Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Moçambique vs África do Sul já agita Sofala

Mambinhas (1).jpg

 

O jogo entre a selecção nacional de futebol sub-20 e a África do Sul, inserido na primeira mão da segunda eliminatória de acesso ao CAN-2019 da categoria, no Níger, já mexe com a província de Sofala, palco do embate.

 

Com efeito, a Associação Provincial de Futebol de Sofala está já em contacto com o Governo local, município e agentes económicos com vista a criar-se todas as condições logísticas para que o jogo se realize sem problemas no Caldeirão do Chiveve.

 

Aliás, segundo Fernando Dias, presidente da Associação Provincial de Futebol de Sofala, é preciso que todos beirenses assumam este jogo, agendado para 12 de Maio, “como de todos os moçambicanos”.   

 

Dos contactos que se tem estado a fazer com todas as forças vivas, assegurou, há uma grande abertura que “realmente hajam os apoios necessários”.

 

Os Mambinhas deverão desembarcar na Beira no próximo dia 9, sendo que os bilhetes já estão à venda em Sofala. A organização prevê entradas grátis para menores de 12 anos. “Iremos mobilizar escolas para, em tempo útil, manifestarem interesse de trazer alunos para este jogo”, explicou Fernando Dias na conferência de imprensa realizada segunda-feira.

 

Os Mambinhas transitaram para a segunda eliminatória com o agregado de seis a zero no conjunto das duas mãos diante das Seychelles. Os Mambinhas empataram a zero no jogo da primeira mão realizado nas Seychelles e, quinze dias depois, golearam o seu adversário por seis zero.

 

Daí a crença de Fernando Dias de que os Mambinhas possam golear a África do Sul e seguir em frente na eliminatória. “Sofala, todos nós sabemos, acarinha e vive o futebol com intensidade. O Caldeirão é um verdadeiro inferno. Queremos transformar o Caldeirão num inferno para os sul-africanos para começarmos, de etapa em etapa, a desenhar esta qualificação para o CAN”.

 

Caso transitem a eliminatória com a África do Sul, os Mambinhas terão como adversário na próxima etapa o vencedor da eliminatória entre Angola e Malawi.

 

Fonte:Opais

Federação Alemã quer apoiar futebol feminino no país

APOIOFUTEBOLFEMININO (1).jpg

 

A Federação Moçambicana de Futebol e a Federação Alemã da Baviera de Futebol reataram as relações de cooperação e de apoio entre ambos, com intuito de trocarem experiência e de desenvolver o futebol moçambicano.

 

Ontem, houve o primeiro encontro entre as duas federações na sede da Federação Moçambicana de Futebol, depois de cerca de quatro anos sem contactos.

 

Alberto Simango Jr. e Rainer Koch, acompanhados pelas respectivas delegações, assumiram o compromisso de pretenderem reactivar as relações de cooperação, com mais incidência para as áreas de formação e infra-estruturas.

 

Na ocasião, falaram do estágio actual do futebol moçambicano e de como será possível fazer esse apoio da Alemanha para o futebol moçambicano. Ficou patente que na formação, por exemplo, haveria troca de experiência entre técnicos dos dois países, com vista a que o futebol moçambicano possa crescer ainda mais em todas as categorias. E uma dessas categorias que vai merecer a atenção da Alemanha para o crescimento a médio e longo prazo é o futebol feminino.

 

No aspecto infraestrutural há que fazer aproveitamento do que Alemanha vem construindo, nos últimos anos, principalmente no nosso país, com destaque para a infra-estrutura localizada no bairro do Albasine, em Maputo, onde a Federação Moçambicana de Futebol pretende colocar as selecções de formação do futebol feminino, para além de aproveitar o espaço para a formação dos técnicos nacionais.

 

Reinar Koch é actualmente presidente da Federação Alemã de Futebol da Baviera e vice-presidente da Federação Alemã de Futebol, para além de ser candidato a Presidente da Federação Alemã de Futebol, nas eleições agendadas para depois do campeonato mundial de futebol, Rússia-2018.

 

 

Fonte:Opais

Lizha James vai aquecer Rússia com “Colours” de Moçambique

Lizha-james.jpg

 

Moçambique já vive a folia do Campeonato Mundial de Futebol, que este ano vai ter lugar na Rússia ao ritmo do hino que já é um hit! Simples, a cantora moçambicana Elisa Lizete Jaime James Humbane Mourinho, ou por outra Lizha James, seu nome artístico emprestou a sua voz fazendo dueto ao lado de Jason Derulo interprete e compositor da música oficial do Mundial, intitulado ″Colours″. Estamos todos enfunados de orgulho por tamanha honra.  

 

Numa altura em que a Rússia, os Estados Unidos, Coreia do Sul e outros países vivem um ambiente gelado em termos de relações politicas por conta das constantes ameaças de uma possível eclosão de guerra nuclear, certamente que o calor transmitido através da voz da Lizha James  e outros artistas africanos, em particular vai ajudar para quebrar o gelo e refrear os corações tensos de algumas nações.

 

Colours” é um cocktail de géneros musicais e de culturas que se fundem com o objectivo de apelar a união dos  povos no mundo, e que os amantes do desporto e do futebol em particular abracem as cores que se identificam. Enfim, coloursé um conceito que transcende as cores das bandeiras e as preferências pelas selecções de cada adepto. Os ritmos africanos e latinos presentes na música permitiram com que Lizha James executasse com distinção as suas habilidades vocais relatando a temática que se exige (cores) através de duas línguas com a qual se expressa (changana e português).

 

É acreditando na força aglutinadora do futebol que a nossa diva promete fazer show no da 14 de Junho, data em que os olhos do mundo estarão virados para a Rússia abertura do maior evento planetário. Lizha promete levar consigo o calor de Moçambique para aquecer.

 

Raimundo Zandamela e Márcia Macucule

 

Foto de Jaime Machel

 

Fonte:Desafio

“Locomotivas” cimentam liderança na capital

P35-BASQUETE1.completo.gif

 

O FERROVIÁRIO é cada vez mais líder do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo, em seniores masculinos, após sair gloriosa na dupla jornada do fim-de-semana, frente a Politécnica e ao Costa do Sol.

 

Frente aos “politécnicos”, os “locomotivas” ganharam vingando a derrota na final da Taça Maputo uma semana antes. Já perante o Costa do Sol, a equipa de Milagre Macome ganhou por 10 pontos de diferença (67-57), alargando a vantagem no comando da prova de 14/11 para 16/12, em relação aos “canarinhos”, que estão no segundo posto.

 

O Desportivo derrotou o Atlético, por 92-54, fixando-se no quarto posto com nove pontos. Na abertura desta que foi a sétima ronda, o Maxaquene venceu a Politécnica, por 77-66.

 

Na Taça Maputo, em seniores femininos, o Ferroviário tomou de assalto a liderança à custa de uma vitória suada sobre o rival Costa do Sol por tangenciais 56-54, destronando a equipa de Matchiki-tchiki que caiu no segundo posto com menos um ponto que os “locomotivas” (8/7).

 

O Ferroviário das Mahotas venceu o Desportivo por 65-48, fixando-se no terceiro lugar com seis pontos. Num jogo equilibrado, o Maxaquene superou a Politécnica, por 40-38.

 

Os jogos decorrem no sistema clássico de todos-contra-todos em duas voltas.

 

FER. NACALA “DESTRONA” NTSAY

 

Em Nampula, o Ferroviário de Nacala alcançou a liderança do “provincial” em seniores masculinos, somando actualmente 15 pontos, mais um que Ntsay-EB e Ferroviário de Nampula.

 

Na abertura da ronda, o Ferroviário “A” derrotou o Ferroviário “B”, por concludentes 73-31, sendo que a União Juvenil de Napipine baqueou diante de Ntsay-EB por 56-84, enquanto em Nacala o Phoenix derrotava o Ferroviário local, por 68-64. O Desportivo de Nacala venceu a Universidade Pedagógica, por 69-56.

 

Com efeito, o Ferroviário de Nacala segue em primeiro com 15 pontos, Ntsay-EB e Ferroviário de Nampula “A” partilham o segundo posto com 14 pontos cada, o Desportivo de Nacala tem 12 e os últimos três lugares são ocupados por Ferroviário de Nampula “B”, Universidade Pedagógica, União Juvenil de Napipine com 10, nove e oito pontos respectivamente.

 

Entretanto, arrancaram no passado sábado, na cidade de Nampula, os torneios de abertura de basquetebol nos escalões de iniciados, juvenis e juniores, em ambos sexos.

 

Fonte:Jornal Noticias

Enaltecida garantia do Chefe do Estado

P35-MOCA.completo.gif

 

OS fazedores do desporto rejubilam com a garantia dada, domingo, pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, de que o Moçambola-2018 vai até ao fim com apoio do Governo sob supervisão dele próprio.

 

Para os desportistas, as palavras do estadista são uma lufada de ar fresco, numa altura em que reinavam incertezas sobre a continuidade daquela que é a maior prova futebolística do país, devido a problemas logísticos, sobretudo relacionados com o transporte.

 

O presidente da Associação de Futebol da província de Manica, Ângelo Jerónimo, e o coordenador da equipa principal de futebol do Costa do Sol, Artur Faria, falam de um gesto típico de uma pessoa do desporto.

 

Fonte:Jornal Noticias