Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

26.Mai.11

COJA adjudica obras quando faltam três meses para os Jogos Africanos

Coja doc anucio

 

Penalva César reconhece o atraso, mas diz que as obras serão entregues a 23 de Agosto.

 

Trata-se do pavilhão da Liga Muçulmana, court do Jardim Tunduro, Campo do Maxaquene, salão da Escola Secundária Josina Machel, Clube Marítimo, Escola Secundária José Lhanguene e Chidenguele.

O Comité Organizador dos Jogos Africanos acaba de anunciar a adjudicação de várias obras para reabilitação de locais que irão acolher o evento. Trata-se de adjudicações que ocorrem quando faltam cerca de três meses do maior evento desportivo de África.

Só no dia 20 de Maio corrente foram adjucadas, através de um comunicado publicado na edição da mesma data, do jornal “ Notícias”, várias obras de reabilitação de alguns locais que irão acolher a décima edição dos Jogos Africanos, Maputo-2011, nomeadamente, o Pavilhão da Liga Muçulmana, court do Jardim Tunduro, campo do Maxaquene na Matola, salão da Escola Secundária Josina Machel, Clube Marítimo, Escola Secundária José Lhanguene e Chidenguele.

 

Esta situação preocupa o Comité Organizador dos Jogos Africanos, mas garante que já foi feito um trabalho de sensibilização às empresas responsáveis pelos trabalhos de reabilitação: “Já houve um trabalho com as empresas responsáveis pela reabilitação dos locais, no sentido de trabalharem com todo afinco e de forma árdua para que não haja inconvenientes que possam comprometer este projecto. Temos a certeza que a entrega das obras será feita a tempo combinado”, tranquilizou o director-geral adjunto do COJA, Penalva César.

 

 

 

Fonte:O Pais

26.Mai.11

Mini Básquete anima pequenada

Mini Básquete “Mais Moçambique para Mim”

AS equipas das Violetas, pela série A, e Hortência, pela B, em femininos, as de Panda e Golfinhos A e B, no escalão de masculinos, lideram o campeonato de Mini Básquete “Mais Moçambique para Mim”, em Nampula, patrocinado pelo Banco Millennium bim, todos com seis pontos resultantes de duas vitórias em igual número de partidas, numa prova que vem decorrendo em todas manhãs de sábado, envolvendo 16 equipas de ambos os sexos.

 
Os jogos que se realizam no campo da UCM/FEC voltam àquele recinto no sábado com a disputa das partidas Malmequer-Hortência, Girassóis-Rosas, Antúrios-Margarinas e Violetas-Tulipas, em femininos, enquanto em masculinos estão agendados embates entre Caracóis-Pandas, Ursos-Leoprados, Escorpiões-Golfinhos e Dragões-Mukhopos
Fonte:Jornal Noticias
26.Mai.11

Ferroviário vs Desportivo: derby já mexe bastante

 

 

 

Ferroviario vs Desportivo

Os “locomotivas” perspectivam a melhoria da sua situação classificava, enquanto os “alvi-negros” estão pressionados a encurtar a sua desvantagem com o vizinho e eterno rival - o Maxaquene.

 

O Ferroviário e o Desportivo terão o prazer de, nesta décima segunda jornada do Moçambola-2011,  protagonizarem o duelo mais aguardado, pois poderá trazer novas mexidas na classificação actual.
Trata-se de um “derby” bastante apetitoso, tendo como palco o relvado do Estádio da Machava, apartir das 15h00, esperando-se que a casa fique cheia, a avaliar não somente pela grande qualidade dos artistas que estarão nas quatro linhas como também por aquilo que serão as consequências imediatas do seu desfecho.
Os “locomotivas” perspectivam a melhoria da sua situação classificava, enquanto os “alvi-negros” estão pressionados a encurtar a sua desvantagem com o vizinho e eterno rival - o Maxaquene. É um embate que transporta consigo algum interesse, no qual ninguém goza de favoritismo.
Fonte:O Pais
26.Mai.11

Desportivo vende bicampeãs africanas por 596.000,00 Mt

contratos
Tudo começa quando a Liga Muçulmana envia, a 9 de Maio de 2011, uma carta ao Desportivo a solicitar que este clube apresentasse as condições para a desvinculação das atletas Anabela Cossa, Leia Dongue e Odélia Mafanela.

É o fim da temível equipa sénior feminina de basquetebol do Desportivo de Maputo, que colocou África  a seus pés ao conquistar, em 2007, em Maputo, e 2008, em Nairobi, Quénia, a Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol, um feito inédito. As atletas e o técnico Nazir Ismael Issufo Salé, que ao longo dos 10 anos à frente das “ladies eagles” conquistou dois títulos africanos e três nacionais, assumiram um vínculo contratual com a Liga Muçulmana, clube que este ano introduziu o basquetebol, num negócio com contornos.

 

Dos 778.400,00 meticais exigidos pelo Desportivo para a cedência das sua atletas pela compensação a título de formação, a Liga Muçulmana acabou pagando apenas duzentos e noventa e oito mil meticais, conforme comprova um  cheque datado de 18 de Maio de 2011.  Mas vamos aos contornos desta novela: tudo começa quando a Liga Muçulmana envia, a 9 de Maio de 2011, uma carta ao Desportivo a solicitar que este clube apresentasse as condições para a desvinculação das atletas Anabela Cossa, Leia Dongue e Odélia Mafanela.

 

 

 

Aristides Cavele e Jersild Chirindza

 

 

Fonte:O Pais

26.Mai.11

Adelino Chirinda ainda nega que Desportivo tenha vendido sua equipa à Liga Muçulmana

Adelino Chirinda

 

 

"O Desportivo nunca vai vender nenhuma equipa porque a nossa vocação é praticar o desporto"

 

 

Não constitui verdade. O Desportivo nunca vai vender nenhuma equipa porque a nossa vocação é praticar o desporto. O Desportivo nunca faria uma coisa desta. O que aconteceu é que o treinador Abdul Salé saiu do Desportivo onde fez nome e foi trabalhar com a equipa feminina de Basquetebol da Liga Muçulmana.

 

 

 

Fonte:O Pais