Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

RESULTADOS CLASSIFICAÇÃO ACTUAL

ENH-Fer. Quelimane                                       (2-1)

Costa do Sol-Desportivo de Maputo               (2-1)

Fer. Beira-Desportivo de Nacala                      (3-0)

Maxquene-Fer. Nampula                                (0-0)

1.º de Maio-HCB                                            (2-2)

Fer. Maputo-Chibuto                                      (1-1)

Fer. Nacala-Liga                                              (3-1)

 

                                               J           V          E          D          B         P

 

1º MAXAQUENE                  11        7          2          2          10-3    23

2.° Liga Desportiva                 11        5          4          2          11-5     19

3.° Fer. Nacala                        11        6          1          4          12-7     19

4.° Costa do Sol                      11        5          3          3          11-7     18

5º  Fer. Maputo                       11        4          4          3          12-7     16

6.° Fer. Nampula                     11        4          3          4          8-6       15

7.º  Desp. Nacala                     11        4          3          4          8-14     15

8.º Fer. Beira                          11        4          2          5          10-10   14

9.° HCB                                  11        4          2          5          8-9       14

10.° 1.° de Maio                      11        3          4          3          7-8       14

11.° ENH                                11        3          3          5          9-15     12

12.º Desportivo                       11        3          3          5          5-10     12

13.º Chibuto                            11        2          4          5          7-7       10

14.° Fer. Quelimane                11        2          3          6          4-10     9

 

Próxima jornada: ENH-HCB, Desp. Maputo-1º de Maio, Desp. Nacala-Costa do Sol, Chibuto-Fer. Beira, Liga Desportiva-Fer. Maputo, Fer. Nampula-Fer. Nacala e Fer. Quelimane-Maxaquene.

 

Fonte:Jornal Noticias

MAXAQUENE, 0 - FER. NAMPULA, 0: Maldita paragem…

MAXA.png

 

MALDITA paragem”, é o que muitos adeptos do Maxaquene terão dito no final do encontro com o Ferroviário de Nampula, cujo resultado foi uma igualdade sem abertura de golos. É que o regresso do líder à maior prova futebolística nacional, após a interrupção para dar lugar a compromisso dos “Mambas” na COSAFA, não foi positivo.

 

É verdade que o domínio pertenceu ao Maxaquene,  mas o grande problema é que não sabia muito bem o que fazer com a bola. Circulava-a de forma muito lenta e denunciada. E nas vezes que tinha espaço para criar apuros errava no último passe. Só por uma vez, através de um rasgo de Luckaman, é que os “tricolores” estiveram perto de inaugurar o marcador.

 

O nigeriano arrancou disparado pelo flanco esquerdo e já com Pinto pela frente rematou à figura deste. A opção não foi a melhor, visto que tinha Rachide e Isac na zona central e em melhores condições de bater Pinto.  Foi o melhor que se viu dos comandados de Chiquinho Conde aos 37 minutos. Teriam de fazer muito mais na segunda parte se quisessem ganhar.

 

A verdade é que o Ferroviário de Nampula atacou e criou alguns problemas à defesa dos “tricolores”, como foi o caso do livre apontado por Daudo na sequência de um livre directo mesmo em cima da linha da grande área. Daudo rematou forte,  mas Okhan meteu o pé à bola e evitou males maiores. Do outro lado foi Pinto, em voou, a impedir que, de cabeça, Okhan abrisse o marcador.

 

Daí para a frente deu mais Maxaquene, pelo menos em termos de posse de bola, porque não conseguiu furar aquela bem organizada defesa “locomotiva”.

 

Foi de bola parada e na sequência de um canto magistralmente apontado por Michael que levou o esférico a fazer uma arco e passar muito próximo do segundo poste.  

 

Os “tricolores” estavam balançados para o ataque e numa jogada de contra-ataque Vivaldo quase colocava os visitantes em vantagem, valendo a defesa de  Simplex, a salvar o Maxaquene de uma derrota caseira.

 

O árbitro Paiva Dias cometeu alguns erros técnicos, mas não teve influência no resultado.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Paiva Dias, auxiliado por Zacarias Baloi e Cláudio Macamo. Quarto árbitro: Simões Guambe.

 

MAXAQUENE: Simplex;  Zabula, Butana e Nito; Whisky, Okhan (Michael), Moniz (Fachy), Mayunda e Rachide; Isac e Lukam.

 

FER. NAMPULA: Pinto; Foster, Ernest, (Gervásio), Dondo e Samito; Calanga, Hipo, Paiva e Daudo; Skaba (Calton) e Vivaldo.

 

DISCIPLINA: “Amarelos” para Butana, Whisky, Ernest e Calton.

 

IVO TAVARES

 

Fonte:Jornal Noticias

Comandante travado!

isac1.jpg

 

O LÍDER do Moçambola, Maxaquene, não foi para além de um nulo na tarde de ontem na recepção ao Ferroviário de Nampula em jogo da 11.ª jornada do certame.

 

Mesmo com o nulo, os “tricolores” continuarão na liderança da prova, independentemente do que acontecer nos jogos de hoje, dado que somam 23 pontos, mais quatro que o segundo classificado, a Liga Desportiva de Maputo.

 

O nulo deixa o Ferroviário de Nampula em sétimo lugar, com 15 pontos e com a possibilidade de ser alcançado pelo Desportivo de Maputo, que hoje defronta o Costa do Sol. No “Chiveve” o Ferroviário da Beira recebeu e goleou o Desportivo de Nacala por 3-0, passando para o oitavo lugar, agora com 14 pontos.

 

O 1.º de Maio de Quelimane empatou a duas bolas na recepção ao HCB. O resultado deixa as duas formações com 14 pontos, no nono e 10.º lugares, respectivamente. A 11.ª jornada continua hoje, com o destaque para o Costa do Sol-Desportivo de Maputo. Outros jogos são Ferroviário de Maputo-Chibuto e Ferroviário de Nacala-Liga Desportiva de Maputo.

 

Fonte:Jornal Noticias

FER. BEIRA, 3 – DESPORTIVO DE NACALA, 0: Será desta?

BEIRA.png

 

o FERROVIÁRIO da Beira apresentou-se ontem algo transfigurado do ponto de vista técnico, talvez em consequência da nova filosofia do “mister” Wedson Nyirenda.

 

Do primeiro ao último minuto o Ferroviário foi mais equipa em campo diante de um Desportivo de Nacala sem argumentos para contrariar as investidas dos donos da casa.

 

Foi logo no primeiro minuto que o Ferroviário chegou ao primeiro golo por intermédio de Gildo, num lance resultante de um livre. Este foi o resultado da entrada de rompante da turma da casa.

 

Com o golo madrugador pensava-se que a turma de Nacala iria acordar, mas foi o Ferroviário que carregou no acelerador, aliás, durante os primeiros 15 minutos do jogo o campo estava inclinado para a baliza do Desportivo de Nacala.

 

A partir do minuto 20 a turma nortenha tentou equilibrar os pratos na balança, chegando com algum perigo à baliza contrária, mas estava realmente perante um Ferroviário bem estruturado e mecanizado em todos os aspectos.

 

Os “pupilos” de Wedson Nyirenda voltaram a estar na mó de cima, explanando o seu futebol diante de um Desportivo de Nacala apático e sem argumentos.

 

Com essa maneira de jogar a turma da casa chegou ao segundo golo aos 35 minutos, por intermédio de Mário, num lance que partiu do lado direito. Gildo “roubou” a bola ao seu adversário, galgou terreno e serviu Mário, que rematou a contar. Estava feito o 2-0, para o gáudio do público beirense, que acorreu em massa ao campo do Ferroviário da Beira.Com este resultado se foi ao intervalo.

 

No reatamento, apareceu mais o Ferroviário com oportunidades claras de golo, mas os seus atacantes não conseguiam concretizar no momento da verdade. A turma de Nacala passou quase toda a segunda parte a defender, pois estava efectivamente desnorteada.

 

O terceiro golo surge aos 78 minutos do jogo, por intermédio do recém-entrado Jacob, resultante de um pontapé de canto cobrado pelo internacional Gildo. Daí para a frente ficou-se a gerir o tempo até ao apito final.

 

A equipa de arbitragem merece nota positiva.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: Mário Tembe, coadjuvado por Celio Mugabe e José Baloi

 

FERROVIÁRIO DA BEIRA: Willard; Elisio, Cufa, Mambucho, Edson, Reinildo (Jacob), Paito, Fabrice, Gildo (Amilton), Mário e Nelito (Maninho).

 

DESPORTIVO DE NACALA: Valério; Idrissa, Samito, Joha, Kikito, Mister (Faizal), Ramudua (Djuma), Coutinho (Tony), Maninho, Henrique e Udilo.

 

Acção disciplinar: amarelo para Idrissa, do Desportivo de Nacala.

 

Reinildo, do Ferroviário da Beira, tenta “roubar” o esférico a um adversário (A. Gombe)

 

LAITON SIFA

 

Fonte:Jornal Noticias

JOGOS DE HOJE: CAMPO DO COSTA DO SOL

transferir.jpg

 

15.00h – Costa do Sol-Desportivo de Maputo

 

ÁRBITRO: Aníbal António, auxiliado por Abibo Adinane e Carlos Mussane. Quarto árbitro: Justino Zandamela.

 

ESTÁDIO DA MACHAVA

 

15.00h – Ferroviário de Maputo-Clube de Chibuto

 

ÁRBITRO: Samuel Chirindza, auxiliado por Gimo Patrício e Dias Sigauque. Quarto árbitro: António Munguambe.

 

CAMPO DA BELA VISTA

 

15.00h – Ferroviário de Nacala-Liga Desportiva de Maputo

 

ÁRBITRO: Sérgio Rumbane, auxiliado por Baltazar Nhacume e Carlos Manuel. Quarto árbitro: Abacar Ramadane.

 

Fonte:Jornal Noticias

CD penaliza equipas, dirigentes e jogadores

O CONSELHO de Disciplina da Associação Provincial de Futebol de Nampula (CDAPFN) decidiu penalizar com derrota a equipa do Angoche Clube de Desportos no jogo que efectuou e venceu o Benfica de Monapo, e mandou repetir o jogo entre o Benfica de Monapo e o Clube de Desportos de Onhipitti, devido aos distúrbios registados que forçaram a interrupção das duas partidas que contavam, respectivamente, para a sexta e oitava jornadas da primeira volta do “Nampulense”.

 

O Angoche Clube de Desportos, para além de averbar uma derrota no jogo que não chegou ao fim com a equipa do Benfica do Monapo, deverá pagar uma multa de 15.000,00 meticais, tendo o respectivo delegado sido punido com 45 dias de suspensão. O capitão dos angocheanos foi suspenso por quatro jogos. A equipa de Angoche vai realizar dois jogos à porta fechada.

 

No que diz respeito ao Clube de Desportos de Onhipitti, o Conselho de Disciplina da APFN, para além de mandar repetir o jogo com o Benfica de Monapo que vencia aos 45 minutos da primeira parte por uma bola a zero, fica responsabilizado ainda pelas despesas do jogo anterior relativas à sua organização.

 

Ainda no acórdão número dois, o Conselho de Disciplina daquele organismo que tutela o futebol nampulense decidiu aplicar a pena de suspensão a três jogadores da equipa da Ilha de Moçambique que variam de dois a um jogo.

 

Em relação ao árbitro desta partida, o Conselho de Disciplina recomenda à Comissão Provincial de Árbitros de Futebol (COPAF) local para punir exemplarmente o juiz em causa, valendo-se do artigo 13, número dois, do Regulamento de Disciplina da FMF, pelos prejuízos causados.

 

Estas medidas beneficiam de algum modo o Benfica do Monapo que passou a liderar a prova com 15 pontos em cinco jogos realizados, contra 12 da Liga Desportiva da mesma vila autárquica, mas que efectuou sete partidas.

 

O Angoche Clube de Desportos é terceiro com 10 pontos, seguido pelo Benfica de Nampula com nove, Sporting também da capital provincial que vive uma intensa crise directiva, com seis, os mesmos pontos das equipas de Onhipitti e da Associação Desportiva de Nacala. Nos dois últimos lugares estão as turmas da Transalte de Nacala-à-Velha e Casa Issufo FC, ambas com quatro pontos.

 

A prova prossegue próximo sábado, dia 6 de Junho, depois de cumprida uma semana de interregno, com os jogos Sporting de Nampula-Angoche Clube de Desportos, Associação Desportiva de Nacala-Transalte de Nacala-à-Velha e Benfica de Monapo-Sporting de Monapo, todos a contar para a décima jornada do campeonato.

 

Fonte:Jornal Noticias

Malhangalene líder isolado

 

 

malha.jpeg

 

MALHANGALENE contínua imparável rumo à conquista do título do Torneio de Abertura de Andebol Sénior Feminino ao alcançar a terceira vitória consecutiva. Desta vez a vítima foi o Costa do Sol (29-16) em partida da terceira jornada. Desta forma, a equipa de Malhangalene é líder destacado, com nove pontos.

 

No jogo mais equilibrado da ronda e até algo surpreendente, Maxaquene e Sansão Muthemba empataram a 24 golos. Os “tricolores” defraudaram as expectativas e comprometeram seriamente a luta pela conquista do troféu.

Em seniores femininos, o Matchedje bateu o rival Maxaquene por 29-26.

 

Fonte:Jornal Noticias

Nkutumula abre 1.ª fase dos “Futures”

sb.jpg

 

O MINISTRO da Juventude e Desporto, Alberto Nkutumula, procedeu ontem, segunda-feira, 1 de Junho, à abertura dos jogos da 1.ª fase dos “Futures”, a componente profissional do Standard Bank Open, que decorre desde o dia 23 de Maio no Clube de Ténis de Maputo e que, pela primeira vez, conta com a chancela da Federação Internacional de Ténis (ITF).

 

Na ocasião, Alberto Nkutumula referiu que o facto de esta competição constar do calendário oficial da ITF “coloca Moçambique na rota mundial desta modalidade, para além de constituir uma oportunidade para os tenistas nacionais interagirem e jogarem com atletas de outros países”.

 

O reconhecimento da ITF revela que este organismo acredita que Moçambique tem capacidade para organizar um torneio deste nível. É bom para os atletas e o ténis nacional, pois sai a ganhar”, considerou o Ministro que aproveitou a oportunidade para endereçar mensagens de encorajamento e apoio aos tenistas nacionais que participam na prova.


Para Chuma Nwokocha, administrador delegado do Standard Bank, esta edição marca uma nova era da prova, uma vez que “o primeiro grande objectivo, a sua profissionalização, foi alcançado com a sua introdução no calendário da ITF, o que significa que os pontos amealhados pelos atletas contam para a sua participação em qualquer prova a nível mundial”.

 

Os “Futures” decorrerão, sucessivamente, de 1 a 7 e de 8 a 14 de Junho, sendo que, devido ao facto de fazerem parte do calendário oficial das provas Pro Circuit, dão pontos que permitem que os atletas participem em qualquer prova internacional de ténis, em qualquer parte do mundo.

 

Entretanto, as provas dos “Futures” foram antecedidas por jogos de qualificação, que decorreram durante o fim-de-semana, nos quais participaram 32 tenistas, sendo cinco nacionais e 27 estrangeiros.

 

Assim, qualificaram-se para esta fase oito (8) atletas, nomeadamente Hassan Ndayishimiye (Burundi), Luís Brito (Brasil), Louis Pretorius (África do Sul), Ian Fligler (Argentina), William Bushamuka (Estados Unidos da América), Stefan Vujic (Austrália), Niclas Genovese (Suiça) e Tomas Gerini (Argentina).

 

Os tenistas nacionais Bruno Figueiredo, Armindo Júnior Nhavene, Miguel Gonçalves, Calvin Maposse e António Sábado não conseguiram qualificar-se para o quadro principal, no qual o nosso país estará representado por três tenistas, nomeadamente Feliciano dos Santos, Josefa Simão e Isac Jorge que defrontam na primeira ronda Jeremy Beale (Austrália), Loyd Seal (África do Sul) e Luís Brito (Brasil), respectivamente.

 

Fonte:Jornal Noticias

Anfitriã estreia-se diante da campeã Gaza no andebol

JOGOS.gif

 

A EQUIPA de andebol feminina da província de Cabo Delgado, anfitriã da edição deste ano do Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares Pemba-2015, jogará na sua estreia diante da formação de Gaza, campeã no evento anterior – Tete 2013 –, ditou o sorteio realizado sábado.

 

Será uma estreia difícil para as meninas do andebol de Cabo Delgado que, no entanto, terão o público do seu lado para vencerem as campeãs.

 

De acordo com o sorteio, a vencedora da edição 2013, a cidade de Maputo, estreia-se no futebol e basquetebol masculino e feminino, modalidades em que têm ocupado regularmente os lugares de pódio, diante das províncias de Inhambane e Manica.

 

Eis os jogos da 1.ª jornada

 

ANDEBOL

 

Série A: Nampula-Tete, Gaza-Cabo Delgado e Nampula-Gaza

Série B: Inhambane-Zambézia e Maputo Cidade-Manica

Maputo-província fica de fora.

 

BASQUETEBOL

 

Série A: Nampula-Sofala, Cabo Delgado-Niassa e Gaza-Tete

Série B: Maputo-província-Zambézia e Manica-Maputo-cidade

Inhambane fica de fora.

 

FUTEBOL

 

Série A: Tete-Niassa, Sofala-Nampula e Cabo Delgado-Gaza

Série B: Inhambane-Manica e Maputo-província-Zambézia

Maputo-cidade fica de fora.

 

GINÁSTICA

 

Série A: Cabo Delgado-Gaza, Nampula-Tete e Niassa-Sofala

Série B: Zambézia-Manica e Maputo-província-Inhambane

Maputo Cidade fica de fora.

 

VOLEIBOL

 

Série A: Cabo Delgado-Nampula, Niassa-Tete e Sofala-Gaza

Série B: Maputo-província-Inhambane e Maputo-cidade-Manica

Zambézia fica de fora.

 

XADREZ

 

Série A: Tete-Gaza, Cabo Delgado-Sofala e Niassa-Nampula

Série B: Manica-Maputo-província e Zambézia-Inhambane

Maputo Cidade fica de fora.

 

Fonte:Jornal Noticias