Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Desportivo e Têxtil em vantagem

O DESPORTIVO de Maputo e o Têxtil do Púnguè foram as únicas equipas que venceram, na tarde de ontem, os encontros da primeira “mão” dos oitavos-de-final da Taça de Moçambique/mcel, por isso estão em vantagem para os derradeiros embates.



 

Os “alvi-negros” bateram o Incomáti, em Maputo, por 2-1, enquanto os “fabris” da Manga derrotaram o Ferroviário de Nampula, por uma bola sem concorrência.Os outros restantes dois embates terminaram empatados. O Ferroviário de Maputo recebeu, no Estádio da Machava, e igualou a um tento com o seu homónimo da Beira. O Desportivo de Tete, por sua vez, não foi para além do 0-0 na recepção ao Clube do Chibuto.



 

Com estes desfechos, adivinha-se uma segunda “mão” bastante renhida, mesmo para as equipas que estão em vantagem, uma vez no terreno alheio outro galo poderá cantar.



Fonte:Jornal Noticias

Delegações chegam hoje

 

 

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol, em seniores femininos, já mexe com a capital do país. Depois de a Selecção Nacional ter desembarcado, quinta-feira, ida de Cuba, onde efectuou o estágio de um mês e nove jogos pelo meio (também nove derrotas), hoje chegam os restantes participantes da prova, à excepção do Senegal que já está em Maputo desde ontem.



Dados facultados pelo presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, Francisco Mabjaia, por sinal dirigente do Comité Organizador do Afrobasket, indicam que, à excepção do Senegal, todas as selecções chegam hoje a Maputo para tomarem parte desta festa de basquetebol.



A mesma fonte garantiu ainda que os árbitros também são esperados hoje, sendo que Artur Bandeira será o homem do apito que irá acompanhar a Selecção Nacional. Ontem, avançou Mabjaia, começaram a chegar os comissários da FIBA-África, esperando-se que os restantes desembarquem hoje.



Depois de um estágio de um mês em Cuba, o combinado nacional tem vindo a trabalhar, desde sábado, no pavilhão do Maxaquene, local que irá hospedar o evento. São ao todo 12 selecções que tomarão parte da competição.


Moçambique entra para a prova com os olhos postos no título, sendo que todo o grupo de trabalho está confiante na conquista do certame.

O nosso país está inserido no grupo “A”, juntamente com as selecções do Senegal, Costa do Marfim, Argélia, Egipto e Zimbabwe.



Fonte:Jornal Noticias






Sumbana confiante nas selecções nacionais

O MINISTRO da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana jr, endereçou uma mensagem de encorajamento às selecções nacionais de basquetebol sénior feminino e de hóquei em patins, que participam do Afrobasket a realizar-se em Maputo e do Campeonato do Mundo de Hóquei que tem lugar em Angola, respectivamente.

De acordo com o Ministro, a grande exortação que se pode fazer, em nome Governo, é que a Selecção Feminina traga bons resultados neste mega-evento que se inicia na sexta-feira na capital do país.



Acreditámos em vocês e estamos conscientes de que estão a trabalhar para o sucesso neste mega-evento. Saibam que estarão com todo o povo moçambicano em cada lance, que vos irá transferir energias para a quadra”, sublinhou o governante, visivelmente confiante na conquista da prova.


Em relação à Selecção de hóquei em patins, Fernando Sumbana vincou que os rapazes devem continuar a demonstrar que não é por acaso que estão entre os quatro primeiros lugares do ranking mundial.



Temos que desejar boa sorte a nossa Selecção. Já nos habituou boas coisas e, sabemos que voltará a nos proporcionar bons momentos. Nós, moçambicanos, estaremos com todas as atenções viradas para o território angolano”, frisou.



Salientou ainda que os 23 milhões de moçambicanos irão transmitir o seu calor á Selecção e cada jogador que for a mexer no stick, ou tocar na bola irá sentir a força dos restantes compatriotas”, vincou.



Refira-se que o Afrobasket e o Mundial de Hóquei em Patins arrancam na sexta-feira, nas capitais moçambicana e angolana.



Fonte:Jornal Noticias

Técnicos elogiam jogadores e criticam árbitros

A JORNADA dupla (17ª e 18ª) do último fim-de-semana do Moçambola foi electrizante com muitos golos à mistura, o que leva a crer que as próximas rondas vão ser ainda mais complicadas para os intervenientes nesta que é a maior prova futebolística do país.



Diamantino Miranda, do Costa do Sol, Vítor Pontes, do Clube de Chibuto, Danito Nhamposse, do Ferroviário, Litos, da Liga Muçulmana, interpelados pela nossa Reportagem no final dos jogos, foram unânimes em afirmar que os seus jogadores tudo fizeram para saírem vencedores, mas criticam duramente a actuação das equipas de arbitragem.

 

 

RESULTADO PECA POR SER ESCASSO – DIAMANTINO MIRANDA, DO COSTA DO SOL


 

 

POR aquilo que o Costa do Sol fez em grande parte do jogo penso que o resultado peca por escasso. O que aconteceu é que desperdiçámos nos primeiros minutos oportunidades claras de golo. No início do jogo podíamos ter ficado logo descansados”, afirmou Diamantino Miranda.


Acrescentou que o triunfo do Costa do Sol não merece qualquer tipo de contestação. “Penso que a vitória é justa, embora tenha havido uma reacção do Chibuto que pautou por um futebol directo, direccionado para um ponta-de-lança forte. Fez um jogo um bocado britânico que sempre complica. Na primeira vez que foi à baliza marcou numa infelicidade de Gervásio. Mas tivemos uma boa reacção e conseguimos gerir o resultado, algo que na primeira volta, não sei porquê, não conseguimos”.




CONDICIONADOS PELA ARBITRAGEM – AFIRMA VÍTOR PONTES, DO CHIBUTO

 

 

A QUESTÃO da coerência e do critério tem de ser reavaliada e ser igual para os dois lados. O nosso jogador é impedido de ir à bola não é cartão e quem percebe das leis de arbitragem sabe que no minímo era amarelo, embora eu considere que seria vermelho, porque o meu atleta se passasse iria para a baliza, solto de marcação. O árbitro marcou falta, mas perdoou o cartão que mesmo que fosse amarelo era o segundo. Fomos claramente condicionados pelos erros da equipa de arbitragem”, reagiu Vítor Pontes, técnico do Chibuto.



 

Vítor Pontes acrescentou que o árbitro Samuel Chirindza voltou a fazer vista grossa ao perdoar dois penaltes claros. “Num duplo lance a mão de um jogador do Costa do Sol e no mesmo lance o César Bento é derrubado dentro da grande área. Portanto, lamento que a gente tenha perdido o jogo da forma como aconteceu. Por outro lado, quero valorizar o espectáculo entre o Costa do Sol, que todos já conhecem, e o Chibuto que, se deixarem, ainda vai incomodar muita gente”.

O técnico elogiou a postura em campo dos seus atletas.


Os meus jogadores deram uma licção de humildade e de grande equipa. Se alguém tinha dúvidas que estavam em primeiro lugar por mérito penso que aqui ficaram dissipadas”.





COMETEMOS ERROS DE PALMATÓRIA – RECONHECE DANITO NHAMPOSSE, DO FERROVIÁRIO



 

 

DANITO Nhamposse, técnico do Ferroviário, atribuiu a derrota aos erros de palmatória cometidos pela equipa na segunda parte da contenda, que resultaram em dois golos. Apesar da derrota, destacou o comportamento da sua rapaziada no rectângulo do jogo, salientando que o Ferroviário merecia outra sorte. Porém, desperdiçou as oportunidades, para além dos erros cruciais, dos quais o guarda-redes Germano foi maior protagonista.



Sofremos dois golos em circunstâncias impróprias e quando tentámos recuperar o tempo já era escasso. Mesmo assim, tenho de elogiar os miúdos. Bateram-se muito bem e estão de parabéns”, elucidou, ajuntando que alguns dos jogadores preponderantes, casos do Diogo, não tiveram o rendimento esperado.


Diogo esteve durante muito tempo fora do grupo de trabalho, na selecção. Mas, de modo geral, a minha rapaziada portou-se bem”, realçou.




FOMOS FELIZES NAS OPÇÕES – CONSIDERA LITOS, DA LIGA MUÇULMANA


 

O TREINADOR da Liga Muçulmana, o português Litos, reconheceu a exibição do Ferroviário, mas também destacou a forma como a sua equipa soube reagir contra as adversidades que encontrou em campo, sobretudo na segunda parte, durante a qual fez alterações que trouxeram os golos da vitória da sua equipa.



Há que reconhecer o desempenho do Ferroviário. É uma equipa que está a crescer de jornada em jornada e que promete muito. Joga um futebol directo e deste modo criou-nos muitas dificuldades”, comentou.


Parabenizou, por outro lado, a sua equipa por ter sabido superar os momentos menos bons.


Fomos felizes nas opções, mas nem sempre isso tem ditado o resultado desejado. Cometemos alguns erros, sobretudo no lance do segundo golo do Ferroviário. Esta vitória abre boas perspectivas, pois passámos para frente. Mas há que ter em conta a luta renhida travada nos lugares cimeiros, o que torna as nossas responsabilidades ainda mais acrescidas”, anotou.




Fonte:Jornal Noticias



Iqbal recupera liderança

O IQBAL regressou ao comando do Campeonato de Futsal da cidade de Maputo, após golear a Auto Avenida, por 8-3 em partida pontuável para a 16.ª ronda da prova.


O Iqbal, que havia perdido o comando para a Liga Muçulmana que jogou antecipadamente, soma agora 42 pontos, mais um que os “muçulmanos”.



A Liga Muçulmana goleou a Autoridade Tributária, por 5-1. A frágil mCel conseguiu a sua segunda vitória após bater MFS, por 5-4. A Petromoc derrotou, à tangente, a Brandel, por 4-3.



Na sexta-feira realiza-se a última jornada do certame no qual o destaque vai, sem dúvida, para o duelo entre Iqbal e Liga Muçulmana para a decisão do título. Um empate basta para os “mahometanos”, enquanto só a vitória interessa aos “muçulmanos”.



Saliente-se que os três primeiros classificados desta prova têm acesso directo ao Campeonato Nacional que terá lugar em Dezembro, na capital do país.




Fonte:Jornal Noticias

“Mambas” recebem celulares

OS jogadores da Selecção Nacional de futebol, os “Mambas”, receberam, ontem, da mCel, telefones celulares como prémio de qualificação para o CAN-Interno 2014 que terá lugar próximo ano na África do Sul.



Os atletas receberam telemóveis (de marca HTC, referência X7510), uma premiação que contempla todos os que participaram da campanha desde a primeira eliminatória contra as Seychelles até à última batalha travada frente a Angola.



Na ocasião, o director comercial da mCel, Cláudio Chiche, vincou que a empresa que dirige galardoa os “Mambas” por terem proporcionado um motivo de alegria ao povo moçambicano pela qualificação, o que nos valoriza bastante como um povo.



Como empresa pública não podíamos ficar alheios a este feito. Demos este prémio e espero que seja o primeiro passo, ou seja, é nossa expectativa vermos outras empresas a seguir o nosso exemplo”, disse, antes de expressar o desejo de ver a selecção a ter bons resultados no CAN-Interno.



Fonte:Jornal Noticias

Duelo entre “locomotivas” acalora quartos-de-final

DISPUTA-SE esta tarde, a partir das 15.00 horas, a primeira “mão” dos quartos-de-final da Taça de Moçambique/mcel com destaque para o desafio entre os Ferroviários de Maputo e da Beira, no Estádio da Machava.


 

Aguarda-se um confronto empolgante entre os Ferroviários. Embora o de Maputo jogue em casa já ficou provado que esse factor não tem pesado muito no desfecho destas partidas, se se atender que os beirenses têm-se dado bem com os ares do vale do Infulene. Reflexo disso é a vitória destes, por 2-0, na última vez que se encontraram em jogo do Moçambola. De resto, nos últimos anos, os “locomotivas” da Beira têm-se agigantado nas deslocações à Machava.



 

Não menos interessante será o embate entre o Desportivo e o Incomáti marcado para o campo do 1.º de Maio. Duas formações com intuito de prosseguirem na competição e, quiçá, juntarem uma boa prestação na segunda maior prova do futebol nacional a uma eventual subida ao Moçambola 2014, visto que ambas digladiam-se por esse objectivo. 

 

Os “alvi-negros” e “fabris” são as únicas equipas do segundo escalão ainda em prova na Taça.



 

De salientar ainda a recepção do Chingale ao Clube do Chibuto, no campo do Desportivo de Tete, e do Têxtil do Púnguè ao Ferroviário de Nampula, no reduto do Ferroviário da Manga. Quatro equipas do Moçambola que não gozam do estatuto de candidatos a conquistar o troféu, mas que chegadas a esta fase quererão, certamente, fazer valer o factor surpresa, uma marca indubitável quando o assunto é taça.A segunda “mão” realiza-se nos dias 28 e 29 do mês em curso.




Fonte:Jornal Noticias

Selecção Nacional parte hoje para Angola



A SELECÇÃO Nacional de Hóquei em Patins parte hoje para Angola, onde vai, a partir do dia 22 do mês em curso, disputar a 41ª edição do Campeonato do Mundo do Grupo “A”.



A equipa nacional parte de Portugal, país onde esteve a efectuar um estágio durante cerca de um mês. Em Angola a comitiva nacional vai numa primeira fase permanecer na cidade de Luanda para participar na cerimónia de abertura, prevista para a próxima sexta-feira, e logo no dia seguinte segue para a cidade de Namibe, onde disputará a fase de grupos, sendo que a estreia é diante da Itália, uma das principais potências mundiais da modalidade.



Mas mesmo antes de deixar Lisboa a Selecção Nacional realizou a última sessão de treino no Centro de Estágio da Cruz Quebrada, onde José Querido fez os últimos acertos tácticos em solo português que serviram de complemento ao trabalho efectuado durante os jogos de controlo.



Refira-se que a equipa moçambicana fechou a sua sequência de jogos com dois empates frente a Académica de Espinho (2-2) e Desportivo da Póvoa (1-1).

A avaliar pelos resultados obtidos no estágio, pode-se dizer que foi positivo, pois em oito jogos perdeu um frente ao Sporting (4-3), empatou dois já referidos e venceu quatro, sendo de destacar contra o Benfica (6-5). Os outros triunfos foram frente ao Hóquei de Sintra (4-2), Paços de Arcos (2-1) e Salesiana (6-0).



Eis os onze atletas inscritos para o Mundial.



Desportivo – Arnaldo Queiroz e Momed Buanar (Dinho)

Ferroviário – Spiros Esculudes (Kiko) e Nelson Miquessene (Mafamba)

Al Dakhela do Egipto – Ivan Escludes (Maninho)

Sesimbra de Portugal – Filipe Nabais (Filipinho)

Sporting de Portugal – Igor Alves e Mário Rodrigues (Marinho)

Clube de òquei os Carvalhos – Bruno Pinto

Sporting de Braga – Frederico Saraiva

Clube de Valongo - Nuno Araújo




Fonte:Jornal Noticias



Águias de Angónia-Textáfrica: Escaramuças saldam-se em morte e ferimentos

UM morto e dois feridos, um dos quais com alguma gravidade, constitui o balanço das escaramuças registadas no domingo último no decorrer da partida de futebol referente à quarta jornada da Poule de Apuramento ao Moçambola – Zona Centro – entre as formações das Águias de Angónia e Textáfrica, partida realizada na vila municipal de Ulónguè, norte da província de Tete.



O morto, nomeadamente Shanganane Luís, menor de 12 anos e estudante da 4ª classe na Escola Primária de Ulónguè, cujos restos mortais vão hoje a enterrar no Cemitério Municipal local e os dois feridos, estes identificados por Chiconde Cefulane e Osten Kanete, de 12 e 21 anos, respectivamente, foram atingidos pelas balas disparadas por membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) quando estes tentavam controlar os distúrbios ora gerados.



Consta que tudo começou quando uma multidão de adeptos da Águias de Angónia invadiu o campo e começou a arremessar pedras e outros objectos no rectângulo, precisamente no momento em que a formação visitante, o Textáfrica, igualou a partida.



O presidente do Conselho Municipal da Vila de Ulónguè, Armando Júlio, antigo jogador de futebol profissional em Tete, que assistiu ao jogo entre aquelas duas formações, disse ao nosso Jornal que os actos de vandalismo aconteceram quando já quase no “apagar das luzes”, mais concretamente quando faltavam seis minutos, a equipa do Textáfrica, que perdia por 2-1, empatou a partida. Conforme explicou, no entender dos adeptos da formação da casa o golo teria sido obtido numa situação irregular.



Os adeptos, agitados não se sabe ainda por quem, começaram a lançar pedras para o interior do rectângulo de jogos e já com as três equipas em apuros, incluindo a da arbitragem, a PRM teve de intervir para repor a ordem e tranquilidade públicas”, disse Armando Júlio, que acrescentou que neste processo os elementos da corporação conseguiram retirar as equipas do Textáfrica e da arbitragem para o Comando local da PRM.



Explicou que nesta operação os adeptos furiosos perseguiram a viatura, continuando a atirar pedras, tendo sido nessa ocasião que os elementos da corporação abriram fogo na tentativa de amainar os ânimos. “Foi nessa confusão que foram atingidos os três elementos, um dos quais mortalmente”, disse. 



Entretanto, na manhã de ontem o Conselho Municipal da Vila de Ulónguè e o Comando da PRM reuniram-se com a Direcção da “Águias” com o objectivo de tentar identificar os protagonistas dos distúrbios de que se saldou na morte do pequeno Shanganane Luís e no ferimento de outros dois, um dos quais continua internado no Hospital Rural local a receber tratamentos, depois que foi atingido no ombro esquerdo. O terceiro, que foi baleado na perna direita sem gravidade, seguiu à sua casa depois de receber os devidos tratamentos.



O chefe da edilidade de Ulónguè fez saber que a direcção do clube local vai ser responsabilizado, ao mesmo tempo que deve apresentar o mais urgente possível os promotores dos distúrbios.



A fonte acrescentou que todos os encargos relativos à realização das cerimónias fúnebres e outras relacionadas com aquela agitação são assegurados pelo Governo Distrital, devendo posteriormente ser imputadas à Direcção de Águias de Angónia para as devidas compensações.



A Direcção da Águias de Angónia tem a obrigação de pedir desculpas publicamente através da rádio comunitária local e outros meios de comunicação social à população da vila de Ulónguè, à família enlutada e às vítimas para não haver equívocos num futuro próximo que poderão desacreditar o trabalho efectuado pelo Governo e a PRM na garantia da tranquilidade e ordem públicas”, disse Armando Júlio.




Fonte:Jornal Noticias

Desporto é um intrumento de unidade nacional e da paz - segundo Sumbana

O MINISTRO da Juventude e Desporto, Fernando Sumbana, procedeu na manhã de ontem, em Maputo, ao lançamento da Semana Nacional do Desporto, que terá lugar de 21 a 28 deste mês em todo o país, sob o lema “Desporto, Promovendo a Unidade Nacional e a Cultura de Paz”.



Na ocasião Sumbana vincou que a eférime é uma oportunidade para os desportistas nacionais fazeram uma reflexão séria e objectiva sobre o contributo que prestam no processo de desenvolvimento do desporto no país, para que seja realmente um verdadeiro veículo para a promoção de uma sociedade onde o mesmo (desporto) é verdadeiramente um instrumento de promoção da unidade nacional e da cultura de paz.



O ministro destacou o facto de a Semana Nacional do Desporto este ano ocorrer precisamente na mesma semana em que Maputo é a capital do basquetebol africano, com a realização do Afrobasket feminino. Uma oportunidade, prosseguiu o governante, para Moçambique e os moçambicanos, mais uma vez, vincarem a sua magnífica capacidade de organização de grandes eventos internaciona“Paralelamente, a Semana Nacional do Desporto acontece na mesma ocasião em que em Angola se disputa o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, no qual a nossa selecção, orgulhosa e sensacionalmente quarta melhor classificada do planeta, concorre mais uma vez aos melhores lugares do universo do hóquei patinado. Ocorre, igualmente, transcorridos alguns dias após a histórica qualificação da Selecção Nacional de Futebol para o CAN-Interno África do Sul-2014”, frisou.



Segundo Fernando Sumbana, estes acontecimentos que têm e tiveram o sublime mérito de unir os moçambicanos à sua volta e elevar ainda mais a sua auto-estima.

Continuou dizendo que “é neste contexto que olhamos para a Semana Nacional do Desporto como um momento, também, para, em paralelo com a massificação que julgamos ser fundamental para produzirmos a qualidade no nosso desporto, promovermos o convívio entre a sociedade civil e as Forças Armadas de Defesa de Moçambique”, destacou.



Vincou ainda que no desporto encontramos uma fonte para a prevenção de doenças, fonte de convívio e nos identificamos como moçambicanos sem quaisquer barreiras nem estratos sociais, para além de ocuparmos de forma sã os tempos livres das crianças, adolescentes e jovens.



A Semana Nacional do Desporto, que se inicia no dia 21 de Setembro, em todo o país, terá como ponto mais alto as cerimónias centrais na província de Maputo.

Refira-se que o no epílogo da efeméride realizar-se-á uma Légua na Matola e, no dia 28, um jogo de futebol integrado no projecto “Desporto e Cidadania”, no ENZ, entre equipas do Conselho de Ministros e dos Combatentes, a partir das nove horas.



Saliente-se que à margem do lançamento da Semana Nacional do Desporto, o ministro procedeu à entrega de material desportivo aos núcleos e associações das provinciais de Inhambane, Gaza, Maputo e da capital do país.




Fonte:Jornal Noticias