Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Duelo “locomotiva” esta noite

DEPOIS de um interregno, ontem, para conferir descanso aos atletas, as emoções do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores masculinos regressam esta noite, com partidas aliciantes, com destaque para o duelo entre os Ferroviários de Maputo e da Beira.

 

Com início marcado para as 18:00 horas no Pavilhão do Desportivo, o jogo será antecedido pelos confrontos Maxaquene-Universidade Pedagógica e Soprotecção de Quelimane-Matolinha.

 

Para além do duelo “locomotiva”, teremos o sensacional Desportivo-Costa do Sol, que inicia às 20:00 horas.

 

 

FERROVIÁRIO SUPLANTA DESPORTIVO


Entretanto, na noite segunda-feira, o Ferroviário levou de vencida o rival Desportivo por 78-65, em partida mais importante da terceira jornada do certame. Os “locomotivas” redimiram-se deste modo da surpreendente derrotada averbada no domingo perante o Costa do Sol.

 

 

Na mesma noite, o Maxaquene bateu Costa do Sol por 82-77, o Ferroviário da Beira derrotou o Matolinha por 76-53 e a Universidade Pedagógica levou de vencida a Soprotecção de Quelimane por 74-63.

A primeira fase termina na sexta-feira.
Fonte:Jornal Noticias

Faleceu o hoquista Arsénio Esculudes

O DESPORTO moçambicano, em particular o hóquei em patins, está de luto. Arsénio Esculudes, uma das maiores figuras do hóquei em patins moçambicano, faleceu segunda-feira vítima de doença prolongada.

 

Esta tarde, às 14:00 horas, realiza-se o funeral no Cemitério de Lhanguene, cerimónia que será antecedida pela missa de corpo presente na Igreja da Munhuana. Arsénio destacou-se na modalidade nas décadas 70 e 80, tendo integrado a primeira selecção nacional que participou no Campeonato do Mundo em 1978 na Argentina.

 

Em 1986, já fora das quatro linhas, Arsénio vestiu a “pele” de seleccionador no Mundial do México e em 1988 na Corunha. Arsénio, lenda do hóquei nacional, foi um dos primeiros atletas a representar Moçambique a nível internacional, desde os juniores no SNECI, fazendo depois parte da primeira selecção que disputou sete jogos contra a Holanda, em várias províncias, logo a seguir a independência nacional.

 

Os seus filhos Senito (falecido), Kiko e Maninho seguiram às pegadas do pai, tornando-se também referências na modalidade.

 

À família enlutada, o apresenta as mais sentidas condolências.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

 

Trazer medalhas é ambição dos atletas

REPRESENTAR condignamente a pátria, transformar os obstáculos em desafios e trazer medalhas para o nosso país constituem as principais pretensões dos atletas moçambicanos que a partir de amanhã participam dos jogos do SCSA, que se prolongarão até ao dia 16.

 

Os atletas acreditam no sucesso, mesmo reconhecendo o poderio dos adversários. Porém, a força de vontade, auto-estima e a honra por representar as cores da bandeira nacional são as chaves para o sucesso neste evento.

 

 

A comitiva moçambicana, que saiu de Maputo na terça-feira via terrestre era esperada na noite de ontem na capital zambiana. Os jogos arrancam amanhã. 
Fonte:Jornal Noticias

Espero honrar á pátria - Pita Rondão, atletismo

PITA Rondão vai participar das provas de atletismo para a pessoa portadora de deficiência nos jogos do SCSA. O atleta, oriundo da província de Manica, afirma que o seu objectivo é representar condignamente a pátria em mais uma competição internacional, depois dos jogos da CPLP e dos paralímpicos que tiveram lugar, respectivamente em Lisboa e Londres.

 

Espero representar da melhor forma o nosso país nestes jogos do SCSA. Esta é a minha maior ambição”, sublinhou.

 

Estou ciente do poderio dos adversários, são fortes sei disso, mas vou fazer e dar o meu máximo, estou confiante”, reiterou Rondão que ajunta que está em forma, até porque a preparação que teve foi bastante boa e começou ainda na sua província. 
Fonte:Jornal Noticias

Espero dar o meu melhor - Cláudia Sumaia, ténis

NESTE evento espero vencer e dar o meu melhor, apesar de ser mais nova. Não é o meu nível mas irei fazer de tudo para contrariar o que me desfavorável”, prometeu Cláudia.

 

 

A atleta diz-se preparada para enfrentar mais um chamamento da pátria, acentuando que está confiante pois a sua última aparição internacional nos jogos da CPLP fez uma boa figura.

 

 

Os meus últimos resultados internacionais me encorajam e sinto-me em forma. Nos últimos jogos da CPLP ficámos em terceiro lugar, isto mostra que temos enorme potencial, sendo que nestes jogos iremos fazer de tudo para conquistarmos o primeiro lugar”, avançou. Segundo Cláudia, um dos trunfos para o sucesso seria observar os pontos fracos dos adversários para depois se atacar com solidez.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Dar o meu máximo - Diana da Costa, ténis

DIANA da Costa é outra tenista confiante no sucesso nos jogos de Lusaka. A atleta diz esperar dar o seu máximo para ver se consegue ganhar uma medalha na capital zambiana.

 

 

Diana diz-se ciente de que nos jogos á adversários de grande calibre, mas está confiante até porque os jogos são ganhos no detalhe.“A adversária pode ser forte, mas com mais atenções, sobretudo nos detalhes ganha-se, é o que tentarei fazer”.

 

 

Diz-se confiante pois tem tido um ano bom, depois de uma exibição aceitável nos jogos da CPLP que tiveram lugar em Lisboa no passado mês de Julho.

 

 

Depois dos jogos da CPLP estou muito mais confiante e seguro na minha forma de jogar”, destacou, para depois vincar que o nosso ténis pode ser melhorado, embora na sua óptica não esteja numa situação lastimável.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Lutarei por uma medalha - Francisco Manjate, boxe

ESPERO obter bons resultados em todos os capítulos nestes jogos. Estou ciente de que a região tem bons pugilistas, testemunhei isso nos jogos de há dois nos quais consegui uma medalha de bronze, por isso estou convicto”, sublinhou.

 

Para Manjate o facto de ser detentor da medalha de bronze não o coloca sob pressão, pelo contrário constitui um estímulo para fazer o melhor.

 

 

Para tal não tenho qualquer estratégia preconcebida, mas estou confiante. O meu objectivo é voltar com algo para o país, o que me honraria bastante”, prometeu.
Fonte:Jornal Noticias

“Mambas” afinam-se para as Seychelles

A SELECÇÃO Nacional de futebol realiza esta manha, a partir das 10:00 horas no campo da Liga Muçulmana, a primeira sessão de treino tendo em vista o jogo com as Seychelles no dia 16, inserido na segunda “mão” da primeira eliminatória de acesso à Fase Final do CAN-Interno (CHAN).

 

Gert Engels, seleccionador nacional, convocou o mesmo lote de jogadores que estiveram envolvidos na partida da primeira “mão” do domingo passado no Estádio Nacional do Zimpeto, até porque, após o triunfo de 4-0, não havia motivos para alterações a menos que surgisse algum previsto de última hora.

 

 

Nesta primeira sessão, o técnico alemão focalizar-se-á no aprimoramento do modelo táctico a implementar frente aos ilhéus. Com uma vantagem de quatro golos, Gert deve privilegiar um sistema de contenção e de contra-ataque.

 

 

Os “Mambas” realizarão apenas três treinos no país, amanhã no campo da Liga Muçulmana e no sábado no Costa do Sol. Grande parte da preparação será feita nas Seychelles na próxima semana como forma dos jogadores se ambientarem ao clima.

A equipa moçambicana parte para as Seychelles no domingo.

 

 

LISTA DOS CONVOCADOS


Guarda-Redes: Pinto e Nelson (Ferroviário de Maputo), Acácio (Maxaquene), Germano (Ferroviário de Gaza);

 

Defesas: Gabito (Maxaquene), Zainadine Júnior, Sidique (Desportivo), Chico (Ferroviário de Maputo), Reinildo (Ferroviário da Beira) e Dito (Costa do Sol);

 

Médios: Momed Hagi (Liga Muçulmana), Manuelito II (Costa do Sol), Kito (Maxaquene), Lanito, Áurio, Ped (Desportivo), Imo e Diogo (Ferroviário de Maputo);

 

Avançados: Hélder Pelembe (Maxaquene), Reginaldo (Costa do Sol), Mário (Ferroviário da Beira) e Manucho (Ferroviário da Beira). 
Fonte:Jornal Noticias

Fui eleito pelo povo! - Momed Akkbar, novo presidente do Têxtil do Púnguè

APESAR da assembleia-geral prevista para o passado sábado ter sido na prática um “nado morto”, porque não chegou a haver eleições conforme estava preparado, o actual presidente do Têxtil do Púnguè, Momed Akkbar, mais conhecido por Papú, considera a sua indicação para continuar a dirigir os destinos do clube por mais dois anos como uma eleição popular, assumindo, por isso, que o fará como forma de dignificar a confiança demonstrada pelos sócios em si.

 

A mesa da assembleia dirigida por Meque Mucote havia marcado para o passado sábado a reunião da assembleia-geral, cujo epicentro era a eleição de novos corpos directivos para os próximos dois anos. Só que, das duas listas apresentadas após a leitura e aprovação do relatório de contas do anterior elenco, nomeadamente a “A”, encabeçada por António Macumbe e a “B”, liderada por Manuel Maite acabaram não reunindo consenso por parte dos sócios presentes.

 

 

Assim sendo, e porque não havia consensos quanto à votação das duas listas, António Macumbe acabou retirando a sua candidatura alegando que alguns nomes que constavam da sua lista também pertenciam a outra lista concorrente.

 

 

Enquanto isto, a lista de Manuel Maite, que era vice-presidente do anterior elenco liderado por Papú, tinha este como presidente honorário mas acabou se conformado com a posição tomada pelos sócios sobre a manutenção de Papú no comando da direcção “fabril”.Apesar de circularem informações dando conta da recandidatura do actual timoneiro dos “fabris” a um terceiro mandato, a verdade, porém, é que Momed Akkbar não chegou a meter qualquer papel para o efeito.

 

 

VOTO POPULAR



A assembleia-geral do Têxtil do Púnguè vinha sendo preparada mesmo antes do termo do Moçambola. Haviam várias hipóteses equacionadas, quer seja a reeleição do actual presidente do clube quer, também, a provável candidatura de um grupo de indivíduos que se achava capaz de conduzir os destinos do clube mais popular de Sofala.

 

 

A reunião foi marcada e desmarcada por algumas razões que a mesa da assembleia evocou nessa altura, tendo na semana finda sido concretizada debaixo de um clima algo  tenso quanto ao resultado final. Tal como se previa, houve, de facto, alguma agitação por parte dos sócios presentes a ponto de o encontro ser interrompido para concertação e, igualmente, amainar os nervos de alguns.

 

 

Já com Papú ausente, a sessão reiniciou mas as duas listas continuaram sem consenso dos presentes. Devido à pressão, António Macumbe, que se havia assumido como um homem forte para dirigir a colectividade de forma transparente, acabou retirando a sua candidatura.

 

 

Mesmo assim, acabou valendo o voto popular para que o actual dirigente permanecesse no cargo, embora não tivesse manifestado tal interesse.

Entretanto, questionado sobre o assunto, Papú disse peremptoriamente:

 

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Golfinhos revalidam o título

O CLUBE Golfinhos de Maputo voltou a dominar mais uma edição do Campeonato de Natação da Cidade de Maputo, prova que terminou no fim-de-semana na piscina Raimundo Franisse.

 

Os Golfinhos ficaram em primeiro lugar, quer em masculinos, quer em femininos.Em masculinos os Golfinhos somaram um total de 1021 pontos, sendo que o segundo posto coube aos Tubarões, que obtiveram 1018. Em terceiro lugar ficou o Ferroviário com 507 pontos, seguido do Desportivo que somou 472, sendo que o Banco de Moçambique quedou em último lugar com apenas 36 pontos.

 

 

Em femininos, Golfinhos somaram 875 pontos em primeiro lugar, seguido de tubarões com 824 e Ferroviário com 675 e o Desportivo ficou em quarto com 158 pontos.

 

 

Com estes resultados, os Golfinhos revalidaram o título de campeões da cidade, com absolutos de 1896. Os Tubarões somaram 1842, Ferroviário 1671, Desportivo 1089 e Banco de Moçambique 72 pontos, em último lugar.
Fonte:Jornal Noticias