Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

31.Jan.12

Hoje é que são elas!

DEPOIS de ambos terem derrotado a modesta Soprotecção de Quelimane, curiosamente, por número bem expressivos, hoje é que verdadeiramente são elas. Liga Muçulmana e A Politécnica encontram-se esta noite, às 19.00 horas, no pavilhão do Desportivo, para a primeira parte da discussão do primeiro lugar do Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino.

 

Até ontem, a quantidade de adeptos da bola-ao-cesto presentes no recinto dos “alvi-negros” tem sido bastante fraco, no entanto, estamos em crer que hoje, tendo em consideração a grande qualidade das atletas que estarão nas quatro linhas é de prever que o panorama melhore, embora ainda não seja exactamente a decisão do título, pois essa somente acontecerá no sábado.

 

 

Esta noite, teremos em campo uma boa parte da nata do nosso básquete feminino, casos de Deolinda Ngulela, Anabela Cossa, Valerdina Manhonga, Ruth Muianga, Cátia Halar, Odélia Mafanela e Leia Dongue, pela banda “muçulmana”, treinada por Nazir Salé; Ana Flávia Azinheira, Ana Branquinho, Eduarda Chongo, Ilda Chambe e Marta Ganje, pelas “universitárias” de Miguel Guambe.

 

 

Por aquilo que foi o desenrolar do Campeonato da Cidade de Maputo, é inegável que o maior quinhão de favoritismo pertence à Liga Muçulmana, até porque reúne grande número das melhores atletas do país, mas A Politécnica tem os seus recursos e estará no campo para mostrar que também está à altura de conquistar o ceptro.

 

 

Aliás, o aliciante de a prova qualificar o representa de Moçambique nas competições africanas de 2012 constituiu um atractivo para todas as intervenientes, sendo por isso de esperar um desempenho até ao limite das suas capacidades. As “muçulmanas”, para muita gente principais candidatas ao título, não embandeiram em arco, pois sabem que enfrentarão adversárias com desejo ardente de se vingarem das derrotas nas provas da capital do país.

 

 

Entretanto, ontem, a contar para a segunda jornada deste Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino, Liga Muçulmana não quis deixar os seus créditos por mãos alheias, derrotando copiosamente Soprotecção de Quelimane pela marca de 94-32, números que superam aqueles que no dia anterior tinham sido conseguidos pela A Politécnica, que bateu as zambezianas por 75-50.

 

 

Recorde-se que a prova sofrerá uma paragem amanhã, sendo reatada na quinta-feira, prosseguindo na sexta para ser concluída no sábado.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

31.Jan.12

Época de atletismo arranca no Zimpeto

A NOVA época de atletismo arranca no próximo sábado, na pista do Estádio Nacional do Zimpeto, com a disputa do Torneio de Abertura. A competição, promovida pela Associação de Atletismo da Cidade do Maputo, decorrerá num só dia e juntará os melhores atletas da capital do país.

 

Alguns dos atletas em destaque são os que marcaram presença no Torneio Internacional Moçambique/Noruega, em seniores masculinos e femininos, realizado este mês. São eles: Juvêncio Machaieie, Afonso Zandamela e Sílvia Panguane, que se juntarão a Titos Nhacila, Salomé Mugabe, Elisa Cossa e Telma Cossa.

 

Além dos seniores, o evento será disputado em infantis, iniciados, juvenis e juniores, nas provas de 100 metros, 110 barreiras, 200, 400, 400 barreiras, 800, 1500 e provas técnicas, salto em comprimento, em altura, lançamento do peso e disco.

 

Refira-se que este ano será rico para o atletismo nacional em termos de participação em competições internacionais de grande relevo, com destaque para os Jogos Olímpicos, onde já se encontra qualificado Kurt Couto, medalha de prata nos Jogos Africanos de Maputo-2011, e para os Campeonatos Africanos agendados para o Benin.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

31.Jan.12

Supertaça a 11 de Fevereiro

A SUPERTAÇA em Futebol, que colocará frente-a-frente Liga Muçulmana, campeã nacional, e Ferroviário de Maputo, vencedor da Taça de Moçambique, será disputada no dia 11 de Fevereiro, um sábado, a partir das 19.00 horas, no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

Inicialmente previsto para 12 de Fevereiro, um domingo, o jogo foi antecipado a pedido dos intervenientes, devido à sua participação nas Afrotaças, designadamente Liga dos Campeões, a Liga Muçulmana, e Taça CAF, o Ferroviário.

 

A estreia das formações moçambicanas nas Afrotaças acontecerá no dia 19 de Fevereiro, os “muçulmanos” em Zanzibar, diante do Mafunzo, e os “locomotivas” em Maputo, frente ao Gor Mahia.

 

Este facto, aliás, levou os dois conjuntos a serem os primeiros a começar a época, no dia 5 de Janeiro, tendo em vista os compromissos internacionais, pelo que nesta altura já estão numa fase um bocadinho mais adiantada de preparação.

 

Os seus plantéis também estão praticamente fechados. A Liga Muçulmana foi a que mais e melhor se reforçou, com os internacionais Miro, Josimar e Zé Luís, enquanto o Ferroviário investiu no regresso do guarda-redes Kampango, titular da baliza dos “Mambas”, assim como foi ao Costa do Sol buscar o experiente avançado Tó.

 

O detentor da Supertaça é o Maxaquene, que conquistou no ano passado mercê da vitória sobre a Liga Muçulmana

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

31.Jan.12

COMPETIÇÕES DA CAF: “Mambinhas” Sub-20 retomam actividades

Mambinhas

A SELECÇÃO Nacional de Sub-20 regressa às actividades no mês de Fevereiro, com vista à sua participação nas competições organizadas pela Confederação Africana de Futebol, com destaque para o CAN do próximo ano. A primeira eliminatória realiza-se em Abril, estando o sorteio agendado para Março.

 

O técnico dos Sub-20, Calton Banze, disse haver necessidade de os “Mambinhas” iniciarem mais cedo a preparação, de forma a melhorarem as prestações dos últimos anos, que têm sido medíocres. A equipa não tem passado a primeira eliminatória, o que reflecte o fraco trabalho nas selecções de formação.

 

Porém, os Sub-20 deram um sinal de melhoria durante o Torneio da Cosafa, realizado em Dezembro do ano passado, no Botswana, apesar de não terem transitado da fase de grupos. Botswana passou como líder da série com os mesmos pontos que os “Mambinhas”, devido à vantagem no “goal-average”.

 

A grande preocupação da equipa técnica é o facto de parte dos jogadores preponderantes da equipa transitar este ano de categoria. São nove que ascendem, o que exigirá de Calton Banze uma nova busca capaz de oferecer talentos à altura de preencher as lacunas e corresponder aos desafios que se colocam.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

31.Jan.12

Ferroviário Pemba quer outro estatuto no Moçambola

FERROVIÁRIO de Pemba vs Liga

O FERROVIÁRIO de Pemba abriu na manhã as suas “oficinas”, tendo em vista a época futebolística-2012. Os “locomotivas”, uma das três equipas que ascenderam ao Moçambola, apresentaram alguns reforços com credenciais firmados no futebol nacional, casos de César Bento (ex-Desportivo), Emídio e Neco (ex-Liga Muçulmana).

 

César Bento é médio defensivo, Emídio, defesa central e Neco, guarda-redes. Para a frente atacante, os “locomotivas” de Pemba asseguraram a contratação de Madeira, um avançado que nas três últimas épocas deu boas indicações ao serviço do Atlético Muçulmano.

 

Zainadine Mulungo, treinador dos novos primodivisionários, afirma-se satisfeito com os jogadores que entraram, mas adverte que ainda existem algumas lacunas que precisam de ser colmatas, pelo que nos próximos dias podem surgir mais caras novas. “Preciso de um ponta-de-lança, defesa e médio esquerdo para ter um plantel equilibrado. A Direcção está a fazer esforços para trazer mais jogadores”, referiu.

 

O técnico avança que Patrick, avançado ganês que representou o Costa do Sol na temporada passada, é uma das soluções válidas para o ataque da sua formação, ao mesmo tempo que se equaciona o goleador Chana, que no Moçambola-2011 marcou cinco golos numa partida, diante do Sporting da Beira.

 

Mas, enquanto permanece a dúvida em relação aos jogadores que entram, já existe uma confirmação dos que deixaram de fazer parte do plantel, designadamente Maduro, Animal, Baía, Babú, Babugy e Paúnde.

 

No entanto, de acordo com Zainadine, Baía, que representou os pembenses durante muitos anos, deve em princípio permanecer no clube, mas como treinador dos guarda-redes.

 

No que toca à preparação da equipa, o “mister” afirmou que, numa primeira fase, vai treinar no campo do quartel 25 de Setembro, estando previsto que na quinta-feira viaje parta Nacala, onde vai tomar parte num torneio quadrangular, juntamente com o Ferroviário de Nampula, representante desta província no Moçambola-2012, Ferroviário e Desportivo, ambos de Nacala, que falharam o acesso à maior competição futebolística do país a favor dos “locomotivas” de Cabo Delgado.

 

Numa fase inicial vamos trabalhar em casa, até porque estamos no período de triagem de jogadores. Se tivermos que disputar um torneio gostaria de fazê-lo com o plantel praticamente definido”, vincou.

 

 

Neste momento, Zainadine trabalha com 32 jogadores, mas é sua intenção ter um plantel de 24.

 

 

SEM CAMPO NÃO HÁ MOÇAMBOLA

 


Em relação ao local de realização dos jogos do Ferroviário de Pemba, o “mister” faz suas as palavras do presidente da colectividade, segundo o qual “se não tivermos campo, desistiremos de participar no Moçambola”.

 

 

Zainadine diz que isto será cumprido à risca. “Tenho informações de que as obras no Estádio Municipal de Pemba começam na próxima semana. No entanto, quero deixar claro que o presidente já disse que a participação no Moçambola depende da disponibilidade do nosso campo, e eu repiso aquilo que ele disse. Se não houver campo em Pemba, não haverá Moçambola. Não queremos voltar a viver aquela triste situação de ter que viajar para jogar em Nampula. Não foi uma boa experiência”, concluiu.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Jan.12

Jogos Paraolímpicos

atletas moçambicanos

Dez atletas moçambicanos vão tentar qualificação para olimpíadas Londres.

 

 

Dez atletas nacionais, portadores de deficiência, estão a preparar-se para no mês de Março tentarem, na Tunísia ou África do Sul, atingir as marcas exigidas para participarem nos jogos paraolimpicos da cidade de Londres.

 

 

 Os atletas dizem estar a enfrentar uma dura e necessária preparação para garantir a presença em Londres.

 

 

 A confiança de poder conseguir a marca exigida para os jogos da cidade inglesa é grande no seio dos atletas deficientes.

 Para o seleccionador nacional a preparação está a ser feita dentro das possibilidades.

 

 

Os jogos paraolímpicos arrancam logo depois dos Jogos olímpicos de Londres.

 

 

 

Fonte:Tim

30.Jan.12

Início promissor d’A Politécnica

A Politécnica vs Desportivo

TINHA que cumprir aquilo que se lhe impunha, na qualidade de um dos favoritos à vitória final. E, deste modo, A Politécnica não se fez rogada, ganhando ao Sporting Soprotecção de Quelimane pela marca de 75-50, iniciando assim de forma promissora o Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino, que se disputa desde ontem à noite, no Pavilhão do Desportivo.

 

Trata-se de uma prova que no seu percurso vai conhecendo momentos atribulados, a avaliar pelos diversos acontecimentos até aqui registados. Senão vejamos: inicialmente, o campeonato tinha sido marcado para ter lugar na cidade de Quelimane, só que as diferentes formações participantes, nomeadamente as da capital do país – à excepção da Liga Muçulmana – não se mostraram disponíveis a deslocar-se até à capital zambeziana.

 

 

Face a estas circunstâncias, a Federação Moçambicana de Basquetebol viu-se na contingência de transferir o certame para a cidade de Maputo, com o começo agendado para sábado e com a participação de quatro equipas. Chegado o momento da verdade, nova alteração, desta feita de sábado para domingo (ontem), e com apenas três times, designadamente Liga Muçulmana, A Politécnica e Soprotecção, uma vez que As Tetenses, que deviam ter aberto o campeonato diante das “muçulmanas”, pura e simplesmente não se fazem presentes.

 

 

Resultado: estamos com um Campeonato Nacional de Basquetebol Feminino composto por três participantes. E, como dizia Francisco Mabjaia, presidente da Federação, independentemente do número de equipas presentes, a prova tem que acontecer, pois apura o representante do país nas competições africanas deste ano, e esse representante não pode ser encontrado por delegação, mas sim nas quatro linhas.

 

 

E, ontem, no recinto dos “alvi-negros”, teve lugar a jornada inaugural, com A Politécnica a vincar a sua superioridade face à Soprotecção, reflexo disso são os 25 pontos de diferença. É verdade que as “universitárias” estiveram na mó de cima e impecáveis em todos os aspectos, mas haverá que realçar o esforço e a entrega das quelimanenses, que tudo fizeram para travar o ímpeto das adversárias.

 

 

Aliás, a ausência de competição na Zambézia foi notória nas jogadoras, tendo A Politécnica, para além da excelente capacidade atlética e experiência das suas unidades, marcado a diferença do ponto de vista competitivo, pois viu-se que estava mais rodada.

 

 

A discussão do título continua reservada aos confrontos entre Liga Muçulmana e A Politécnica, o primeiro dos quais amanhã. Mas, esta noite, a partir das 19.00 horas, as “muçulmanas” jogam com Soprotecção, sendo uma oportunidade para Nazir Salé avaliar a capacidade de desempenho e de resposta das suas atletas, facto que não aconteceu ontem devido à desistência das Tetenses.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Jan.12

“Open” de ténis em destaque

Tenis

UM torneio destinado a tenistas da região austral do continente será a nota de destaque no Festival Desportivo da Matola, alusivo à passagem do 40º aniversário da urbe, que se celebra a 5 de Fevereiro. O evento, denominado “Open de Moçambique”, terá lugar no Centro Cultural do Banco de Moçambique.

 

Para permitir um maior envolvimento dos países da região, a Federação Moçambicana de Ténis (FMT) confiou à Confederação Africana da modalidade (CAT) a distribuição dos convites.

 

 

Aliás, há razões suficientes para que haja uma aderência significativa dos tenistas da região, pois a organização colocou à disposição dos melhores classificados nas diversas categorias um “prize-money” de cinco mil dólares americanos. Para este certame, co-organizado pela FMT e Governo Municipal, os tenistas nacionais prepararam-se a todo vapor desde os princípios do mês, de modo a fazerem face aos estrangeiros.

O Festival Desportivo da Matola terá também outros atractivos, nomeadamente futebol e atletismo, com a primeira modalidade a contemplar quatro formações, duas das quais de renome nacional, Liga Muçulmana e Maxaquene, assim como Desportivo da Matola e Djuba FC.

 

 

Por seu turno, o atletismo consistirá na habitual légua, a ter lugar na manhã do dia 5 de Fevereiro., envolvendo atletas federados e populares, em ambos os sexos.

 

 

Para além do ténis, futebol e atletismo, estão também previstas competições de basquetebol, andebol, natação e boxe.   

O Festival Desportivo da Matola, que inicia a 2 de Fevereiro, tem habitualmente contado com convidados de algumas cidades sul-africanas e suázis gemeladas à Matola. E, para a sua concretização, o Governo Municipal tem contado com a colaboração das federações e associações das modalidades envolvidas.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Jan.12

TORNEIO “O TREINADOR”: Maxaquene mais forte no 1º “derby” da época

O MAXAQUENE venceu ontem por 1-0 o primeiro “derby” da época com o vizinho Desportivo, na segunda jornada do Torneio “O Treinador”, que serve de rodagem das equipas da cidade de Maputo participantes no Moçambola, mas que este ano conta com os “forasteiros” Incomáti e Vilankulo FC, que empataram 0-0, assim como o Chibuto.

 

O torneio teve início sábado, no campo dos “tricolores”, na Machava, com a jornada a ser marcada pela vitória do Clube do Chibuto, novo “inquilino” do Moçambola, sobre o Maxaquene por uma bola sem resposta, o mesmo resultado conseguido pela Liga Muçulmana diante do Incomáti.

 

 

A terceira jornada realiza-se esta quarta-feira, no campo do Costa do Sol, com a disputa das partidas Desportivo-Chibuto e Liga Muçulmana-Vilankulo.  

 

 

REGRESSO DE TONY

 


Muito cedo os “tricolores” revelaram-se a equipa mais forte que os “alvi-negros”. Tony, que regressou em grande aos campos, depois de um longo período de lesão sofrida ainda no princípio da época passada, abriu o activo aos 10 minutos, em reposta a uma belíssima assistência de Eusébio.

 

 

Como é óbvio, o resultado pouco interessa nestas alturas em que a principal preocupação das equipas técnicas é testar a qualidade dos jogadores que concorrem a um lugar nos respectivos plantéis e potenciar as capacidades dos que já vêm fazendo parte das equipas.

 

 

O Desportivo, que tem vindo a projectar uma gama de jovens desde o ano passado com vista a compensar as perdas que teve nas últimas temporadas, deu a entender que vai continuar apostado em amadurecer o conjunto, com o objectivo de melhorar a sua prestação esta época. Aliás, sendo um clube que sempre apostou na formação e com limitações para enfrentar o mercado, não fez mais nada do que recorrer à prata da casa, mantendo o que já tinha.

 

 

O Maxaquene parece estar consciente da necessidade de rejuvenescer a equipa, daí que apresentou um time misto, entre a velha guarda e alguns jovens. Desses jovens ascendentes, foi possível observar alguns talentos e que fizeram alguma diferença no conjunto. São os casos dos centrais Dénis e Ernesto, dos meio-campistas Mfiki e Oliceo e do ponta-de-lança Bush.

 

 

Aliás, Arnaldo Salvado apostara no início com esta rapaziada, que, à mistura com os já experientes Vovote e Eusébio, nas laterais; Genito e Payó, na intermediária; e Tony, no ataque, constituíram um onze aceitável. Os também meio-campistas Kito e Liberty, mais o artilheiro Hélder Pelembe entraram depois, proporcionando à equipa maior consistência, mas pouco acertava no capítulo da finalização, daí que saiu a ganhar com este magro 1-0.

 

 

A juventude “alvi-negra” acusou muita inexperiência, enquanto os poucos jogadores mais velhos que se confundiam entre a rapaziada e não foram capazes de responder à exuberância “tricolor”. Edgar e Cândido, na defensiva; Dino e Mercy, no meio-campo, e Jójó, na dianteira, são alguns dos que vêm da época passada e constituíram o esteio da equipa que o técnico Augusto Matine apostou de início.

 

 

Enquanto isto, Maninho, a lateral; Tony, Cremildo e Áurio, na intermediária; e Lamito, na dianteira, são alguns entre os jovens talentos que Matine tem no plantel e alinharam de início, mas que carecem de muito exercício para os desafios que o Desportivo persegue esta época.   

Os “alvi-negros” foram um pouco mais atabalhoados e revelaram muitas fragilidades no acerto do passe, daí que perdiam muitas vezes a posse de bola e jogavam para os espaços vazios. O seu sistema ofensivo foi menos produtivo, porque não havia sequência necessária nas jogadas, senão alguns lances esporádicos.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

30.Jan.12

Resultados e classificação actual

1ª jornada (sábado)

 

 

Maxaquene-Chibuto                             (0-1)

Liga Muçulmana-Incomáti                     (1-0)

 

2ª jornada(ontem)

 

 

Vilankulo FC-Incomáti                         (0-0)

Desportivo-Maxaquene                        (0-1)

 

 

                                   J          V         E          D         B         P

MAXAQUENE          2          1          0          1          1-1       3

Incomáti                       2          0          1          1          0-1       1

Liga Muçulmana           1          1          0          0          1-0       3

Chibuto                        1          1          0          0          1-0       3

 

Próxima jornada (quarta-feira): Desportivo-Chibuto e Liga Muçulmana-Vilankulo FC.

Resultados e classificação actual

 

1ª jornada (sábado)

 

 

Maxaquene-Chibuto                             (0-1)

Liga Muçulmana-Incomáti                     (1-0

 

2ª jornada(ontem)


Vilankulo FC-Incomáti                         (0-0)

Desportivo-Maxaquene                        (0-1)

 

 

                                        J          V          E          D          B          P

MAXAQUENE                 2          1          0          1          1-1       3

Incomáti                       2       0        1       1        0-1      1

Liga Muçulmana           1       1         0       0        1-0       3

Chibuto                      1       1         0       0        1-0       3

Próxima jornada (quarta-feira): Desportivo-Chibuto e Liga Muçulmana-Vilankulo FC.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Pág. 1/5