Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

27.Abr.12

Selecção Nacional contabiliza cinco ouros

AFRICANO DE NATAÇÃO

A SELECÇÃO Nacional de natação arrecadou mais duas medalhas de ouro ontem, segundo dia de competições inseridas no Campeonato Africano das Zonas III e IV, que decorre na Piscina Olímpica do Zimpeto, contabilizando no total cinco ao fim de quatros jornadas.

 

O combinado nacional, constituído por perto de 40 nadadores, produziu ontem, no decurso da terceira e quarta jornadas, cinco medalhas, sendo as restantes de bronze. Com este desfecho são ao total 12 medalhas conseguidas até ontem, esperando-se que o “team” moçambicano cometa mais proeza hoje, quando serem disputadas mais duas jornadas.

 

Entretanto, Valdo Lourenço, um dos expoentes da selecção e do Clube Golfinhos de Maputo, revelou-se ontem conquistando uma das duas medalhas de ouro, isso na prova de 50 metros mariposa. O segundo ouro foi obtido na prova de estafetas 4x100 metros livres até 14 anos.

 

Enquanto isso, Igor Mogne, também do Golfinhos de Maputo, voltou a contribuir com mais uma medalha, desta feita de bronze, nos 50 metros mariposa. Mogne destacou-se na estreia, quarta-feira, ao arrecadar duas medalhas, sendo uma de prata, nos 100 metros costas, e outra de bronze de 800 metros livres. Os restantes bronzes saíram de estafetas 4x100 metros livres masculinos e femininos, respectivamente na categoria de 17 anos e mais. 

 

O Campeonato, que se prolongará até domingo, prossegue esta manhã e logo à tarde, e as expectativas nas hostes nacionais vão aumentando cada vez mais, na esperança de obter maior número de medalhas e uma pontuação que leve Moçambique a ocupar um lugar digno na classificação final.

 

De salientar que este campeonato conta com perto de 300 atletas em representação de 14 países, nomeadamente Moçambique, África do Sul, Suazilândia, Zâmbia, Malawi, Tanzania, Maurícias, Angola, Botswana, Quénia, Namíbia, Seychelles, Uganda e Zimbabwe.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

27.Abr.12

Plenário de Justiça Desportiva é instrumento pendular na moralização - considera Pedrito Caetano

Pedrito Caetano

A ENTRADA em exercício do Plenário de Justiça Desportiva, na passada quinta-feira, deixou agradado o ministro da Juventude e Desportos entendendo que surge no momento em que muitas são as vozes que se levantam, indignadas, com ausência de valores no nosso desporto.

 

Pedrito Caetano vê o Plenário de Justiça Desportiva como um instrumento pendular na moralização do desporto nacional. “Estamos em crer que a expectativa dos nossos desportistas é ver o Plenário de Justiça Desportiva como um meio impulsionador dos princípios éticos e deontológicos que devem nortear a prática sã do desporto”.

 

Acrescenta, que a nova entidade desportiva tem como pano de fundo uma verdadeira justiça desportiva e a criação de condições para que no desporto moçambicano prevaleça o bom senso e o “fair-play”.

 

O ministro da Juventude e Desportos exortou as federações desportivas nacionais a respeitarem as decisões do novo organismo. “Exortamos as federações desportivas nacionais a adoptarem nos seus estatutos o respeito e o reconhecimento das decisões do Plenário de Justiça Desportiva, condição indispensável para que as decisões por si produzidas tenham realmente eficácia”.

 

Debruçando-se sobre as linhas-mestres do novo órgão julgador desportivo, afirmou que deve ser uma peça-chave no processo de credibilização que o desporto nacional, as suas instituições e os seus agentes tanto precisam, de forma a resgatar-se a auto-estima.
Fonte:Jornal Noticias
27.Abr.12

Grandes no “inferno” de Tete e Chibuto

A SÉTIMA jornada do Moçambola prevê-se dificílima para algumas das equipas grandes do futebol nacional. O Costa do Sol desloca-se a Tete para jogar com o Chingale, enquanto o Desportivo viaja até Chibuto.

 

Trata-se de dois testes de fogo para “canarinhos” e “alvi-negros”, equipas que acreditam na disputa do título e que, em virtude dos últimos resultados, não devem perder pontos.

 

O Costa do Sol vem se apresentado bastante irregular e até imprevisível. É que depois de ter ganho ao Ferroviário de Maputo, por 3-1, registou na ronda seguinte um empate caseiro com o Incomáti a duas bolas e visita um palco onde não tem sido feliz. Nas três últimas épocas somou dois empates a zero golo (2008 e 2009), tendo na temporada transacta sido derrotado, por 1-0.

 

Refira-se que o Chingale, a par do Incomáti e Ferroviário de Pemba, ainda não ganhou, pelo que fará de tudo para sair vitorioso.

À semelhança de Tete, o ambiente no Chibuto vem se tornando hostil para os forasteiros. Ainda nenhuma equipa venceu no campo do primodivisionário e caso o Desportivo não se cuide pode muito bem ser a próxima vítima.

 

INVERTER A HISTÓRIA DO ANO PASSADO


O Ferroviário de Maputo, Maxaquene e Liga Muçulmana medem forças com equipas que não conseguiram vencer na época passada nos respectivos campos. O líder Ferroviário recebe o Vilankulo FC, depois de ter sido surpreendido, em 2011, com uma derrota (1-0), em pleno Estádio da Machava. O Maxaquene joga em Nampula com o Ferroviário local. No encontro do ano passado registou-se um empate a zero bola. Pelo mesmo resultado, a Liga empatou em casa com a HCB.

 

Portanto, o trio procurará redimir-se destes resultados menos satisfatórios quando medir forças com os respectivos adversários.

 

CHOQUE DE “LOCOMOTIVAS”


Um dos destaques da jornada vai para o encontro entre o Ferroviário da Beira e de Pemba no “Chiveve”. A jogarem em casa, os beirenses são favoritos, mas importa sublinhar que na última vez que se encontraram – Moçambola 2010 – os pembenses foram à capital de Sofala vencer, por 2-0.

 

Ambas as formações não estão a realizar um início de campeonato satisfatório. Os “locomotivas” de Pemba até obtiveram dois resultados em Maputo (Maxaquene 0-0; Liga 3-3) que faziam antever um futuro promissor, mas contra equipas do seu nível não têm mostrado a mesma força e ocupam o último lugar.

 

Os beirenses contam apenas com uma vitória e por isso não estão muito longe dos lugares de despromoção. Aliás, um deslize pode remetê-los aos últimos lugares.

 

INCOMÁTI COM FOME DE VITÓRIAS


O Incomáti recebe o Têxtil do Púnguè numa altura em que só pensa na vitória. Sendo os “fabris” um conjunto que se assemelha ao de Incomáti, no que toca ao objectivo (manutenção), esta pode ser vista como a oportunidade de “ouro” para os comandados de Flin conquistarem os primeiros três pontos.

Calendário de Jogos

 
AMANHÃ

Estádio da Machava

15.00h - Fer. Maputo-Vilankulos FC

Campo da Liga Muçulmana

15.00h - Liga Muçulmana-HCB

 

DOMINGO


Campo do Desportivo de Tete

15.00h – Chingale-Costa do Sol

Campo do Incomáti

15.00h – Incomáti-Têxtil do Púnguè

Campo 25 de Junho

15.00h - Fer. Nampula-Maxaquene

Campo do Ferroviário da Beira

15.00h - Fer. Beira-Fer. Pemba

Campo do Chibuto

15.00h - Chibuto FC-Desportivo

 

 

Fonte:Jornal Noticias

27.Abr.12

Voleibolistas nacionais em estágio no Brasil

Voleibolistas nacionais

A EQUIPA nacional de vólei de praia, composta pelas irmãs Amélia e Rezia Cumbi, Guilhermina Cossa (Guigui) e Sátira Chongo, parte hoje para o Brasil, onde a partir de amanhã efectua um estágio pré-competitivo tendo em vista a participação nas eliminatórias africanas de qualificação para os Jogos Olímpicos de Londres-2012

 

A preparação vai decorrer no Centro de Desenvolvimento de Voleibol do Estado de Saquarema no Rio de Janeiro e prevê jogos de controlo contra duplas locais.

 

Durante o estágio, que dura até ao dia 12 de Maio, o seleccionador nacional, o cubano Raúl Romero, focalizará as suas atenções no aprimoramento técnico-táctico das voleibolistas moçambicanas, após sessões físicas realizadas em solo nacional.

 

A Selecção Nacional estará em acção nas eliminatórias de qualificação para os Jogos Olímpicos entre os dias 22 e 27 de Maio e terá como adversários, o Ruanda, equipa anfitriã, Argélia, Quénia, África do Sul, Marrocos e Congo.

 

O primeiro classificado apura-se para as Olimpíadas de Londres e Campeonato do Mundo, enquanto o segundo e terceiro qualificam-se apenas para a segunda prova que decorre na Itália, em Junho próximo.
Fonte:Jornal Noticias
27.Abr.12

Para evitar desistências: Governo apoia clubes do "Nampulense"

Os governos do distrito e do município costeiro de Angoche na província de Nampula, acordaram em prestar apoios em transporte e combustíveis, às duas equipas que actualmente participam no Campeonato Provincial de Futebol sénior o "Nampulense 2012", como forma de evitar a sua desistência desta importante prova daquele ponto do país, como tem acontecido em ocasiões anteriores, por falta de liquidez destas duas colectividades.

 

Com um historial notável no panorama futebolístico nampulense, o Benfica e o Sporting ambos da cidade costeira de Angoche, por questões meramente financeiras, já ficaram quase que uma década fora da alta competição, tendo regressado no mandato de Brás dos Santos que dentre outras condições isentou aquelas duas equipas ao pagamento obrigatória da filiação.

 

No primeiro mandato do actual presidente da Associação Provincial da modalidade, Tomás Narciso, concretamente a época passada e, porque houve mão dura dos gestores do futebol nampulense, estas duas equipas ficaram de fora da prova, retornando na presente com o apoio do Governo do distrito, dirigido por Rodrigues Ussene e da edilidade sob a presidência de Américo Adamugy.

 

Os presidentes do Benfica e Sporting, Ossufo Raja e Abel Ibraimo, demonstraram a sua satisfação pelo apoio que os dirigentes governamentais do distrito e da cidade estão a prestar para prestigiar a participação no "Nampulense" com alguma dignidade e que as duas colectividades cheguem ao fim da prova, sem constrangimentos em termos logísticos.

 

No entanto, as duas colectividades queixam-se mutuamente do comportamento dos espectadores de Angoche que, apenas querem assistir os jogos oficiais do campeonato sem pagar o respectivo bilhete de ingresso ao preço mínimo fixado pela associação que é de 30 meticais, obrigando a reduzir para somente cinco meticais, valor insuportável para custear a organização de uma partida da alta competição.

 

 

"Os nossos espectadores, não os consideramos de sócios porque nem quotas pagam, não têm a cultura de pagar o ingresso nos jogos de futebol, querem tudo a borla e quando nós tentamos subir o valor de cinco para pelo menos 20 meticais, preferem ficar fora, ou tentam "furar" o nosso sistema de segurança", lamentaram os dirigentes dos dois clubes de Angoche.

 

 

Importa referir que na década de setenta e meados de oitenta, a cidade de Angoche, tornou um enorme viveiro de jogadores de futebol que foram cobiçados para alguns emblemas de renome provincial e de outras paragens do país, onde se destaca os falecidos Sataca e Adelino que envergaram as camisolas da Selecção Nacional.

 

 

Apesar de estarem a enfrentar alguma turbulência financeira, os actuais dirigentes destas duas colectividades acreditam que em médio prazo, Angoche voltará a fornecer jogadores de qualidade para o futebol nacional, mas antes querem reconquistar o prestígio que estas duas equipas granjearam em tempos, chegando a ponto de conquistar campeonatos provinciais e participar em nacionais a nível zonal.
Fonte:Jornal Noticias
26.Abr.12

Moçambique estreia-se com ouro

Desfile

TRÊS medalhas de ouro são o balanço do desempenho da Selecção Nacional de
natação na estreia ontem no Campeonato Africano das Zonas III e IV, que decorre
na Piscina Olímpica do Zimpeto. No entanto, as primeiras duas jornadas
disputadas de manhã e de tarde produziram no total sete medalhas para
Moçambique, sendo as restantes duas prata e igual número de bronze.

 

Isto é caso para o combinado nacional se orgulhar na qualidade de anfitrião
desta que é uma das provas regionais que juntam maior parte dos nadadores do
continente, e que tem o privilégio de apurar para os Jogos Olímpicos aqueles
nadadores que ainda correm atrás dos mínimos para as Olimpíadas de Londres.

 

Duas das três medalhas foram conquistadas em estafetas 4x50 estilos
masculinos nas categorias de mais de 17 e 14 anos de idade, respectivamente. O
terceiro ouro foi obtido por Jéssica Cossa, na prova de 100 metros costas.


Enquanto isto, as pratas foram ganhas nos 4x50 metros estilos femininos, na
categoria de mais 17 anos, e nos 100 metros costas, por Igor Mogne. E por
último, os bronzes foram conquistados por Igor Mogne e Érico Cuna, nas provas de
800 metros livres e 100 costas, respectivamente.

 

O evento prossegue hoje, com a disputa da terceira jornada, de manhã, e
quarta, à tarde.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

26.Abr.12

Nata africana em peso

Gilberto Mendes

A nata de natação africana está em peso neste “Africano” das zonas, que
Moçambique acolhe pela primeira vez. A cerimónia de abertura foi testemunha
desta presença em peso de nadadores dos países da região austral de África. São
perto de 300 atletas, em representação de 14 países africanos, que ontem à tarde
desfilaram na Piscina Olímpica do Zimpeto, para acompanhar a abertura deste
grande evento.

 

A cerimónia, orientada pelo vice-ministro da Juventude e Desportos, Carlos
Sousa, foi testemunhada por grandes ilustres, com destaque para o
vice-presidente da Federação Internacional de Natação (FINA) e Secretário-Geral
da Confederação Africana da Modalidade (CANA), o sul-africano Sam Ramsamy.

 

Na ocasião, Carlos Sousa deu boas vindas aos visitantes e apelou ao
desportivismo e à melhoria das marcas dos atletas moçambicanos. Aos visitantes,
convidou-lhes a aproveitar as oportunidades que o país oferece e que fizessem do
Africano” uma festa.

 

Por seu turno, o presidente da Federação Moçambicana de Natação, Gilberto
Mendes, apelou igualmente para o maior esforço dos atletas nacionais para a
melhoria dos seus actuais tempos e à observância do “fair-play” e espírito de
competitividade entre as equipas, sem deixar de lado o apelo aos moçambicanos
para pautarem pela tradicional hospitalidade que sempre caracterizou o nosso
povo.  

 

Considerou o “Africano” com um ponto de partida para Moçambique situar-se, a
breve trecho, no seio das melhores selecções de África, à semelhança da África
do Sul e Zimbabwe.

 

Estes são jogos que marcam o pontapé de saída da nossa preparação para a
obtenção de mínimos para o apuramento aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de
Janeiro. Não queremos mais convites, queremos participar nos próximos Jogos por
mérito próprio”, elucidou Gilberto Mendes.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

26.Abr.12

Agentes-FIFA sobem para sete

ZUNEID Rafik Sidat, um dos vice-presidentes da Liga Muçulmana de Maputo, é o
novo agente de jogadores (Agente-FIFA).

 

O jovem dirigente foi apurado ao fim do concurso para o efeito realizado em
finais do mês passado na sede da Federação Moçambicana de Futebol.

 

 A sua homologação pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) aconteceu
recentemente, facto que o confirma como o sétimo agente de jogadores a nível
nacional.

 

Zuneid Rafik Sidat obteve a melhor pontuação (14 pontos) entre sete
concorrentes que participaram no exame, que normalmente aborda questões
relacionados com o Estatuto e Regulamento Geral da FIFA e, em particular, o
regulamento sobre agentes-FIFA e de transferência de jogadores. 

De referir

que são também agentes-FIFA Martins Zacarias Garrine, Bruno Miguel Ferreira
Morgado, Nadine Aboobakar Gadyt Mahmood, Nuro Americano e Shafi Sidat.
 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
26.Abr.12

Reconhecimento a míticos de gerações antagónicas

Nuro Americano

UM momento ímpar e para a posteridade marcou o quinto intercâmbio
futebolístico entre equipas do Moçambola e de reclusos das Cadeias de Máxima
Segurança, vulgo BO e Central da Machava, realizado recentemente.

 

Tratou-se do encontro entre o Maxaquene a selecção mista daqueles dois
centros prisionais de Maputo.

 

Duas figuras emblemáticas de gerações opostas do futebol nacional que se
notabilizaram no Maxaquene, um dos grandes clubes e históricos do país, foram
homenageados em pleno pelado da BO em reconhecimento à sua contribuição no
desenvolvimento desta modalidade rainha e agradecimento pelos cinco anos de
intercâmbio entre equipas do Moçambola e reclusos.

 

Trata-se de Nuro Americano, o mítico guarda-redes do Maxaquene e da Selecção
Nacional que se destacou durante a geração 70/80, e o meio-campista Macamito,
que mais tempo defendeu as cores “tricolores” entre as gerações contemporâneas
até atingir o estatuto de “capitão” e agora em fim da carreira.

 

Os dois emblemáticos jogadores foram agraciados com quadros que revelam a sua
trajectória futebolística no Maxaquene e que caracterizam os momentos mais
marcantes da sua carreira.
 
 Os quadros, preparados com algum requinte, foram oferecidos pelo promotor da iniciativa, a PROVIDA, que desde 2007 tem, em
coordenação com os Serviços Nacionais das Prisões, proporcionado momentos de
laser ao recluso através da promoção de eventos desportivos e culturais, visando
a inserção social daqueles. 
 
 
 
 
Fonte:Jornal Noticias
26.Abr.12

Salutar para reabilitação do recluso - José Machado, director substituto da BO

José Machado

COM mais de 600 reclusos, a BO tem promovido várias actividades desportivas
para entreter os reclusos. Para além de futebol, destacam-se práticas
desportivas tradicionais e outras iniciativas de carácter cultural.

 

O director substituto daquele recinto prisional, José Machado, elucidou que o
desporto tem grande significado e impacto para a reabilitação do recluso.

 

Quando surge este tipo de oportunidades em que a sociedade civil nos apoia
nesta grande missão de inserção social do recluso, sentimos que é possível mudar
alguma coisa no seu comportamento. Gostaríamos que houvesse maior participação
da sociedade civil, porque entendemos que só assim os reclusos podem levar uma
vida saudável”, comentou.

 

Machado defendeu um intercâmbio desportivo e
cultural mais abrangente entre cadeias. “Tivemos, no dia 7 de Abril, um jogo com
a selecção da Cadeia Central e sentimos que os Serviços Nacionais das Prisões
deviam fazer disto uma prática de rotina”, desejou o oficial.
 
 
 
Fonte:Jornal Noticias

Pág. 1/7