Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

02.Jun.16

Vencedor inicia defesa do título frente ao Desportivo de Niassa

 

Os jogos da Taça da Liga BNI regressam aos relvados nacionais a partir do dia 04 de Junho. No sorteio da 2ᵃEdição, sexta-feira última, o campo do Clube de Chibuto, em Gaza, foi o indicado para acolher o jogo de abertura desta que ­­é a terceira maior prova do calendário futebolístico nacional.

 

O momento mais aguardado foi, sem dúvida, o escalonamento das equipas em grupos, saídos a partir do sorteio. Desta feita, o Ferroviário de Nacala, que no ano passado escreveu o seu nome em letras douradas na história da embrionária prova nacional, ao se tornar no primeiro vencedor da prova, inicia a defesa do título em casa, recebendo, no Campo da Bela Vista, o novato Desportivo de Niassa.

 

Entretanto, depois de a Cidade portuária de Nacala ter abrilhantado a abertura da 1ᵃ Edição, odistrito de Chibuto acolher­á a cerimónia central de abertura desta nesta segunda edição, com os imperadores de Gaza a receberem, na tarde do sábado do dia 4 de Junho, o outro estreante da prova, o Estrela Vermelha de Maputo.

 

 

Fonte:Desafio

02.Jun.16

Eleição na FMP será a 9 de Julho

 

A eleição dos novos corpos gerentes da Federação Moçambicana de Patinagem (FMP) para o quadriénio 2016/20 terá lugar, em princípio, no próximo dia 9 de Julho, de acordo com a decisão tomada sábado pelos oito membros fundadores.

 

Em Assembleia Geral Extraordinária, realizada sábado nas instalações do Complexo Desportivo do Zimpeto, ficou aprovada a alteração dos estatutos abrindo de espaço para as associações e núcleos terem voz, tal como explicou ao desafio Lucas Chachine presidente da Mesa da Assembleia Geral da FMP.

 

Foi num processo demorado – cerca de quatro horas – e à porta fechada que se decidiu igualmente pela alteração para que o voto passe a ser secreto e não aberto como vinha acontecendo.

 

Associações e núcleos ganham poder de voto

 

Mas a principal decisão foi mesmo a abertura para atribuição de poder de votos aos núcleos provinciais (Nampula e Quelimane) e a Associação de Patinagem da Cidade de Maputo.

 

Esta decisão vai ao encontro da lei do desporto que não permite que as federações sejam eleitas por votos individuais, no entanto não será ainda nesta fase que os oito membros fundadores (Nicolau Manjate, Sidique Aly, António Laice, Santos dos Santos, Gilberto Fruzamo, Pedro Tivane, Hugo de Sousa (filho do candidato Carlos de Sousa) e Maria José – já foram 10 antes das mortes de Cândido Coelho e Haridas Kuchalds – que até esta altura tem poder de voto.

 

Com a eleição dos novos corpos gerentes ainda por se fazer o mandato de três meses da comissão de gestão liderada por Carlos Laice – integra ainda Abel Mondlane, Maria José, Nicolau Manjate e Carlos de Sousa – prolonga-se para cerca de cinco meses, pois mesmo após a eleição há um período para a tomada de posse.

 

 

Fonte:Desafio