Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

FAÇO PARTE DA HISTÓRIA DO CLUBE E NÃO DO PROBLEMA, NEM DA SOLUÇÃO

rui tadeu

 

O ex-dirigente do Clube de Desportos da Costa do Sol, Rui Tadeu, aceitou quebrar o silêncio e falar do seu envolvimento no projecto que tinha por intenção rentabilizar os seus espaços, sobretudo. O também sócio canarinho analisou os momentos actuais da colectividade.

 

A conversa com Rui Tadeu iniciou contextualizando o assunto sobre o processo da tentativa da rentabilização dos espaços da colectividade canarinha como forma de alavancá-la e poder conhecer outros voos, depois de uma fase em que a equipa de futebol, sobretudo, ganhara tudo o que tinha a conquistar no plano interno, explicando os passos desde o princípio, lembrando que o Costa do Sol foi vítima das enxurradas do ano de 2000, período em que as suas instalações ficaram praticamente soterradas, declarando-se um estado de calamidade.

 

Daí o Costa do Sol tomou uma série de iniciativas de ressurgimento e beneficiou de uma série de apoios institucionais e clubes que se solidarizaram com a desgraça que o abalou, ajudando-o a se reerguer. Nesse ano,o Costa do Sol sagrou-se campeão nacional, que deu lugar à participação na Liga dos Campeões, com boa representação até à fase final de grupos. Criou-se uma estratégia de ressurgimento.

 

Foram procurados espaços alternativos em Marracuene e espaços de aluguer para o funcionamento do clube. Iniciou-se, nessa altura, o processo da remoção das terras que cobriam quase por completo as referidas instalações, conseguindo reativar o Matchiki-Tchiki e o campo de futebol. Mas isso só não bastava. O clube partiu para um plano-director com o envolvimento de empresas especializadas de arquitetura e construção, na altura a custo zero, mas com perspetiva de retorno à posterior.

 

Fonte:Desafio

RESULTADOS REFORÇAM IDEIA DE INVESTIMENTO A LONGO PRAZ

tenis1

 

O quinto lugar conseguido por Moçambique na sua quarta aparição no Davis Cup (fase africana), ou simplesmente Taça Davis, que decorreu recentemente em Nairobi, no Quénia, é um feito nunca antes conseguido pela Selecção Nacional Sénior Masculina de Ténis neste tipo de torneios internacionais de “grand slam” e retoma a ideia de que o investimento a longo prazo e a todos níveis é crucial, sendo que o ténis é uma modalidade individual onde os resultados são fruto de uma projecção e acompanhamento de talentos dentro e fora do país. A Selecção Nacional, composta por Franco Mata, Ercílio Seda, Jonas Alberto, Bruno Nhavene e também pelo “capitão” (treinador) Bruno Figueiredo, terminou em quinto lugar entre os 10 países africanos que integram o Grupo 3 da Zona Europa/África e melhorou significativamente o seu “ranking”.

 

Fonte:Desafio

MADEIRA JR. QUER LMB SUSTENTÁVEL

partida de basquete

 

António Madeira Jr. foi no último sábado reconduzido a presidente da Liga Moçambicana de Basquetebol (LMB), organismo que dirige desde finais de 2013.  Madeira foi apurado por aclamação pelos oitos clubes (Ferroviário de Maputo, Ferroviário da Beira, Costa do Sol, Maxaquene, Desportivo, Vaz Team, A Politécnica, Ferroviário de Nacala) que actualmente fazem parte da LMB, depois de nenhuma candidatura ter sido apresentada.

 

A assembleia-geral, inicialmente marcada para as 16.00 horas de sexta-feira, foi reprogramada para a manhã de sábado, devido a problemas que afecta(ra)m a companhia aérea de bandeira. A magna reunião tinha três pontos de agenda: relatório de contas de 2014-2017; eleição de uma nova Direcção; apresentação e discussão do calendário da Liga Nacional de Basquetebol.

 

Entretanto, apenas os dois últimos pontos foram avançados. A pedido dos clubes, o relatório de contas (2014-2017) foi protelado para discussão num dos dias de descanso do campeonato nacional, uma vez que os associonados não tiveram tempo suficiente para analisar o documento.

 

No mesmo dia o elenco ora eleito tomara posse. Liderado por Ilídio Caifaz, presidente da Mesa da Assembleia-Geral, o encontro contou com a presença de Francisco Mabjaia, presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB).

 

Curto e breve, Mabjaia disse que: – “Somos reconhecidos internacionalmente porque vocês (LMB) fazem muito trabalho. Quero saudar-vos pelos resultados alcançados. Como federação continuaremos a dar o nosso melhor e daremos toda assistência necessária. Que a competição corra da melhor maneira possível. Devo saudar ao Madeira por ter merecido a confiança dos clubes para mais um mandato”.

 

 

Fonte:Desafio

“Locomotivas” cruzam-se na Beira

locomotivas1

 

TRÊS encontros terão lugar esta tarde referentes à 16ª jornada em atraso do Moçambola-2018, que marca o arranque da segunda volta do certame. O destaque vai para o frente-a-frente entre os Ferroviários da Beira e de Nampula, no “caldeirão” do Chiveve.

 

Os “locomotivas” beirenses, que vêm de duas derrotas consecutivas, primeiro frente à Liga Desportiva na anterior ronda, e depois diante do Ferroviário de Maputo, em jornada atrasada da 14ª jornada, e que custaram a cabeça de João Chissano, buscam a paz com os seus adeptos e a recuperação do tempo e espaço perdidos. Já o Ferroviário de Nampula, que vem de uma derrota em Chimoio frente ao Textáfrica - o jogo era da 15ª ronda em atraso - pretende igualar-se aos “fabris” do planalto e ao Chibuto, ambos partilhando a terceira posição.

 

Porém, o Textáfrica pode repetir a proeza do fim-de-semana na recepção ao Ferroviário de Nacala, este que luta para sair dos escombros (é penúltimo classificado). Aliás, os “fabris” só pensam na vitória que pode colocar-lhes em pé de igualdade em relação à União Desportiva do Songo, actual segundo classificado. Mas isso só pode ser possível por um milagre, já que a UD Songo joga em Nampula com o Sporting local, “lanterna vermelha” do campeonato.

 

Lembrar que a 16ª jornada iniciou na passada quinta-feira, com o único jogo em adiantamento entre o Desportivo de Nacala e o Chibuto e que terminou com a vitória da segunda equipa, por 0-1. A 16.ª ronda fecha no dia 25 do mês em curso com a realização do jogo ENH-Liga Desportiva.

 

 

Fonte:Jornal Noticias