Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

30.Nov.15

DIRECTOR-GERAL DO INADE, NO ENCARRAMENTO DO CURSO DE MEDICINA DESPORTIVA: Estamos satisfeitos e orgulhosos

 

O DIRECTOR-GERAL do Instituto Nacional do Desporto (INADE), António Munguambe, deixou rasgados elogios aos 41 cursantes no encerramento ontem, em Maputo, do curso de Medicina Desportiva.

 

O relatório que recebi em relação ao vosso rendimento é muito bom. Fiquei com a sensação de que fomos de encontro com as vossas expectativas. Isso deixa-nos orgulhosos e satisfeitos”, disse.

 

Afirmou que as notas obtidas pelos participantes deixaram muitas boas indicações. “Pelas vossas perfomances todos tiveram um bom aproveitamento. Mas também é preciso reconhecer o trabalho dos formadores, porque sem eles não teríamos atingido tão bom nível qualitativo”, considerou.

 

Para um futuro a curto prazo, o director-geral do INADE deixou dois desafios aos cursantes. “Nós temos o Programa de Medicina Desportiva. Gostaríamos que cada um de vocês desse o seu contributo. Não é concebível que haja atletas de selecções que nunca tenham passado por uma inspecção médica. Se isso acontece é porque o sistema falhou. Não há sensibilidade dos clubes, nem das federações, porque jamais teriam os inscrito. Temos de ganhar essa cultura. Conto com vocês. É verdade que os meios que temos são poucos, mas é só usarmos de forma racional”, comentou, ajuntado que é preciso fazer uso da capacidade instalada.

 

O segundo desafio colocado por Munguambe é a criação de uma associação de massagistas. “É necessário que criem uma associação e nós anunciamos desde já a nossa pré-disposição para colaborar”, disse para em seguida explicar que a criação de uma associação irá permitir uma maior interacção a todo momento a nível nacional.

 

Refira-se que participaram no curso pessoas ligadas à área vindas das províncias de Manica, Nampula, Gaza, sendo que a maioria é da cidade Maputo. Participaram ainda dois cursantes cubanos.

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

Couana é novo presidente da LMF

 

ANANIAS Couana foi eleito, ontem, novo presidente da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), num escrutínio renhido no qual teve como único adversário Carlos de Sousa (Cazé), a quem derrotou por 8-6.

 

Está encontrado o sucessor de Alberto Simango Jr., actual presidente da Federação Moçambicana de Futebol. 

 

integrava a lista “A”, uma candidatura da continuidade que suplantou a de ruptura, encabeçada por Carlos de Sousa, na lista “B”.

 

Numa eleição transparente, livre e justa, segundo a opinião de todos os nossos entrevistados, Couana teve que esperar o último voto para sair da urna para se sagrar vencedor. A contagem dos votos teve muitas voltas com Couana a arrancar com uma vantagem de 3-0, para de seguida Cazé dar cambalhota para 4-3. Couana foi a tempo de fazer o 4-4, mas logo a seguir Cazé colocou tudo em 6-4, portanto, estavam já contabilizados 10 votos, faltando apenas quatro, todos que foram a favor de Couana, que fixou o resultado final em 8-6.

 

As eleições foram dirigidas por uma Comissão Eleitoral independente constituída por uma equipa destacada pela Ordem dos Advogados.

 

No seu manifesto eleitoral, o novo dirigente da LMF prioriza o aumento de número de equipas no Moçambola de 14 para 16, a verdade desportiva, a constituição de uma Comissão de Arbitragem, o incremento do apoio aos clubes, a constituição destes em Sociedades Anonimas Desportivas (SADs), o melhoramento da qualidade das transmissões televisivas, a introdução de publicidades luminosas nalguns campos, entre outros aspectos.

 

Couana fez parte do elenco na altura liderado por Alberto Simango Jr. por oito anos, tendo sido vogal, vice-presidente e presidente do Conselho Fiscal. Até à sua eleição, exercia as funções de secretário da Direcção Executiva-Interina.

 

Sócio do Costa do Sol, clube no qual já fez parte da Direcção, Couana é formado em Administração e Gestão, sendo actualmente quadro do Conselho Municipal de Maputo.

 

EIS NOVO ELENCO DA LMF

 

ASSEMBLEIA-GERAL

 

Moisés Mabunda (Presidente), Amós Mahanjane (Vice) e Sheila Gonçalves (Secretária).

 

DIRECÇÃO

 

Ananias Couana (Presidente), Arlindo Langa (Vice para Finanças), Augusto Pombuana (Vice para Alta Competição), Zofimo Muiane (Vice para Marketing e Imagem) e Suzana Laice (Secretária).

 

CONSELHO FISCAL

 

Rogério Nkomo (Presidente), Alberto Mabjaia (Vice), Calvino Tobela (Vogal), Miguel Mausse (Vogal) e Martinho Manhiça (Vogal).

 

CONSELHO JURISDICIONAL

 

Edgar Cossa (Presidente), Arnaldo Meque (Vice), Victor Miguel (Vogal), Mariano Guefate (Vogal) e Alexandre Rosa (Vogal).

 

CONSELHO DE DISCIPLINA

 

Filipe Mapangane (Presidente), Sérgio da Silva (Vice), Mário Mambo (Vogal) e Agnaldo Mandlate (Vogal).

 

COMISSÃO DE ÁRBITROS

 

Francisco Machel (Presidente), Mateus Infante (Vice), Alberto Mazivila (Vogal) e Luís Cambula (Vogal).

 

ANANIAS COUANA, CANDIDATO VENCEDOR: GANHOU O FUTEBOL!

 

O NOSSO futebol, com a eleição desta lista para a Direcção da Liga, saiu a ganhar. O nosso lema é: ‘Qualidade e Verdade Desportiva’. Mas agora é tempo de comemorar, para depois descansarmos. Na segunda-feira começa o trabalho. Queremos melhorar vários aspectos e, para o efeito, teremos de sentar e discutir com todos os actores. Em relação às 16 equipas no Moçambola, primeiro teremos de colocar isso em Assembleia-Geral, creio que extraordinária. Se os associados concordarem, consoante a disponibilidade de fundos, iremos avançar. Agora o nosso manifesto é um programa, por isso temos de começar a trabalhar. Em relação ao candidato doutra lista, tenho de realçar que não há perdedor, a sua candidatura deixou-nos mais fortes”, vincou, antes de agradecer a todos quanto apoiaram a sua candidatura, incluindo a comunicação social.

 

CARLOS DE SOUSA (CAZÉ), CANDIDATO DERROTADO

 

Parabéns ao elenco vencedor

 

 

NÃO tenho muito a dizer neste momento, mas queria dar os meus parabéns ao candidato vencedor. Espero que leve a bom porto o nosso futebol, e que tenha muitos sucessos na Direcção da Liga Moçambicana de Futebol. O processo eleitoral penso que foi justo e transparente. Obrigado”, disse Carlos de Sousa, momentos depois de se anunciar os resultados eleitorais.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

Começa votação do atleta popular

governo.jpeg

 

A VOTAÇÃO do atleta popular do ano de 2015, cuja gala terá lugar a 10 de Dezembro próximo, em Maputo, inicia hoje, depois de ter terminado a indicação dos concorrentes pelas respectivas federações nacionais.

 

Para esta categoria, destaque para a indicação de nomes como Elias Pelembe (Dominguez), de futebol, Pio Matos, de basquetebol, Edmilsa Governo, do atletismo adaptado, Edson Madeira, do Judo, Délcio Soares, do vólei de praia, e Lourenço Cossa, do boxe.

 

Todos estes atletas deverão ser votados por via de SMS, segundo as indicações contidas no quadro abaixo.

 

Foram também indicados os atletas que concorrem para as outras categorias, sendo de destacar a de melhor atleta do ano, cuja nomeação será feita através de um júri especializado para o efeito.

 

 

jacira.jpg

 

Para atleta feminino do atleta há a destacar os nomes de Edmilsa Governo, Deolinda Ngulela, do basquetebol, Rady Granane, do boxe, Gessica Stagno, da natação, que ao longo do ano foram amealhando títulos em várias frentes nas duas modalidades.

 

Eis a lista dos concorrentes a melhores atletas do ano em várias categorias:

 

JOVEM REVELAÇÃO: Denise das Divídas (atletismo adaptado), Ayrton Saquir (judo), Liocádia Manhiça (vólei de praia), Chelsia Catarina (atletismo), Deisy Nhaquile (vela), Joaquim Manhique (canoagem) e Luís Moreira de Jesus (karaté).

 

ATLETA DO ANO EM FEMININOS:Jacira Ferreira (judo), Sátira Chongo (vólei de praia), Edmilsa Governo (atletismo Adaptado), Rady Gramane (boxe), Deisy Nhaquile (vela), Gessica Stagno (natação), Deolinda Ngulela (basquetebol) e Acia Amade (karaté).

 

 

ATLETA DO ANO EM MASCULINOS:Hilário Chavela (atletismo paralímpico), Yannick Martins (judo), Carlos Acácio (vólei de praia), António Weng (karaté), Kurt Couto (atletismo), Pio Augusto Matos (basquetebol), Paulo Jorge (boxe), Nordino Mussá (canoagem), Diogo Sanches (vela), Vítor Chimene (canoagem) e Igor Mogne (natação).

 

TREINADOR DO ANO:Bernardo Matsimbe (basquetebol), Muquilina Soares (karaté), Ivans Chauque (judo), Pinho Manda (vólei de praia), Lucas Sinoia (boxe), Cesar Sanches (vela), Vítor Chimene (canoagem), Francisco Faquir (atletismo Adaptado) e Carlos Manuel “Caló” (futebol).

 

ATLETA PARALÍMPICO: Denise das Divídas,  Edmilsa Governo  e Hilário Chavela.

 

ATLETA POPULAR: Elias Pelembe “Dominguez” (futebol), Pio Matos Júnior (basquetebol), Edson Madeira (judo), Délcio Soares (vólei de praia), Edmilsa Governo (atletismo adaptado) e Lourenço Cossa (boxe).

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

Começa demolição do “25 de Setembro”

 

A ROYAL Plastics Construction, uma empresa privada que foi cedida o Estádio 25 de Setembro pelo Conselho Municipal da Cidade de Nampula, em troca da construção de um outro novo na zona suburbana de Muahivire-Expansão, iniciou já com a demolição daquele que é o maior recinto desportivo da zona norte, para dar lugar a edificação de um complexo comercial.

 

Faizal Ibramugy, do Gabinete do Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Nampula, disse à nossa Reportagem que a destruição do “25 de Setembro” está a acontecer depois de todas as formalidades contratuais relativas à cedência da infra-estrutura terem sido cumpridas por parte da empresa Royal Plastics Construction.

 

“Com um outro memorando que se assinou, nós exigimos que a empresa não podia demolir o Estádio 25 de Setembro sem que acabasse com a construção do novo estádio municipal que igualmente reunisse as condições exigidas de um recinto desportivo daquela dimensão. E porque a empresa cumpriu essa exigência, recebemos o novo estádio municipal e em troca entregamos ou trespassamos à Royal Plastics Construtction o ‘25 de Setembro’”, explicou Faizal Ibarmugy.

 

Num outro desenvolvimento, o entrevistado referiu ainda o facto de a Royal Plastics Construtction estar a garantir a manutenção do novo estádio municipal, no âmbito do cumprimento dos compromissos contratuais.

 

A cedência daquela infra-estrutura, feita na altura em que o município de Nampula era presidido por Castro Namuaca, provocou uma onda de indignação e protestos por parte dos agentes desportivos da província de Nampula, que acham que o estádio deveria ser conservado em benefício do desenvolvimento das actividades desportivas.

 

Até agora ninguém na cidade de Nampula acredita o que está a acontecer e nem percebe como é que terá sido possível “matar” o estádio, cuja “morte” deixa também sem alternativas, em termos de desenvolvimento desportivo, alguns clubes que usavam-no, por exemplo, para treinos e competições, aulas de educação física, no caso da Escola Secundária de Nampula.

 

Antes da concretização da destruição da infra-estrutura, associações desportivas, nomeadamente as associações Provincial de Futebol, Atletismo, Boxe e Basquetebol, juntaram-se ao movimento de descontentamento e protesto face à decisão da edilidade de ceder aquele estádio que sempre representou o simbolismo histórico além de ser um santuário de realizações diversas, com destaque para as de carácter desportivo, político, cultural e religioso, à Royal Plastics Construction.

 

O novo estádio municipal, denominado por Estádio Municipal Muhala, situa-se a sensivelmente sete quilómetros da cidade de Nampula. É um empreendimento que comporta um campo de futebol, uma pista de atletismo e um gimnodesportivo para a modalidade de salão.

 

Mouzinho de Albuquerque

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

STÉLIO GONÇALVES, FER. NACALA: GANHOU QUEM REUNIU CONSENSO

 

PARA o Ferroviário de Nacala ganhou o candidato que mais consenso reuniu entre os clubes com direito a voto. É um candidato experiente e com muitos anos na Liga.

 

Pensamos que será fácil para ele resolver os problemas que enfermam o nosso Moçambola e não só. Quer, por exemplo, aumentar o número de equipas no Moçambola, o que é positivo, porque irá conferir mais rodagem aos nossos jogadores, que neste momento têm jogado muito pouco durante o ano”, realçou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

MOHAMED MUNIR, DESPORTIVO DE NACALA: QUE CUMPRA COM AS PROMESSAS

 

A ELEIÇÃO já faz parte do passado, agora queremos que o candidato vencedor cumpra com as suas promessas eleitorais.

 

Pretendemos que aumente o número de equipas para 16, porque só assim a competitividade irá aumentar, uma vez que teremos um calendário mais largo.

 

É nossa pretensão ver o alojamento melhorado nalguns pontos do país, para além da verdade desportiva. É nosso desejo que tenhamos um vencedor dos jogos por mérito, com árbitros isentos”, disse.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

JUNEID LALGY, CHIBUTO: VENCEDOR DEVE MORALIZAR A PROVA

 

ANTES de mais, os meus parabéns ao presidente eleito. Penso que a eleição reflecte aquilo que é a vontade dos associados neste momento. Agora resta o trabalho, os problemas do nosso futebol estão identificados. O nosso apelo é que se melhore o nosso futebol, bem como a imagem da própria Liga Moçambicana de Futebol. Queremos que o vencedor moralize o nosso Moçambola, que nos últimos anos perdeu a sua moral e ética como prova desportiva devido às inverdades desportivas reinantes”, exortou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

AMOSSE CHICUALACUALA, COSTA DO SOL: FOI UM PROCESSO LIVRE E TRANSPARENTE

 

PARA nós, Costa do Sol, o processo foi transparente, livre e justo. Não há razões de contestação, ganhou o candidato que os clubes preferiram, cujo programa espelha aquilo que ele anseiam. Temos de olhar para frente e começarmos a trabalhar para que o nosso futebol vá avante”, disse Chicualacuala, que promete um Costa do Sol transfigurado e ambicioso em 2016.

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

ACOMO KING, ENH: ESPERAMOS QUE HAJA MELHORIAS

 

A ELEIÇÃO de Ananias Couana é para nós muito bem-vinda. Foi um processo renhido, no qual não foi fácil se encontrar o vencedor.

 

Com a eleição desta lista esperamos melhorias no nosso futebol. Estamos confiantes, pois este é um elenco da continuidade, sendo que nos anos anteriores demonstrou trabalho e apoiou bastante os clubes. As promessas têm de ser cumpridas”, apelou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Nov.15

Clubes esperam melhorias no Moçambola

 

OS clubes ouvidos pelo “Notícias” à margem das eleições na Liga Moçambicana de Futebol (LMF), que culminaram com a eleição de Ananias Couana para presidente do órgão, afirmam que esperam melhorias aos vários níveis na gestão do Moçambola e apelam para que o vencedor cumpra com as suas promessas eleitorais e avance para as 16 equipas no Moçambola, o seu “cavalo de batalha” durante a campanha, pois irá conferir mais rodagem aos atletas.

 

Os clubes destacam ainda um processo eleitoral transparente, livre e justo, conduzido pela Ordem dos Advogados e que culminou com a vitória apertada de Couana sobre Carlos de Sousa (Cazé) por 8-6. Os associados apelam ainda a verdade desportiva, numa altura em que, segundo eles, o Moçambola está a perder ética por causa da viciação de resultados.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Pág. 1/10