Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Eis o sorteio dos jogos da próxima eliminatória da Liga dos Campeões africanos

 

 

 

TP Mazembe (RDC)-UD Songo (Moçambique)

Aduana (Gana)-Setif (Argélia)

 Al Anly (Egipto)-Mounana (Gabão)

 As Togo-Port-Al Hilal (Sudão)

Difaa El Jadidi (Marrocos)-AS Vita Club (RDC)

Etoile Sahel (Túnisia)-Plateau (Nigéria)

Gor Mahia (Quénia)-Esperance de Tunis (Tunísia)

Horoya (Quénia)-Generation (Senegal)

 MFM FC (Nigéria)-MC Argel (Argélia)

1º de Agosto (Angola)-Bidvest (RSA)

Rayon Sport (Ruanda)-Mamelodi Sundowns (RSA)

St. George (Etiópia)-Kampala City (Uganda)

Wydad (Marrocos)-Wac (Costa do Marfim)

Young Africans (Tanzânia)-Township Rollers (Botswana),

Zesco United (Zâmbia)-ASEC Mimosas (Costa do Marfim).

 

 

Fonte:Desafio

Os dezasseis concorrentes aos seus lugares

As dezasseis equipas do Moçambola-2018 já estão aos seus lugares, compostos, para dar o início ao sprinter que vai ter como meta a trigésima jornada.

Todas as equipas vão iniciar com zero pontos e teoricamente têm as mesmas possibilidades na candidatura ao título, como no esforço que devem empreender para não descerem de divisão, embora, pela composição faça a balança entre aqueles que estão em melhores condições de disputar os lugares cimeiros.

A capacidade financeira habilita a contratação daqueles que são considerados os melhores intérpretes da bola, facto que, à partida desequilibra a balança, podendo referir-se que dificilmente uma colectividade com menor capacidade financeira estará em igualdade de circunstâncias para disputar os ditos melhores jogadores com um oponente com maior robustez nesse capítulo, embora se possa colocar fé no trabalho técnico para a obtenção de melhores resultados. Regra geral, é menos provável que se faça um campeão com recursos ínfimos. É a partir desses pressupostos que os dezasseis clubes do Moçambola definem as suas metas.

Basicamente por isso, pode-se considerar os planteis da União Desportiva do Songo e Costa do Sol, em primeiro lugar, como os mais bem constituídos, até porque além dos seus “poderes” que possibilitaram a contratação de unidades de grande relevo no panorama futebolistico nacional e internacional, estando na disputa das Afrotaças.

A equipa do Songo foi buscar jogadores como Chelito, Amorim, na Beira, Hélder Pelembe (ex-Baroka), Eusébio (ex-Liga), Nhaminga (ex-Sporting da Beira), só para citar alguns exemplos, juntando-as a outras unidades que transitaram do ano passado de qualidade reconhecida como são os casos de Kambala, Cremildo, Mano, Mucuapel, Tony, Mário Sinamunda, Parkim. O Songo ainda se deu ao luxo de ceder Norberto e Osvaldo, por exemplo, ao Ferroviário da Beira. O Costa do Sol, por seu turno, surpreendeu-nos com a contratação do jovem liberiano Terrence, bem acima da média, mas também conseguiu “roubar” Nené, formado no Textáfrica, Sarmento, Chris, que com Isac, Nilton, Guirrugo, Salomão, entre outros podem formar um conjunto bastante forte.

Joca Estêvão



Fonte:Desafio

Chibuto esmera-se para uma festa colorida

betuel.jpg

 

Para já está garantido um “casamento” entre o futebol e a cultura, esperando-se actuações de músicos locais para além de Mr. Bow, que será a figura de cartaz da festa que está sendo preparada ao pormenor.

 

Betuel Saveca, presidente do Clube do Chibuto, disse que “estamos a trabalhar para mostrar o nosso melhor porque sentimo-nos honrados pelo facto de o nosso distrito, nossa província, ter sido escolhido para este momento único. Posso dizer que até este momento os preparativos decorrem sem sobressaltos”, garante.

 

Quando questionado sobre o que iremos encontrar sábado no Chibuto o dirigente disse que “a crise não permite muito mais, contudo pode esperar nosso esmero, um Chibuto a dar o seu máximo para que a festa seja a melhor possível.

 

Na essência teremos actividades culturais através de um grupo local, actuação de músicos como Mr.Bow, para além de um almoço porque onde há festa há comida”, esclareceu.

 

Atanásio Zandamela

 

Fonte:Desafio

Mandantes devem ser punidos em caso de prova de corrupção

arbitros.jpg

 

Comentando ainda a respeito da corrupção na arbitragem no país, Acácio Victor disse que o problema está do lado dos que aliciam os árbitros.

 

– O problema não está só nos árbitros, mas também naqueles que os aliciam. Fala-se muito da corrupção no meio da arbitragem, mas por vezes os árbitros erram mesmo devido a lacunas técnicas. Precisamos de combater essas falhas através de acções de formação e actualizações constantes.

 

 

Quanto aos casos de corrupção entendemos que em caso de se comprovar existência de fraude devia ser a instituição (clube) a ser penalizada em primeira instância. Dizer também que existindo indícios de corrupção procuramos também aferir a verdade. Não agimos em função de emoções. Agimos apenas com existência de provas, explicou Victor.

 

Raimundo Zandamela

 

Fonte:Desafio

PRÉMIO DESAFIO MELHOR JOGADOR DO MOÇAMBOLA-2018

 

REGULAMENTO

Artigo 1.º

Escopo e Objecto

1.    O Regulamento “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2018” estabelece a forma como se irá desenvolver a votação para atribuição do prémio individual de melhor jogador do Moçambola, elegível de acordo com os critérios referidos no Artigo 3.º do presente regulamento, para o distinguir pelo seu desempenho na competição máxima de futebol organizada pela Liga Moçambicana de Futebol – o Moçambola, referente à Época Desportiva 2018.

 

2.    Este prémio pretende distinguir o desempenho dos jogadores participantes no Moçambola, realçando a importância da regularidade e o respectivo desempenho em termos desportivos.

 

3.    Sob proposta da Sociedade do Notícias, SA, este Regulamento foi aprovado pela Liga Moçambicana de Futebol, na qualidade de órgão de gestão da competição em apreço.

 

4.    A gestão do processo de apuramento do vencedor, é da inteira responsabilidade da Sociedade do Notícias, SA e seus parceiros.

 

Artigo 2.º

Categoria de Prémios

 

1.    “Melhor Jogador da Semana

 

2.    “Melhor Jogador do Mês

 

3.    “Melhor Jogador do Moçambola

 

4.    “Melhor Votante do mês

 

5.    Havendo possibilidade e mediante coordenação entre a Sociedade do Notícias, SA, seus parceiros e a LMF, novas categorias de prémios podem ser introduzidas.

 

6.    Os prémios em referência nos números “1 a 4” referem-se à Época Desportiva 2018.

 

Artigo 3.º

Critérios de Elegibilidade

 

São os seguintes os critérios para concorrer aos prémios indicados nos números “1 a 3” do Artigo 2º do presente regulamento:

 

1.    Estar inscrito em uma das 16 equipas que participam no Moçambola;

 

2.    “Melhor Jogador da Semana”

 

Constar da Ficha Técnica da sua equipa e ter jogado em, pelo menos, metade do tempo do jogo (45 minutos) ainda que em partes diferentes;

 

3.    “Melhor Jogador do Mês”

 

a)    Constar da Ficha Técnica da sua equipa e ter jogado em, pelo menos, metade dos jogos realizados ao longo do mês a que a votação alude;

 

b)   Ter ficado em primeiro lugar na votação popular em, pelo menos, um dos jogos realizados ao longo do mês a que a votação alude;

 

4.    “Melhor Jogador do Moçambola”

 

a)    Constar da Ficha Técnica da sua equipa e ter jogado em, pelo menos, três quartos (75%) dos jogos realizados ao longo do campeonato;

 

b)   Ter ficado em primeiro lugar na votação popular em, pelo menos, um quinto (6) dos jogos realizados ao longo do campeonato;

 

c)    Constar da lista final de cinco (5) jogadores que preencherem os requisitos das alíneas a) e b) do Número-4 do presente Artigo, sendo por isso declarado finalista do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2018”.

 

 

5.    “Melhor Votante do Mês”

 

a)    Ter votado em todas as jornadas disputadas no mês em que o prémio alude;

 

b)   Ter-se classificado em primeiro lugar na lista dos votantes do mês a que o prémio alude.

 

Artigo 4º

Comité Técnico e Responsabilidades

 

1.    Um Comité Técnico, com poder de voto de 30%, será constituído para a categoria do prémio indicado no Número “3” do Artigo 2º deste regulamento;

 

2.    Para a categoria de prémio indicado no Número-3 do Artigo 2º deste regulamento, farão parte da equipa de júri os seguintes elementos:

 

a)    Os treinadores das 16 equipas que disputam o Moçambola-2018;

b)   Os capitães das 16 equipas que disputam o Moçambola-2018;

c)    O seleccionador nacional de futebol sénior masculino

d)   Um corpo constituído por cinco (5) jornalistas indicados pela Sociedade do Notícias, SA;

e)    Compete ao Comité Técnico, depois de proceder a sua votação, conjugada com a votação popular, propor ao Conselho de Administração da Sociedade do Notícias, SA e a Liga Moçambicana de Futebol, o vencedor do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2018”;

f)     Na eventualidade do capitão de uma das 16 equipas participantes no Mocambola ser um dos cinco finalistas do Premio Desafio Melhor Jogador do Mocambola-2018, devera ser substituído no Comité Técnico pelo Sub-capitão.

Artigo 5º

Distribuição Percentual de Votos

1.    O vencedor do Premio Desafio Melhor Jogador do Mocambola-2018 será declarado tendo em conta:

a)    O voto do público corresponde a 70%;

b)   O voto do Comité Técnico corresponde 30%

Artigo 6.º

Processo de Votação

1.    Podem votar no “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2018”, indicado no presente regulamento, o público em geral, através de mensagens telefónicas (SMS) a partir das três operadoras de telefonia móvel existentes no país (mCel, Vodacom e Movitel);

 

2.    Os participantes reconhecem e aceitam que a Sociedade do Notícias, SA, enquanto promotora do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2018”, não será, na medida máxima permitida pela legislação nacional, responsável por quaisquer motivos imprevisíveis, ou alheios a si, incluindo por qualquer falha técnica, se existir a impossibilidade de participação, ou de participação válida por parte de um ou mais participantes;

Artigo 7.º

Validação e Divulgação do Resultados

 

1.    O jogador que preencher os critérios estabelecidos pelo Número-2 do Artigo-3º será proclamado como vencedor do Prémio “Melhor Jogador da Semana”;

 

2.    O jogador que preencher os critérios estabelecidos pelo Número-3 do Artigo-3º deste regulamento, será proclamado como vencedor do Prémio “Melhor Jogador do Mês”;

 

3.    O jogador que preencher os critérios estabelecidos pelo Número-4 do Artigo-3º, conjugado com o Artigo 5º do presente regulamento, será proclamado como vencedor do Prémio “Melhor Jogador do Moçambola

 

4.    O votante que preencher os critérios estabelecidos pelo Número-5 do Artigo-3 do presente regulamento, será proclamado como vencedor do Prémio “Melhor Votante do Mês”

 

5.    A participação nesta votação implica a aceitação integral dos termos e condições do presente Regulamento e das operadoras de telefonia móvel facilitadoras do processo por SMS, reservando-se a elas o direito de excluir da votação todos os participantes que não cumpram as condições e termos de votação;

 

6.    Toda e qualquer actuação ilícita ou fraudulenta para obter qualquer vantagem competitiva no decorrer da votação implicará a desclassificação do votante;

 

7.    A Sociedade do Notícias, SA e a Liga Moçambicana de Futebol, as operadoras e outros parceiros envolvidos reservam-se o direito de mudar o custo do voto por mensagem de texto (sms), modificar ou suspender a votação em qualquer momento, incluindo no caso de anomalia técnica, ou em caso de suspeita de actuação que possa integrar a prática de ilícitos criminais ou de violação ao presente regulamento.

 

8.    O resultado do apuramento do vencedor dos prémios descritos nos Números-1 e 2 do Artigo 2º serão anunciados nos jornais da Sociedade do Notícias, SA e outros Meios de Comunicação Social, findo o período de votação para o prémio em causa;

 

9.    O resultado do apuramento do vencedor do prémio descrito no Números-3 do Artigo 2º será anunciado em cerimónia a realizar em local e data por anunciar oportunamente;

Artigo 8.º

Premiação

1.    “Melhor Jogador da Semana”

a)    Um troféu

b)   Um certificado

2.    “Melhor Jogador do Mês”

a)    Um Box da ZAP

b)   Montagem gratuita

c)    Seis meses de subscrição gratuita no “Pacote Premium

d)   Um certificado

3.    “Melhor Jogador do Moçambola”

a)    Uma viatura nova, marca “Nissan NP 300 Hardbody Cabine Dupla, 2.5 DTI, com Caixa de Velocidade Manual

b)   Plano de manutenção da viatura de 100.000 KM ou 3 anos, o que acontecer primeiro;

c)    600 litros de combustível  

d)   O jogador que foi eleito como vencedor obriga-se a participar nas acções de carácter social e promocional do patrocinador durante o período de 12 meses

e)    Um certificado

4.    “Melhor Votante do Mês”

Um prémio mensal será oferecido àquele que enviar o maior número de votos ao longo do mês.

O prémio será constituído por:

a)                Viagem para um destino à sua escolha, acompanhando a equipa à qual é sócio ou simpatizante;

b)               Hospedagem e alimentação na cidade visitada;

c)                Acesso à Bancada VIP do Estádio da cidade visitada.

d)               Um Box da ZAP

e)                Montagem gratuita

f)                 Seis meses de subscrição gratuita no “Pacote Premium

g)               Um certificado

5.    Os prémios não financeiros não poderão ser substituídos por dinheiro ou por outros objectos que não os mencionados;

 

6.    A Sociedade do Notícias, SA e a LMF não serão responsáveis caso, por motivos que lhe sejam alheios, os vencedores não possam ou não queiram usufruir dos prémios;

 

7.    Os vencedores serão contactados, através dos seus clubes (jogadores) assim como pessoalmente (votantes), a fim de acordar os detalhes da entrega dos prémios e enviar os documentos que sejam solicitados para o efeito.

Artigo 9.º

Período de Votação

1.    O processo de votação inicia com a disputa do primeiro jogo de cada jornada e termina às 23h59 da sexta-feira seguinte.

 

2.    Tendo em conta as eventualidades que possam afectar o calendário de jogos e, consequentemente, levar ao ajuste dos processos administrativos da competição, os jogos realizados no meio da semana não serão considerados no processo de votação.

Artigo 10.º

Critérios de Desempate

1.    Em caso de empate entre dois ou mais jogadores, vence aquele que, durante o período aplicável, tenha sido, por esta ordem:

a)    Mais golos marcados;

b)   O jogador que tiver menos tempo de jogo;

c)    Sancionado menos vezes com cartão amarelo;

d)   O jogador mais jovem.

2.    Em caso de empate entre dois ou mais votantes, vence aquele que, durante o período aplicável, tenha sido, por esta ordem:

a)    Ganho a votação em metade ou mais que a metade das jornadas do mês a que o prémio alude;

b)   Ter enviado maior número de votos quando comparado com outros concorrentes nas jornadas em que foi vencedor;

c)    O votante mais jovem.

Artigo 11.º

Disposições Finais

Os parceiros implementadores da iniciativa, em coordenação com a Liga Moçambicana de Futebol, poderão, em caso de dúvidas, suprir as lacunas do presente regulamento.

Maputo, Fevereiro de 2018

 

 

Fonte:Desafio