Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

20.Abr.17

O Dr. Joel Libombo e a Dra. Maria de Lurdes Mutola

 

Duas palavrinhas na ressaca destas eleições no Comité Olímpico de Moçambique, surpreendentemente vibrantes e empolgantes:

 

A primeira tem a ver com o facto de, a uma dada altura deste intrincado processo, o Dr. Joel Libombo ter figurado como a alternativa externa para a sucessão de Marcelino Macome, proposta que apenas ganharia vulto no caso de nenhum dos membros da direcção cessante se mostrar interessado em avançar com uma candidatura. Em alguma localidade ou lugarejo qualquer emperrou a geringonça, resultando a sua falta de lubrificação na geração da Lista B, a lista derrotada do Marítimo.

 

A segunda palavrinha tem a ver, precisamente, com esta Lista B, de onde se destacam os nomes do Dr. Joel Libombo, antigo Ministro da Juventude e Desportos, e o da Doutora Honoris Causa pela Universidade Eduardo Mondlane, a Campeã Olímpica dos 800 metros de Sydney-2000, Maria de Lurdes Mutola. Em nome de uma lógica aglutinadora, faria todo sentido um convite para que ambos integrassem a lista vencedora, até porque havendo um histórico de alianças desencontradas em razão da tal falta de lubrificação.

 

Fica a mensagem para quem a pode acolher.

 

 

Fonte:Desafio

20.Abr.17

Bene Nguenha trabalha na preparação de novos talentos do ténis

 

Responsável pelo surgimento dos ex-campeões nacionais António Bulha e Cíntia Campos, os últimos atletas nacionais a entrarem para o ranking da Federação Internacional de Ténis, entre outros valores que brilharam no país, Bene Nguenha abraçou, agora, um projecto de formação de valores na modalidade.

 

O objectivo passa por transmitir os seus conhecimentos e, num espaço de três anos, colocar os novos talentos a competirem ao nível nacional. Mais, no futuro, lança-los para a ribalta internacional, colocando, desta forma, tenistas nacionais a brilharem tal como aconteceu no passado com Laura Nhavene, antiga campeã africana de juniores.

 

Porque os sonhos comandam a vida, e prontos para dar o seu melhor e no futuro representar Moçambique em grandes competições ao nível mundial, os novos talentos dão o seu melhor a cada dia.

 

Para já, o projecto de formação de novos talentos conta com três dezenas de crianças que têm o acompanhamento de Cláudia Sumaia, actual campeã nacional, e António Sábado.

 

 

Fonte:Opais

20.Abr.17

Ferroviário avassalador no “clássico”

 

O FERROVIÁRIO passou com distinção no “clássico” frente ao rival Costa do Sol, ao vencer por 70-45. O jogo era referente à segunda jornada do Campeonato deBasquetebol da Cidade de Maputo em seniores masculinos.

 

Foram 25 pontos de diferença  que ilustram o quão a “locomotiva” está engajada na renovação do título que conquistou no ano passado. Noutras partidas, o Maxaquene cumpriu frente ao Matolinhas, vencendo por 80-40. O Desportivo aplicou “chapa-100” a Aeroporto, numa clara demonstração de força por parte dos “alvi-negros” que procuram resgatar o título que conquistaram em 2015, entretanto, derrubado no ano transacto pelo Ferroviário. O resultado final não podia ser mais esclarecedor, 105-26 para as “Águias”.

 

Na terceira jornada, disputada no sábado, o Ferroviário bateu a Universidade Pedagógica, por 74-50. O Costa do Sol redimiu-se da derrota frente aos “locomotivas”, batendo o Desportivo, por tangenciais 79-76. No jogo entre equipas do “mesmo” campeonato, o Matolinhas derrotou o Atlético por escassos quatro pontos de diferença (49-46).

 

Em femininos, o Ferroviário “A” venceu o Ferroviário “B”, por 57-56. A Politécnica bateu o Desportivo, por 57-36, e no “clássico”, o Costa do Sol suplantou o Maxaquene, por 69-47.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

20.Abr.17

Liga no difícil terreno de Quelimane!

 

O 1º DE MAIO de Quelimane recebe esta tarde (15:00 horas) a Liga Desportiva de Maputo, em jogo do acerto de calendário referente à quinta jornada Moçambola.

 

Para os “trabalhadores”, esta é uma oportunidade soberba para a fuga aos lugares de descida de divisão, enquanto para os “muçulmanos” está em questão o segundo lugar.

 

Ora vejamos: A equipa de Quelimane chega a este embate no pacato 14º lugar, com apenas cinco pontos, mais um que o Chingale, e mais dois que AD Macuácua, último classificado. Vencendo, os “operadores” podem fugir para o 12º lugar, uma posição um tanto ou quanto confortável para as suas aspirações que passam pela permanência na nata do futebol nacional.

 

Doutro lado está a Liga Desportiva, que depois de algumas tremedeiras, parece ter encontrado o caminho do sucesso. As duas vitórias consecutivas e convincentes no seu reduto ajudam a elucidar isso.

 

Os “muçulmanos” somam 12 pontos, na quarta posição, com menos dois pontos que o Ferroviário de Maputo, segundo classificado, que pode ser relegado ao terceiro posto, nas vésperas do confronto directo agendado para o fim-de-semana na Machava.

 

Uma vitória em Quelimane coloca a Liga no segundo em troca com os “locomotivas” da capital. Os “muçulmanos” podem ficar, por outro lado, a apenas um ponto do líder, UD Songo.

 

Estes atributos fazem desta partida de capital importância, não só para as duas equipas, como para o campeonato, pois pode provar muitas alterações na pauta classificativa.

 

 

Fonte:Jornal Noticias