Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Moçambola 2018 sorteado esta sexta-feira

 

 

As 16 equipas que disputam o campeonato nacional de futebol, Moçambola 2018, vão conhecer seus adversários, jornada a jornada, até ao final da época, no sorteio que será realizado à margem da gala dos melhores de 2017.

 

Trata-se das equipas da União Desportiva de Songo, campeão nacional, Costa do Sol, vice-campeão nacional, Ferroviário de Maputo, Liga Desportiva, Maxaquene, Incomáti de Xinavane, Clube de Chibuto e ENH, pela zona sul, Textáfrica do Chimoio, UP de Manica, Ferroviário da Beira e 1º de Maio de Quelimane, representantes da zona centro, Ferroviário de Nampula, Sporting de Nampula, Desportivo de Nacala e Ferroviário de Nacala, esta últimas quatro equipas de Nampula, representando a zona norte, que noite de amanhã, a partir das 18h00, no hotel Polana, vão conhecer os jogos das 30 jornadas do Moçambola 2018, no sorteio dirigido pela Liga Moçambicana de Futebol.

 

Da primeira à trigésima jornada, as equipas ficarão a saber com que equipa jogarão, do início até ao final do campeonato nacional, nos quais serão 15 jogos em casa e outros tantos fora de portas, até se conhecer o substituto da União Desportiva de Songo como o rei do futebol moçambicano, ou então a renovação do título dos “hidroeléctricos” de Songo.

 

Será uma ocasião para as equipas, principalmente, conhecerem os seus adversários para as jornadas mais importantes da prova, a primeira e a última, uma vez que podem determinar o mau ou bom início e até a forma como as equipas fecham a época.

 

Destas 16 equipas, três delas são primodivionárias, ou seja, ascenderam ano passado para o principal campeonato nacional de futebol, depois de vencerem as respectivas zonas da divisão de honra. Mas uma delas fará a estreia absoluta na prova-mor do futebol moçambicano: a UP de Manica. As outras duas marcam o regresso depois de anos fora do convívio dos grandes.

 

O Sporting de Nampula regressa à festa do nacional doze anos depois de ter sido despromovido, enquanto o Incomáti de Xinavane marca o seu regresso cinco anos depois de ter descido de divisão.

 

Estas equipas seguem no Moçambola para ocupar os lugares deixados vagos pelos despromovidos Chingale de Tete, UP de Niassa e Associação Desportiva de Macuácua. As restantes 13 equipas mantiveram-se na prova disputada ano passado.

 

Sorteio será realizado à margem da Gala de Premiação

 

O sorteio do Moçambola 2018 vai acontecer na cerimónia de premiação dos melhores do ano passado, nos prémios colectivos e individuais. Na gala, serão premiados os grandes vencedores, com destaque para a União Desportiva de Songo, campeão nacional, que vai receber um prémio de 650 mil meticais pela conquista. Na mesma, em termos de prémios colectivos, o Ferroviário de Nampula é a equipa Fair-play, ao contabilizar 40 pontos na conjugação dos 34 cartões amarelos que viu e apenas dois vermelhos, em 30 jornadas.

 

Em termos individuais, Telinho, jogador da Liga Desportiva de Maputo, será coroado o melhor marcador da prova, ao apontar 17 golos em 26 partidas realizadas, relegando ao segundo posto o jogador do Clube de Chibuto, Johane, que marcou 14 golos em 28 jogos realizados. O guarda-redes menos batido da época passada chama-se Victor, do Ferroviário de Nacala, que leva o prémio pelo segundo ano consecutivo, após sofrer 16 golos em 29 jogos, ou seja, contabilizou 0,0063 pontos, deixando para trás Gervásio, do Desportivo de Nacala, que sofreu 15 golos em 27 jogos, tendo terminando com uma média de 0,0067 pontos.

 

O melhor árbitro do Moçambola 2017 ficou para Filimão Correia ao terminar a época com uma média de 25.60 pontos ao cabo de 15 jornadas em campo, contra 25.53 pontos de Arlindo Novunga, que também fez o mesmo número de jogos.

 

A gala de premiação dos melhores de 2017 terá a transmissão televisiva em directo na Stv e Stv Notícias, quando forem 18h00, e vai contemplar ainda actividades culturais.

 

Fonte:Opais

Ferroviário de Maputo vs Maxaquene é o clássico da segunda jornada

 

A segunda jornada do torneio de futebol Top 8 Mavila Boy começa a ser jogada este domingo, com jogos a contar para a série B. E a partida de fundo é a que vai colocar frente a frente o Ferroviário de Maputo e o Costa do Sol.

 

Estas são duas equipas que vêm de resultados diferentes na primeira jornada, onde os “locomotivas” da capital perderam na estreia diante do Desportivo de Maputo por uma bola sem resposta, enquanto os “tricolores” golearam a Académica, por 4-1, com Tobias a ser o homem do jogo ao facturar dois golos.

 

É, do resto, uma partida que vai levar muitos adeptos ao campo do Costa do Sol, visto que são muitos osapoiantes das duas equipas. Aliás, sempre que se encontram, o espactáculo é de primeira e o resultado é sempre uma incógnita.

 

Embora seja uma partida de controlo, com as duas equipas ainda na pré-época, certamente que o mesmo será a feijões, uma vez que a rivalidade entre ambos é enorme e a disputa pelo título vai espevitar os jogadores dentro das quatro linhas. Uma derrota do Ferroviário de Maputo coloca a equipa fora da próxima fase e uma vitória do Maxaquene qualifica a equipa às meias-finais da prova. Um aditivo para um bom espactáculo de futebol na tarde de domingo. Este jogo inicia às 16h00.

 

Mas antes, o Desportivo de Maputo vai procurar garantir a passagem à fase seguinte, quando defrontar a Académica. Uma vitória dos “alvi-negros” ou mesmo empate é um passo grande para a passagem a fase seguinte da prova.

 

 

Fonte:Opais