

Fonte:Jornal Noticias