Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Saela Pernica, presidente da associação para restauração do recinto: Falta de fundos inviabiliza requalificação do “Repinga”

 

 

A FALTA de um parceiro estratégico, e consequentemente de fundos, é que tem inviabilizado os projectos de requalificação do Circuito de Manutenção Física António Repinga desenhados pela associação para a restauração daquele recinto de exercícios físicos.

 

Quem o diz é Saela Pernica, presidente da associação, que tem vindo a trabalhar com o Conselho Municipal de Maputo, proprietário do circuito, com vista à requalificação daquele que foi um dos recintos de referência na manutenção física ao nível nacional.

 

Segundo Saela, o município tem um plano de restauração do recinto previsto para este ano, mas ainda não tem datas. Enquanto isso, o “Repinga” vai servindo de “parque de estacionamento”, mercado de venda de diversos produtos, abrigo de mendigos e criminosos, para além de cobras e outros répteis.

 

Aliás, enquanto o capim cresce, poças de águas vão aumentando e ramos de árvores gigantes ao redor do circuito caem, perturbando a já complicada vida dos que ainda insistem em fazer exercícios físicos no local.

 

Nós como associação temos feito a nossa parte, mas sem condições de segurança o nosso trabalho dificilmente será visível. Temos cortado o capim e ramos das árvores, além de repararmos algumas estações, mas voltámos ao ponto zero. Tudo voltou a ficar degradado. Esse é um trabalho que custa dinheiro, que muitas das vezes sai dos nossos bolsos, pois não temos parceiros. Já tivemos promessas de várias empresas, mas com a situação económica do país, à última hora recuam. Para além de requalificar o “Repinga”, queremos rentabilizar o espaço para obtermos dinheiro para a manutenção. Por agora estamos à espera do plano que o Conselho Municipal anunciou, por isso acreditámos que será desta vez que teremos o circuito novamente ao serviço do desporto”, detalhou Saela Pernica.

 

Actualmente, o Conselho Municipal, através da Vereação de Jardins e Parques, tem feito, esporadicamente, serviços mínimos, nomeadamente corte do capim e poda das árvores, mas a situação do “Repinga” continua crítica.

 

Fonte:Jornal Noticias